O Brasil, tal qual os EUA? O Brasil, tal quais os EUA?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Guimarães de Sousa leu no Correio de 18 de junho a seguinte frase: “O Brasil, que tal quais os Estados Unidos se construiu graças à contribuição dos imigrantes, …” Ficou na dúvida: “tal quais”? Por favor, explique. A concordância da duplinha tal qual dá nó nos miolos. Como acertar sempre? Há duas respostas: 1. Os ortodoxos dão esta orientação — cada par concorda com o termo […]

Solstício do inverno

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Os festejos de São João coincidem com o tempo do solstício do inverno austral. Até as cidades assumem os ares do mundo rural em suas festas juninas, construindo arraiais repletos de agrocultura e calor humano. O mundo rural vive intensamente esse tempo de alegria, comidas típicas, danças e músicas tradicionais, como as quadrilhas. São João preparou os caminhos do Senhor Jesus. Foi decapitado por anunciar […]

Corpus Christi: em bom português

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Em bom português, Corpus Christi significa Corpo de Cristo. Trata-se de festa da Igreja Católica que tem por objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus. Comemora-se 60 dias depois da Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira santa, quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.

Concisão: William Strunk Jr. ensina

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

William Strunk Jr., professor de altos estudos da língua inglesa, costumava dizer: “A prosa vigorosa é concisa. A frase não deve ter palavras desnecessárias nem o parágrafo frases desnecessárias, pela mesma razão que o desenho não deve ter linhas desnecessárias nem a máquina partes desnecessárias. Isso não quer dizer que o autor faça breves todas as suas frases, nem que evite todos os detalhes, nem […]

Moro depôs no Senado? Ao Senado?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Sérgio Moro se antecipou. Antes que os senadores o convocassem, ele se ofereceu para prestar esclarecimentos sobre mensagens que teriam sido trocadas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol. A sessão durou oito horas. Enquanto perguntas e respostas se sucediam, pintou a questão: Moro depôs ao Senado ou no Senado? O verbo exige a preposição em: Moro depôs no Senado. O acusado vai depor na […]

Joaquim Levy: tropeço na vírgula

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ninguém acreditou. Mas a cena foi tantas vezes repetida na tevê que as dúvidas se dissiparam. O presidente da República, diante de câmeras e microfones, fez o gesto da guilhotina decapitando a pessoa ao mesmo tempo que dizia “estou por aqui com o Levy”. Referia-se ao presidente do BNDES. Joaquim Levy não teve alternativa. Pediu demissão. Em nota, anunciou: “Solicitei ao ministro da Economia Paulo […]

Reúso: o porquê do acento

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A Agência Reguladora de Água, Energia e Saneamento (Adasa) pôs no ar bela campanha educativa: “Use, reúse e economize”, é o mote. Telespectadores atentos se perguntaram por que reúse ganha acento. Trata-se da quebra do ditongo. O e e u, quando juntos, pronunciam-se numa emissão de voz. É o caso de reunião. Para quebrar o ditongo, o agudão pede passagem. O u se acentua se […]

Caixa-preta & cia.: hífen e plural

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Por que Joaquim Levy deixou a presidência do BNDES? Dizem que ele fez corpo mole. Negou-se a abrir a caixa-preta do banco. A resposta levantou duas questões. Uma: a grafia da duplinha. A outra: o plural. Caixa-preta joga no time de caixa-forte. Escreve-se com hífen e, sendo formada de substantivo + adjetivo, ambos vão para o plural: caixas-pretas, caixas-fortes.