Greve de servidores: ADUnb organiza atos e diálogos sobre clima e militância internacional

Publicado em Deixe um comentárioGoverno federal, reajuste salarial, Servidor, Servidores públicos

Em greve desde abril, professores sindicalizados à Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnb) vão organizar manifestações e debates sobre clima, militância internacional e o legado do pensador Paulo Freire.

A semana de mobilização começa nesta quarta-feira (15/5), com um ato em frente ao Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI). O ato ocorre em meio a uma reunião entre o governo e o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes).

Professores defendem reajuste salarial de 22,71%, divididos em três parcelas iguais de 7,06% em 2024, 2025 e 2026. Já o governo federal apresentou uma proposta de reajuste de 9% no salário em janeiro de 2025 e mais 3,5% em maio de 2026. A greve por reajustes salariais  abrange 52 universidades e colégios federais.

Autonomia de greve

Após a manifestação em frente ao MGI, docentes da UnB sindicalizado à ADUnb participarão, às 14h, da mesa “Autonomia na greve: Paulo Freire e ação política”. O debate será realizado na Varanda da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília.

Internacional

À noite, a partir das 19h, na Sala de Reuniões da ADUnb, haverá uma mesa denominada “A luta política curda na Turquia“. Esse evento terá a participação internacional do deputado Berdan Öztürk, do parlamento da Turquia, além da congressista turca Ceylan Akça e do professor Alexandre Bernardino Costa, professor da Faculdade de Direito da UnB.

Discussão socioambiental

O calendário de debates organizados pela ADUnb continua na quinta-feira (16/5), com a mesa “Extremos climáticos e as universidades no enfrentamento da fome e dos conflitos socioambientais no DF”.

A mesa, que será realizada no Auditório do Centro Cultural da ADUnb, contará com as participações das professores Elisabetta Recine, Liza Andrade, o professor Perci Coelho e Pedro Lacerda, do Movimento Salve Arie JK/Rio Melchior.

Sinditamaraty promove congresso sobre Enfrentamento ao Assédio e à Discriminação no Serviço Público

Publicado em Deixe um comentárioCurso, Educação, Relacionamento, Serviço público, Servidor, Servidores públicos

Por Thays Martins

O Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério das Relações Exteriores promove entre esta segunda-feira (13/5) e terça-feira (14/5) o Congresso Internacional de Enfrentamento ao Assédio e à Discriminação no Serviço Público.

A cerimônia de abertura ocorre a partir das 19h no auditório Wladimir Murtinho, no subsolo do Palácio Itamaraty. As palestras de amanhã serão no Hotel Royal Tulip, no endereço SHTN, trecho 1, conjunto 1B, bloco C.

A mesa de abertura vai contar com a presença de Ivana Lima, presidente do Sinditamaraty, e representantes do Ministério da Gestão e Inovação e do Ministério das Relações Exteriores, do Ministério Público do Trabalho e Organização Internacional do Trabalho.

Já na terça, a programação conta com quatro painéis:

Painel 1 – Diagnóstico da Pesquisa “Protocolo Atos de Violência no Ministério das Relações Exteriores”

Painel 2 – Medidas de Enfrentamento ao Assédio Sexual nos 3 Poderes

Painel 3 – Violência no Trabalho (Convenção 190 da OIT) e Práticas Antissindicais

Painel 4 – Assédio Moral e Institucional no Serviço Público e Ações Afirmativas

Entre os convidados estão Ilana Trombka, diretora-geral do Senado Federal, Eduardo Maia, diretor da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil e da Nova Central Sindical dos Trabalhadores, e João Domingos, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos. Veja a programação completa aqui

Para os interessados que não conseguiram se inscrever, o evento conta com lista de espera. Basta preencher o formulário pelo link: tinyurl.com/3fspfd2t.

Concurso para remoção da Polícia Penal do DF é publicado; entenda o procedimento

Publicado em Deixe um comentárioSegurança Pública, Serviço público, Servidor, Servidores públicos

Medida foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal de terça-feira (7/5)

Foi publicado o concurso para remoção da Polícia Penal do Distrito Federal. Os detalhes constam no Diário Oficial do DF dessa terça-feira (7/5). A remoção, no serviço público, ocorre quando o funcionário, por algum motivo, tenha de ser alocado em outra função ou local físico (cidade, estado, por exemplo).

Neste caso, o polícia penal que deseja participar do processo de remoção terá de se inscrever, até segunda-feira (13/5), no site do órgão em que atua. Caso queira desistir da inscrição, o servidor terá até terça-feira (14/5) para recuar e registrar na Polícia Penal.

O edital deste concurso foi divulgado em março. À ocasião, foram detalhados critérios para que os profissionais participassem da remoção. O principal é que a remoção de servidores ocorrerá gradativamente, obedecendo a ordem de classificação, de forma que não cause prejuízos ao desempenho das atividades nas Unidades Prisionais.

O funcionário deverá permanecer pelo menos 12 meses na unidade escolhida e não poderá solicitar a anulação do ato. Para participar da seleção, é necessário atender os seguintes requisitos:

– Não estar em licença para tratar de interesses particulares;

– Não estar afastado para mandato eletivo;

– Não estar em licença para acompanhar cônjuge;

– Não estar cedido ou à disposição para outros órgãos;

– Não estar em estágio probatório;

– Não estar afastado ou com restrição, há mais de um ano, do exercício das atribuições do respectivo cargo e da lotação e exercício originário;

– Não estar respondendo à sindicância e/ou procedimento administrativo disciplinar;

– Não ter sofrido sanção administrativa de suspensão a menos de um ano, contado do cumprimento de eventual pena imposta.

