Graciliano e Glênio

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

        Quem recebe um livro da Confraria dos Bibliófilos do Brasil, instituição brasiliense comandada por José Sales Neto, se sente agraciado pelos deuses. Sales é, a um só tempo, o fundador, presidente, o editor, o motorista, o supervisor gráfico e o office-boy da entidade. Cruza a bola e vai cabecear na área. Sempre publica clássicos da literatura brasileira com ilustrações […]

Mediúnica com Darcy Ribeiro

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Furo: neste momento assolado por debates e mentiras tão escancaradas, esta coluna conseguiu uma entrevista mediúnica exclusiva com Darcy Ribeiro, defensor das crianças, dos índios, dos negros e da educação. Fala, mestre! Por que existem tantos jovens pobres fora da escola? A escola trata o menino popular como se fosse de classe média. Ela dá exercício para fazer em casa. […]

Esculturas sonoras

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco         Na sexta-feira, cobrei do CCBB que resgatasse o parque temático Diverson, inventado pelo grupo Udigrudi. Eu estava equivocado. No último fim de semana, estive por lá para celebrar o Dia das Mães e constatei que, ao menos meia-dúzia de brinquedos do Udigrudi foram restaurados e fizeram a festa das crianças.         O Diverson é um parque de […]

O mestre de Braga

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco         Li primeiro a poesia de Manuel Bandeira, só mais tarde conheci as suas crônicas. Não digo que seja o meu poeta preferido, mas alguns poemas e alguns versos me parecem memoráveis. Certa vez, no meio de um pomar, recitei para uma namorada o Poemeto erótico: “Teu corpo é tudo brilha/Teu corpo é tudo que cheira/Rosa, flor de […]

Revolução materna

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

Severino Francisco            Quase sempre, a maternidade é um momento de pausa na carreira artística das mulheres. Mas não foi exatamente assim que ocorreu com a dançarina, atriz a diretora Eliana Carneiro. Ela morava em São Paulo, estava no ápice do reconhecimento, dois espetáculos de dança concebidos por ela, Anada e Antígonos, receberam prêmios da Associação de Críticos de São […]

O jardim de Amílcar de Castro

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco   Parece que as 60 esculturas de Amílcar de Castro instaladas nos jardins do CCBB foram encomendadas especialmente para o espaço. Elas estabelecem um diálogo muito rico não apenas com a arquitetura de Niemeyer, mas também com a espacialidade e com a aspereza da vegetação do cerrado.   Amílcar cultiva um jardim de plantas da probabilidade, do […]

Chico do Cedoc

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco   O escritor mineiro Otto Lara Resende morreu em 1992, mas deixou em Brasília um assessor simpático, risonhante e obsessivo para cuidar do seu legado. É Francisco de Souza, o Chiquinho, funcionário do Cedoc do Correio. Ele é o responsável pela pesquisa da exposição Brasília 61+1, com as capas do Correio Braziliense, em cartaz no CCBB.   […]

Boêmio Lindoia

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco   De maneira semelhante a outros colegas diretores, Vladimir Carvalho é um cineasta-escritor. Ele foi repórter do Correio da Manhã, no Rio de Janeiro, e é rápido no gatilho. A sua escrita ressoa um tom rascante de Graciliano Ramos, José Lins do Rego ou José Américo de Almeida, entre outros escribas nordestinos. Ele reuniu uma antologia de […]

A mulher e o signo

Publicado em Deixe um comentárioCrônicas

  Severino Francisco   A poesia de Vinicius de Moraes é caracterizada pelo esmero e animada pela chama da paixão. Com 9 anos, ele aplicou a primeira cantada, com um poema que escreveu para uma menina de 10, porque estava apaixonado. Vinicius sentou a beleza no colo; se casou nove vezes. Existe uma parte menos conhecida de sua vasta obra: […]