Megarrodízio: por que rr

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Rodízio é o movimento de rodar. Daí rodízio de carros. É, também, o nome que se dá, no vôlei, ao sistema de troca de posição entre jogadores a cada ponto obtido. Mais: os amantes de carne ficam com água na boca só de pensar em churrascarias em que circulam filés, picanhas, maminhas. Hum! Desssssssste tamanho Rodízio de carros é velho conhecido em São Paulo. Num […]

A quaresma e a língua

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

As letras têm a própria quaresma. Como os religiosos, submetem-se a sacrifícios. As ortodoxas chegam ao extremo. Emudecem. Escrevem-se, mas não se pronunciam. Chamam-se dígrafos. O nome diz tudo. São duas letras, mas um som. Velha, por exemplo, tem cinco letras. Mas quatro fonemas (sons). O lh tem companheiros: ch (chefe), nh (tamanho), sc (consciente), sç (nasça), xc (exceto), rr (acarretar), ss (processo), qu (fraqueza), […]

Megarroubos: por que rr?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“DNA e digitais ligam bandidos envolvidos em megarroubos milionários”, escreveu o site do Estadão. Leitores ficaram com a pulga atrás da orelha. Por que rr? Por questão de pronúncia. Com um r, a pronúncia muda. Compare caro e carro. A dobradinha tem uma única função — respeitar o jeitinho de dizer. A mesma regra vale para o ss: minissaia, multissistema, macrossolução.

Hífen: megaleilão

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Oba! Hoje é dia do megaleilão do pré-sal. Os investidores se assanharam. A bolsa bateu recorde. Para manter a alta, uma condição se impõe — pronunciar a palavra com pompa e circunstância. Recorde rima com concorde. Paroxítona, a sílaba tônica é cor. Por falar em megaleilão… Mega– pede hífen quando seguido de h ou a. No mais, é tudo colado: mega-homenagem, mega-história, mega-aventura, mega-assistência, megaoperação, […]

Pronúncia: cateter

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Bruno Covas foi ao médico tratar um problema de pele. Descobriu que tinha câncer no esôfago com metástase no fígado. “Vamos à luta”, disse ele. E se submeteu à quimioterapia. Correu tudo bem. Mas o cateter pregou uma peça. Formou um coágulo no coração. O jeito é prolongar os dias no hospital. O prefeito de São Paulo encarou o contratempo numa boa. Melhor: pronunciou a […]

Nobel: pronúncia e flexão

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Começou a premiação mais aguardada em Europa, França e Bahia. Trata-se do Nobel. Hoje saiu o de Medicina. Dois cientistas americanos e um inglês dividiram o prêmio. Palmas pra eles. Pra nós fica o desafio da pronúncia. Guarde isto: Nobel pronuncia-se como papel e Mabel. A sílaba tônica é a última. Superdica Isolado, Nobel tem plural. Acompanhado de prêmio, mantém-se invariável: Ganhou dois Nobéis. Dedicou […]

Xô, erros tolos

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Quem nos ouve espera ouvir uma língua correta. Correta não significa rebuscada ou exibida. Significa apenas o elementar respeito a flexões, concordâncias, regências, pronúncias. Deslizes gramaticais não passam despercebidos. Ao contrário. Ecoam. Não use: a nível de – a forma é ao nível de (= à altura de): Recife fica ao nível do mar. adéquo – adequar só se conjuga nas formas em que a […]

Trânsito e transiberiano: por que a pronúncia diferente do s?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O s que aparece na palavra trânsito soa z. O que aparece na palavra transubstanciação soa ss. Por quê? Ambos os vocábulos são formados pelo prefixo trans-. A resposta está no que vem depois. Trânsito, como transigir, transatlântico, transar e transístor, é seguido por letra diferente de s: trâns(ito), trans(igir), trans(atlântico), trans(ar), trans(ístor). Transubstanciação, como transiberiana, transumir e transugar, é seguida de palavra começada por […]