Tragédia no RS: “Nessas horas os servidores mostram como são essenciais”, diz sindicato

Publicado em Deixe um comentárioServiço público, Servidores públicos

*Por Thays Martins

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB-RS) e a Federação Sindical dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (Fessergs) emitiram nota em que destacam o heroísmo dos servidores públicos municipais, estaduais e federais no enfrentamento a calamidade pública causada pelas enchentes no estado.

O texto ressalta que desde as primeiras horas da tragédia socorristas, bombeiros, policiais civis e militares, integrantes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária federal e das três forças armadas trabalham no resgate e acolhimento das vítimas. Até o momento, 85 pessoas morreram, 339 ficaram feridos, 134 estão desaparecidos e mais de 201 mil pessoas estão fora de casa, sendo 153.824 desalojados e 47.676 em abrigos públicos.

“Como já aconteceu na pandemia da covid-19, os servidores estão na linha de frente do combate à calamidade, colocando suas próprias vidas em risco para salvar outras vidas. Nessas horas fica claro por que é necessário valorizar os servidores e os serviços públicos, que mostram como são essenciais”, diz a nota.

O sindicato ainda diz que os críticos ao serviço público desaparecem, em momentos como esse. “Aqueles que agridem os servidores, como organizações empresariais e políticos defensores do “Estado mínimo”, desaparecem nesses momentos. Os servidores, porém, estão aí junto com a população, dando exemplo de cidadania e solidariedade.”

Profissionais de pelo menos nove estados e o Distrito Federal foram para o Rio Grande do Sul para ajudar nos resgates. De acordo com levantamento do governo gaúcho até a noite desse sábado, 209 reforços foram enviados de outros locais, além de soldados do Exército Brasileiro.

Os sindicatos do Rio Grande do Sul também estão usando suas sedes para abrigar as vítimas das enchentes e recolhendo doações no Centro de Tradição Gaúcha 35, na Avenida Ipiranga, 5300, em Porto Alegre.

Governo anuncia edição de 2024 do Prêmio Nacional de Finanças Públicas

Publicado em Deixe um comentárioServidor
Prêmio tem o objetivo de fomentar pesquisas e artigos na área de finanças públicas
Interessados em escrever sobre macroeconomia terão a oportunidade de participar da 29ª edição do Prêmio Nacional de Finanças Públicas. O concurso, anunciado pelo Ministério da Fazenda, vai selecionar os melhores artigos e pesquisas sobre o tema. Os três melhores recebem valores em dinheiro.
No ano passado, os vencedores foram premiados com quantias de R$6 mil (1º lugar), R$4 mil (2º lugar) e R$2 mil (3º lugar).  Conforme publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (6/5), as informações sobre o concurso serão anunciadas em um edital a ser publicado em breve. Além das pesquisas sobre finanças públicas, o concurso busca reconhecer soluções em gestão fiscal na área.

Câmara Legislativa do DF faz homenagem a servidores com 30 anos de casa

Publicado em Deixe um comentárioServidor

Sessão solene foi feita na CLDF para celebrar as três décadas de trabalho de 181 servidores

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) realizou uma homenagem a servidores que completaram — até dezembro de 2023 — 30 anos de trabalho na casa. Uma sessão solene foi realizada para celebrar o marco. Na Casa, existem 181 funcionários públicos com três décadas de trabalho.

Segundo o deputado distrital Pastor Daniel de Castro (PP), a trajetória dos servidores refletem na evolução da Câmara do Distrito Federal. “São pessoas que começaram a fazer o Poder Legislativo com máquinas de escrever, mas que hoje participam da transformação para o mundo digital com a informatização de todos os processos legislativos e administrativos da Casa”, afirmou.

Servidor celebra o marco na Câmara Legislativa do DF

Consultor técnico-legislativo, Florêncio Yukihiro Sinzato foi o primeiro médico do trabalho da CLDF. Ele, que participou da sessão em vídeo, comparou as condições atuais de trabalho com as da época em que começou o ofício na Câmara Legislativa. “Se eu consegui deixar um legado (foi) o autocuidado que o servidor tenha, não só do ponto de vista médico e físico, mas também do bem-estar mental, social e da prática de atividade física”, declarou.

Logo no início da cerimônia foi exibido um vídeo comemorativo em que alguns servidores visitaram a primeira sede do Legislativo distrital. Na peça, Lucimar Oliveira Nascimento, Niedja Maria Freitas da Silva e Inaldo José de Oliveira relembram as dificuldades da construção de um novo poder, os problemas com estrutura, as alegrias da convivência, as lutas por melhorias para a categoria e as vitórias para a sociedade.

TSE deve treinar juízes no enfrentamento à desinformação nas eleições

Publicado em Deixe um comentárioInteligência Artificial, juízes

Capacitação será focada no combate a conteúdos enganosos que usam inteligência artificial. Treinamento deve ocorrer até julho e abrangerá cerca de 3 mil juízes

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve promover treinamentos para juízes no combate à desinformação durante o período eleitoral. A capacitação será focada no enfrentamento a conteúdos enganosos que utilizam inteligência artificial.

O treinamento, que abrangerá cerca de três mil juízes eleitorais, será baseado em uma resolução do tribunal sobre inteligência artificial aprovada em fevereiro. A ideia dos encontros com os magistrados é ajudá-los a se familiarizar com as políticas das principais plataformas pelas quais a desinformação circula. As informações sobre a capacitação foram publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo.

A ideia dos encontros, segundo a publicação, é chamar empresas — como as de redes sociais — que, em seus ecossistemas, há a circulação de conteúdos enganosos para conversarem com os juízes sobre políticas de integridade de cada uma. Isso faria com que, durante o período eleitoral, as eventuais decisões fossem embasadas nessas regras.

Correio contatou a assessoria de comunicação do TSE para confirmar as informações sobre uma possível capacitação de juízes eleitorais e aguarda respostas.