Home office para servidores do Detran
Detran - home office Crédito: Hiram Vargas/Esp. CB/D.A Press Home office para servidores do Detran

Liberação de home office para servidores do GDF começa pelo Detran

Publicado em CB.Poder

Uma das medidas estudadas pelo governo para reduzir os gastos públicos é liberar o teletrabalho ou home office – modalidade em que o servidor público cumpre suas atividades em casa. A possibilidade surgiu em setembro do ano passado, quando o GDF lançou um pacote para controlar as despesas mas, até agora, não havia saído do papel. Ontem, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal publicou regras de um projeto-piloto que prevê a autorização para o home office de servidores do órgão. Quem trabalhar a distância terá que cumprir metas de desempenho 15% superiores àquelas previstas. O limite máximo de servidores em teletrabalho no projeto-piloto é de 30% por unidade.

 
Segundo o Detran, os objetivos da medida são aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho dos servidores, promover formas de motivar e comprometer os funcionários, economizar tempo e custo de deslocamento, além de possibilitar a melhoria da qualidade de vida das equipes do departamento. Servidores que desempenham suas atividades no atendimento ao público externo e interno, ocupantes de funções comissionadas ou de cargos de chefia não poderão trabalhar em casa.

 

Regulamentação complexa

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão informou que, hoje, ainda não há nenhum servidor público do GDF trabalhando em casa. De acordo com a pasta, a adoção do home office em todos os órgãos do governo é complexa, exige estudos e regulamentação. “A viabilidade do teletrabalho para os servidores do DF está sendo estudada no âmbito do Centro Administrativo do DF, especialmente em razão da economia que essa modalidade pode trazer”. Ou seja: se implementado, o teletrabalho deverá ser prerrogativa, inicialmente, de trabalhadores das pastas que se mudarem para o Centrad, em Taguatinga.

 
O Judiciário já adotou a modalidade de trabalho a distância e servidores de tribunais estaduais, federais e superiores podem desempenhar suas atividades sem sair de casa. No TJDFT, a resolução que definiu as regras para o teletrabalho foram publicadas em agosto do ano passado. Tramita no Congresso Nacional um projeto de lei que regulamenta o trabalho a distância para os servidores do Executivo federal. A proposta teve relatório favorável na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

 

  • Guirra Veras

    OS CARAS JÁ NÃO FAZEM NADA MESMO, FICA LOGO EM CASA…QUERIA SABER O QUE UM SERVIDOR DE TRANSITO VAI FAZER EM CASA..
    E MAIS, TEREMOS UM MONTE DE AGENTE DE TRANSITO EM CASA, POIS É O QUE TEMOS HOJE, UM MONTE DELES QUE DEVEM FISCALIZAR TRÂNSITO EM ÁREAS ADMINISTRATIVAS DO DETRAN, UM MONTE DELES QUE TINHAM QUE CUMPRIR 40 HORAS SÓ FAZEM 30 HORAS, UM ÓRGÃO CHEIO DE CORRUPÇÃO COMO ESTE, NÃO DEVERIA FAZER ISTO NUNCA.

    • http://ultimasdareparticao.com.br Kleber Morais

      Caso não saiba, existem atividades que dependem exclusivamente de sistemas acessíveis pela web e que não lidam diretamente com atendimento público. Então, tais atividades pode SIM ser desempenhadas de casa. Já em outras atividades, como fiscalização e atendimento, não é possível a adesão ao teletrabalho. Trabalhar de casa evita que o servidor perca tempo no trânsito, chegue estressado ao trabalho e fique disperso no cumprimento de suas funções.

  • Chico Araújo

  • Yelssek

    Puta que pariu. Servidor público (principalmente do Detran) já não faz NADA na rua, imagina em casa? Esse governo é uma piada…

  • Kadu

    Esta aí uma galerinha que ganha bem, trabalha pouco e tem um rei na barriga! Agora trabalhando de casa fica muito mais fácil para fiscalizar o trânsito! heheheh

  • Sérgio Prado

    ou seja, pagamos um dos maiores impostos do planeta para o servidor público trabalhar em casa.

  • Francisco Nascimento

    Não entendo porque tanta choradeira … Reconheço que o há um desgoverno instalado no GDF, mas não quer dizer que todas medidas adotadas pela gestão Rollemberg sejam ruins. Essa do teletrabalho significa economia aos cofres públicos e não é simplesmente ficar em casa. O servidor terá metas a cumprir e apresentar resultados, se já estivesse em plena vigência no âmbito do GDF o teletrabalho iria proporcionar além da economia aos cofres públicos, um trânsito mais tranquilo e com mais vagas disponíveis. Essa história de servidor não fazer nada é coisa do passado e de cargo comissionado que bandeirou pra político, na realidade o servidor trabalha muito e na grande maioria sem condições favoráveis, sem equipamentos, para fornecer um serviço da maior qualidade para a população.