Olha a latina

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  Expulsaram o latim da escola. Não adiantou. Ele vive assombrando a língua. Agora é a vez de habeas corpus. Advogados de Alexandre Nardoni e Ana Carolinna Jatobá impetraram habeas corpus pra tirar os dois do xilindró. José Aparecido, o do dossiê, ajuizou habeas corpus no STF pra ter o direito de se manter calado na CPI. Os juízes disseram não aos dois.   Vale, […]

Barraco na Câmara dos Deputados

Publicado em Deixe um comentárioGeral

Armou-se senhor barraco na Câmara dos Deputados. De um lado, o ministro da Justiça. De outro, o deputado Jair Bolsonaro. Aos gritos, um ofendia o outro. As pobres mães levaram. As instituições também. Nem a língua escapou.    Suas Excelências falaram em bate-boca. Na hora do plural, ops! Como é mesmo o plural da duplinha? Eles soltaram qualquer coisa. Maus alunos, não aprenderam na escola regra […]

Ousadia

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  “Auxiliares próximos da ex-ministra contam que ela tornou-se especialmente irritadiça a partir do embate com o ministro da Agricultura”, escrevemos na pág. 2. Que ousadia! Esnobamos a força do quê. A conjunção é pequena, mas atrai o pronome esteja ele onde estiver. Que tal lhe dar o devido reconhecimento? Assim: Auxiliares próximos da ex-ministra contam que ela se tornou especialmente irritadiça a partir do […]

Adiar

Publicado em Deixe um comentárioGeral

Pleonasmo, pra que te quero? Pra esbanjar palavras, encher a paciência do leitor e desmoralizar redatores. Vale o exemplo de agora há pouco. O Supremo Tribunal Federal decidiu não decidir hoje sobre a Reserva Serra do Sol.Repórteres se apressaram a dar a notícia. E lá veio o desperdício: — Supremo adiou pra depois a decisão sobre a reserva de Roraima. Ops! Baita redundância. Só se […]

De esses e zês

Publicado em Deixe um comentárioGeral

    Mariana Silva saiu porque quis. Ou quiz? Ops! Querer, pôr, fazer, dizer dão nó nos miolos. Em certas formas, soa o fonema z. Mas se escreve a letra s. Em outras, a letra z pede passagem.       Qual o segredo? A regra não tem exceção. Vale para qualquer verbo. No infinitivo aparece o z? Então não duvide. Sempre que o fonema z […]

expressões latinas

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  “Acho mutatis mutandis pra lá de chique. Mas não sei seu significado exato. Pode me ajudar?”, pergunta Clara Helena, de Campina Grande.     A expressão é latina. Quer dizer mudando o que deve ser mudado. Usa-se quando se adapta uma citação ao contexto ou às circunstâncias. Em outras palavras: com a devida alteração de pormenores.     Olha aí (sic)       Expulsaram o […]

Convite

Publicado em Deixe um comentárioGeral

Marina Silva saiu. Ministério vago, Lula foi atrás do substituto. Conjugou, então, o apreciado convidar. Preocupado com a escolha, buscou a regência correta do verbo.   No dicionário de verbos e regimes, encontrou resposta para a construção nota 10: quem convida convida alguém para alguma coisa.   Lula convidou Carlos Minc para se sentar na cadeira de ministro do Meio Ambiente. Ele aceitou.

O melhor e o pior

Publicado em Deixe um comentárioGeral

      Esopo era um escravo muito especial. Ele gostava de transmitir lições morais. É dele a fábula “A Raposa e as Uvas”. Lembra-se da história? A raposa viu uma videira carregadinha de frutos maduros. Ficou com água na boca. Fez e aconteceu para pegar as delícias. Não conseguiu. Os cachos estavam muito altos. Frustrada, não se deu por vencida:     – Estão verdes, […]

As intolerantes

Publicado em Deixe um comentárioGeral

  A língua se parece com as pessoas. Entre as palavras existem as intolerantes. Vale o exemplo de há…atrás. Usá-las na mesma frase constitui redundância. Não caia na tentaçãode dizer:   Cheguei há poucos minutos atrás.   Pra evitar desperdícios, fique com uma ou outra:   Cheguei há poucos minutos.   Cheguei minutos atrás.