Ensinar: regência

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O professor ensina. O aluno aprende. Certo? Em parte. Volta e meia, os papéis se invertem. Com a moçada pra lá de informada, mestres se atualizam com garotos e garotas que adoram dividir conhecimentos. Basta ter humildade e curtir. De quebra, lembrar a regência do verbo que enriquece uns e outros. No sentido de dar instrução, a gente ensina alguma coisa a alguém: O professor […]

Aluno reprova de ano? Nãooooo

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Com a pandemia, alunos reprovam em disciplinas consideradas fáceis”, disse o diretor. Certo? Não. No caso, alunos não praticam a ação de reprovar. Sofrem-na. Em vez de agente, será paciente da ação. Compare: O professor (agente) reprova o aluno (paciente). O aluno (paciente) foi reprovado pelo professor (agente). Reparou? Na voz ativa ou passiva, o rei mantém a majestade. Em bom português: o professor reprova. […]

Correio tropeça no verbo pedir

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Presidente fez declaração ao responder a apoiadora que o pediu para não deixar que a vacina seja produzida no Brasil”, escreveu o site do Correio. Cochilou. O verbo pedir se constrói com objeto direto de coisa e indireto de pessoa: Maria pediu uma bicicleta (obj. direto) ao pai (obj. indireto). A mãe pede ao filho (obj. indireto) mais cuidado com os livros. Apoiadora pediu ao […]

Correio tropeça no verbo extorquir

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Mulher forjou sequestro para extorquir a mãe”, escreveu o jornal. “Pode?”, perguntam os leitores. “Não pode”, responde a regência. . Extorquir significa obter por violência, ameaças ou ardis. O verbo tem uma manha. Seu objeto direto tem de ser coisa. Nunca pessoa. Extorque-se alguma coisa. Não alguém: Mulher forjou sequestro para extorquir dinheiro da mãe. Bandidos extorquiram informações de delegada. A polícia tentou extorquir o […]

Emirados sobressaem ou se sobressaem na corrida espacial?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O jornal publicou que “Emirados Árabes se sobressaem na corrida espacial”. Tropeçou na regência. Por não ser pronominal, reina sozinho, absoluto. O jornal teria merecido nota 10 se tivesse escrito: Emirados Árabes sobressaem na corrida espacial. Mais exemplos? Ei-los: A Fiocruz sobressai nas pesquisas. O Congresso sobressairá na discussão da reforma tributária. O livro conta a saga de um brasileiro que sobressaiu no debate da […]

Regência: extorquir

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Que susto! Deu na TV: “Fiscais extorquiram delegada”. É difícil. Extorquir não é lá coisa boa. Significa obter por violência, ameaças ou ardis. O verbo tem uma manha. Seu objeto direto tem de ser coisa. Nunca pessoa. Extorque-se alguma coisa. Não alguém: Fiscais extorquiram dinheiro de delegada. A polícia tentou extorquir o segredo. Extorquiram a fórmula ao cientista.    

Flamengo ganhou do Fluminense por 1 a 0 ou de 1 a 0?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O Flamengo conquistou a taça do Campeonato Carioca. Na partida contra o Fluminense, venceu por 1 a 0.  “Campeão! Campeão! Campeão!”, gritava a torcida. Passado o alarido da festa, vale a curiosidade etimológica. Campeão A palavra campeão nasceu na Alemanha. Quando usava fraldas, tinha significado muito especial. Designava o cavaleiro medieval que combatia em campo fechado em defesa de uma causa. Não raro a causa […]