O desvio do FAC

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF resolveu cancelar o edital do FAC (Fundo de Apoio à Cultura), sob o pretexto de levantar recursos para reformar o Teatro Nacional. É legítimo que o governo eleito exerça a política que lhe aprouver, mas sem atropelar a lei. E o governo incorreu no equívoco: “É vedado às entidades […]

A luz de São João

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco As festas juninas estão vindo aí e eu gosto muito delas. Em matéria de são-joão não perdemos para nenhuma das outras capitais. É o que mostrou a pesquisa desenvolvida pela JLeiva Cultura & Esporte, divulgada no ano passado. Brasília é a capital que mais brinca no período junino. Eu já sabia, ou melhor, eu desconfiava, mas a […]

O renascimento de Neio Lúcio

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco     O projeto Cabeças ensinou Brasília a fazer uma ocupação lúdica da cidade. Inspirou a transformação do Eixão da Morte em Eixão do Lazer nos fins de semana e feriados. Na década de 1980, o ator e produtor Neio Lúcio colocou nos gramados das superquadras da cidade um projeto que implodiria com vários lugares comuns estigmatizadores […]

O choro da alegria

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco Mais do que comemorar, nós temos de celebrar os 20 anos da Escola de Choro Raphael Rabello, pois trata-se de uma instituição que presta relevantes e preciosos serviços a Brasília e ao Brasil. O Clube do Choro está promovendo, até  domingo, o Encontro Internacional de Choro (Eicho) para marcar a data.   Tive o privilégio de acompanhar o […]

O Cristo de Glauber

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco   Inspirado no Evangelho segundo São Matheus, do italiano Pier Paolo Pasolini, o baiano Glauber Rocha imaginou o filme A Idade da Terra, uma missa bárbara protagonizada por quatro Cristos, que ressuscitam para fazer a revolução do Terceiro Mundo. Brasília é o cenário para as intervenções do mais inflamado deles, o Kristo negro, Kristo Zumbi (Antônio Pitanga). Vestido […]

Conversa com Guilherme Vaz

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco Guilherme Vaz é uma das pessoas mais brilhantes que conheci.Ele criou mais de 60 trilhas sonoras para filmes e foi um dos compositores mais premiados do cinema brasileiro. E não se distinguia apenas pela quantidade, mas, principalmente, pela inventividade.Ele nos deixou em 2018. Uma conversa com Guilherme era sempre um diálogo polêmico, provocador e imaginativo. Em 2012, […]

A barragem do Paranoá

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco A estrada de serviço da barragem do Paranoá, que liga o Plano Piloto ao Paranoá, à Itapoã e a vários condomínios, me preocupa e devia preocupar a todos. O alerta veio com o desastre de Brumadinho. Ainda bem que o Ministério Público entrou no circuito e proibiu a circulação de ônibus e caminhões a partir de 1 de […]

A lição do sonho

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco Vivemos um momento tão difícil que me deu vontade falar do sonho. Uma grande amiga me disse que conseguiu transformar as principais utopias em realidade. Vou investigar melhor e depois conto para vocês. Mas, antes, evocarei outra história que vai por trilha semelhante. Oscar Niemeyer escreveu: “É preciso sonhar para as coisas acontecerem”. Sou um praticante fervoroso da […]