Procuradoria Geral de MS confirma Cebraspe como banca organizadora

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

A Procuradoria Geral do Estado do Mato Grosso do Sul (PGE MS) contratou o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) como banca organizadora de seu próximo concurso público.

O extrato de ratificação de dispensa de licitação que oficializa a informação foi publicado no Diário Oficial do Estado. Além disso, o comunicado traz uma expectativa de candidatos inscritos e oportunidades para a carreira de procurador.

De acordo com o documento, o 14º concurso realizado pela Procuradoria irá selecionar seis profissionais para o cargo de procurador com formação de cadastro reserva.

“Tendo em vista a impossibilidade de se prever com exatidão o quantitativo de inscrições no concurso público, estima-se o valor global dos serviços a serem prestados em R$ 684.000,00 (seiscentos e oitenta e quatro mil reais), considerando-se um total de 4.000 (quatro mil) inscrições efetivadas, sendo 3.600 (três mil e seiscentos) pagas e 400 isentas”.

O regulamento lançado em abril informa que, para concorrer às oportunidades, é preciso possuir diploma de graduação em Direito, carteira da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB)- seccional de Mato Grosso do Sul e ter, no mínimo, dois anos de experiência profissional.

Os candidatos serão submetidos a provas objetivas, teóricas e práticas, oral e de títulos, investigação social e exames de saúde física e mental. A remuneração inicial, no último concurso, foi de R$23.845,67.

PGE/MS vai abrir concurso público e divulga regulamento que antecipa detalhes

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Concursos Públicos

Karolini Bandeira*- Atenção, concurseiros do centro-oeste! O novo concurso público da Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul (PGE/MS) para procuradores, autorizado pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, em agosto de 2020, teve regulamento publicado nesta sexta-feira (30/4)! A publicação, feita no Diário Oficial do Estado, oficializa as etapas da seleção.

Segundo o documento, os candidatos irão passar por seis fases: prova objetiva, prova escrita (teórica e prática), prova oral, prova de títulos, investigação social e exames de saúde física e mental.

A comissão responsável pelo planejamento do concurso foi estabelecida em 14 de abril. A equipe é formada por oito membros — quatro da comissão organizadora e quatro da comissão de apoio. Confira os nomes!

Além de ter sido autorizado pelo governador, a realização do certame está prevista na LOA 2021 do Estado e no Plano Plurianual 2020-2023 (PPA).

Segundo publicação no portal oficial da Aprems, o novo concurso não irá delimitar um total de vagas e formará cadastro de reserva. Apesar da confirmação, ainda não há informações de quando o edital de abertura será lançado.

Para exercer o cargo de procurador-geral, é necessário possuir ensino superior completo em direito, registro geral como advogado na OAB do Mato Grosso do Sul e dois anos anos de prática de atividades jurídicas.

Último concurso

O último certame, de 2016, contou com dez vagas imediatas, sendo três vagas destinadas a candidatos autodeclarados negros e uma destinada à pessoas com deficiência. O valor do salário base era de R$ 23.845,67 — remuneração esta que deve se manter igual ou superior, levando em conta que a última seleção foi há poucos anos.

O concurso conteve quatro fases:

  • Prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório
  • Provas escritas discursivas, de caráter eliminatório e classificatório
  • Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório
  • Análise de títulos, de caráter classificatório

As avaliações cobraram conteúdos de direito constitucional, direito da seguridade social, direito administrativo, direito civil e empresarial, direito processual civil, direito tributário, direito do trabalho, direito processual do trabalho e direito ambiental.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer

PGE/MS forma comissão organizadora de novo concurso para procuradores

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Karolini Bandeira*- Atenção, concurseiros do centro-oeste! O novo concurso público da Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul (PGE/MS), autorizado pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, em agosto de 2020, já tem comissão organizadora definida! A equipe, divulgada no Diário Oficial do Estado, é formada por oito membros — quatro da comissão organizadora e quatro da comissão de apoio. São eles:

Comissão organizadora

  • Marcio André Batista de Arruda
  • Ludmila dos Santos Russi
  • Vanessa de Mesquita e Sá
  • Cristiane Muller Dantas

Comissão de apoio

  • Cássia Moura Fontoura Rocha
  • Flávia Alessandra Verruck de Souza
  • Isabela Maria Rosa de Siqueira Rodrigues
  • Jane Fernandes dos Santos

Além de ter sido autorizado pelo governador, a realização do certame está prevista na LOA 2021 do Estado e no Plano Plurianual 2020-2023 (PPA).

Segundo publicação no portal oficial da Aprems, o novo concurso não irá delimitar um total de vagas e formará cadastro de reserva. Apesar da confirmação, ainda não há informações de quando o edital de abertura será lançado.

Para exercer o cargo de procurador-geral, é necessário possuir ensino superior completo em direito, registro geral como advogado na OAB do Mato Grosso do Sul e dois anos anos de prática de atividades jurídicas.

Último concurso

O último certame, de 2016, contou com dez vagas imediatas, sendo três vagas destinadas a candidatos autodeclarados negros e uma destinada à pessoas com deficiência. O valor do salário base era de R$ 23.845,67 — remuneração esta que deve se manter igual ou superior, levando em conta que a última seleção foi há poucos anos.

O concurso conteve quatro fases:

  • Prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório
  • Provas escritas discursivas, de caráter eliminatório e classificatório
  • Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório
  • Análise de títulos, de caráter classificatório
  • As avaliações obraram conteúdos de direito constitucional, direito da seguridade social, direito administrativo, direito civil e empresarial, direito processual civil, direito tributário, direito do trabalho, direito processual do trabalho e direito ambiental.

 

 

 

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Mariana Niederauer