Robson Cândido delegado
Robson Cândido delegado Crédito: Rodrigo Antonelli/Esp. CB Robson Cândido delegado

Delegacias do Núcleo Bandeirante e do Sol Nascente voltam a funcionar 24 horas

Publicado em CB.Poder

ANA MARIA CAMPOS

ISA STACCIARINI

 

Duas das 15 delegacias do Distrito Federal que fecham as portas a partir das 19h voltarão a funcionar por 24h e aos fins de semana. As duas primeiras que voltarão a operar à noite, de madrugada e aos sábados e domingos serão a 11ª Delegacia de Polícia (Núcleo Bandeirante) e a 19ª DP (Ceilândia), na região do Sol Nascente.

 

A cerimônia de reabertura nesses horários ocorrerá  às 19h desta segunda-feira (7/1), no Núcleo Bandeirante.

 

Este é um dos compromissos do governador Ibaneis Rocha (MDB) para a segurança pública. Segundo o diretor-geral da Polícia Civil do DF, Robson Cândido (foto), houve um remanejamento de servidores para atender a essas delegacias.

 

A escolha das primeiras unidades a serem reabertas levou em conta critérios técnicos. Em breve, todas funcionarão em tempo integral, segundo Robson Cândido. Haverá trabalho voluntário com pagamento de indenização, como ocorre com servidores de outras forças de segurança.

 

A expectativa da Secretaria de Segurança Pública é de que em 60 a 90 dias todas as delegacias fechadas sejam reabertas.

 

De acordo com o secretário Anderson Torres, será publicado um chamamento ao serviço voluntário da Polícia Civil. “Com o pagamento da gratificação, poderemos voltar com todas as delegacias 24h. Na Polícia Militar já existe isso. O policial da ativa que trabalha na hora da folga recebia R$ 300 e aumentamos para R$ 400 para trabalhar oito horas. Será o mesmo com a Polícia Civil”, explicou.

 

Segundo ele, também está sendo trabalhado um projeto de lei para enviar à Câmara Legislativa com a ideia do serviço temporário. “Significa chamar os policiais aposentados para retorno ao trabalho. A Polícia Militar já tem isso e a Polícia Civil, não. Vamos fazer um projeto de lei para enviar a Câmara, porque muitos deles querem trabalhar”, esclareceu.

 

Anderson ainda reforçou que essas são medidas mais simples de aplicar. “São pessoas preparadas que retornarão à atividade e, assim, vamos recompor o quadro. São maneiras mais imediatas de fazer isso, seguido de demandas mais longas, como concurso público”, ressaltou.

 

Das 31 unidades policiais espalhadas pelo DF, 15 delas estão sem funcionar após as 19h. Estas também ficam fechadas aos sábados e domingos. Outras três unidades só atuam em esquema de plantão para registrar ocorrências não flagranciais. Significa que a noite, de madrugada e aos fins de semana, a população de Brasília, que soma mais de 3 milhões de habitantes, só têm 13 delegacias para recorrer em casos de urgência.