Conjugação: presentear, cear & cia. prazerosa

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Dois verbos soam como carícias. Um é presentear. O outro, cear. Ambos jogam no time de passear (outra delícia). Eles têm um denominador comum. Armam cilada na conjugação. No presente, o nós e o vós dispensam o i que aparece nas demais pessoas. Compare: passeio, ceio, presenteio; passeias, ceias, presenteias; passeia, ceia, presenteia; passeamos, ceamos, presenteamos; passeais, ceais, presenteais; passeiam, ceiam, presenteiam. O presente do […]

Eu cabo? Eu caibo?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Caber é cheio de irregularidades. Respeitar as manhas de tão instável criatura exige atenção plena. A mais importante é o cuidado com a conjugação. Guarde as formas: caibo, cabe, cabemos, cabem; coube, coube, coubemos, couberam; cabia, cabia, cabíamos, cabiam; coubesse, coubesse, coubéssemos, coubessem; couber, couber, coubermos, couberem; cabendo; cabido.    

Aderir: conjugação

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Outubro se foi. Com ele, o rosa se despiu de prédios e monumentos. A cor símbolo do feminino cedeu o trono ao azul, marca do masculino. A mudança tem explicação. Mulheres e homens precisam conjugar o verbo prevenir em vez de remediar. Detectar o câncer de mama ou de próstata com antecipação é receita certa de cura. Se deixar o mal avançar, a história muda […]

Conjugação: abster

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Me abstenho de comentar”, disse o ministro. O verbo abster é derivado de ter. Pai e filho se conjugam do mesmo jeitinho, observadas as regras de acentuação: eu tenho (me abstenho), ele tem (se abstém), nós temos (nos abstemos), eles têm (se abstêm), eu tive (me abstive), ele teve (se absteve), nós tivemos (nos abstivemos), eles tiveram (se abstiveram); se eu tiver (me abstiver), se […]

Dia dos Pais: presentear

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Domingo é Dia dos Pais. A meninada, que espera ansiosa a a hora de homenagear pessoa tão especial, vai conjugar o verbo presentear. Flexioná-lo como manda a gramática pega bem como dar bom-dia no elevador, usar cinto de segurança, pedir licença e dizer obrigado. Como frear e cear, presentear perde o i no nós e vós dos dois presentes — do indicativo e do subjuntivo. […]

Correio tropeça no verbo extorquir

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Mulher forjou sequestro para extorquir a mãe”, escreveu o jornal. “Pode?”, perguntam os leitores. “Não pode”, responde a regência. . Extorquir significa obter por violência, ameaças ou ardis. O verbo tem uma manha. Seu objeto direto tem de ser coisa. Nunca pessoa. Extorque-se alguma coisa. Não alguém: Mulher forjou sequestro para extorquir dinheiro da mãe. Bandidos extorquiram informações de delegada. A polícia tentou extorquir o […]

Correio tropeça no verbo intervir

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O texto fala da farra de 3 mi jovens que se reuniram em praça de Frankfurt para participar da Festa do Coronavírus. Houve confusão. Quando policiais chegaram, uma chuva de garrafas os recebeu. Trinta e nove festeiros foram presas. O jornal escreveu: “O tumulto ocorreu na madrugada, quando policiais interviram em briga de cerca de 30 pessoas”. Ops! Tropeçou. Melhor erguer-se: O tumulto ocorreu na […]

Competir: conjugação

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“O importante não é ganhar. É competir”, repetia o barão de Coubertin. Os fanáticos discordam. Dizem que se trata de desculpa. Cabeças-inchadas recorrem a ela para amenizar a dor por não conseguir cantar “a taça é nossa”. Pelo sim, pelo não, vale a dica. Competir pertence à equipe de preferir e aderir. Veja: eu compito (prefiro, adiro), ele compete (prefere, adere), nós competimos (preferimos, aderimos), […]