Queremos Vacinas Já!

Publicado em vacina

Ana Castro & Cosette Castro

Brasília – Em um Brasil rodeado por coronavírus por todos os lados, há uma ilha de saúde onde a população foi vacinada em massa.

Ela está localizada no interior de São Paulo. Chama-se Serrana, um município de 45 mil habitantes localizado perto de Ribeirão Preto. Lá, mais de  80% da população acima dos 18 anos  já foi  imunizada  com a segunda dose contra o covid-19. A cidade foi selecionada para  um estudo do Instituto Butantan  que visava comprovar a eficácia da Coronavac em  populações inteiras.

O município se tornou o sonho de todas  brasileiras e brasileiros que ainda não podem respirar aliviados em meio à pandemia de Covid-19. Ou seja, 79% da população que  não teve acesso  à segunda dose e da maioria das pessoas que sequer estão na fila para receber a primeira dose.

Depois da vacinação massiva em março, abril e maio, Serrana teve uma queda de 95% das mortes. Não há mais filas nos hospitais, nem espera para leitos.

Enquanto isso,  outros 25  municípios vizinhos, como Ribeirão Preto e Franca, que não vacinaram  suas populações, enfrentam medidas rígidas para impedir a circulação do vírus e a sobrecarga na rede hospitalar.

Em meio ao êxito de Serrana, o país chora os 461 mil mortos oficiais e convive com a lenta recuperação dos sobreviventes que, muitas vezes, seguem com sequelas, algumas pouco conhecidas.

No restante do Brasil, os hospitais continuam superlotados. O SUS, mesmo  com orçamento reduzido pelo governo federal, segue  trabalhando com sobrecarga. Entre a população, apenas 10,4%  já tomou a segunda dose em um país com 214,5 milhões de habitantes.

Enquanto isso, a autoridade máxima do país segue viajando, desfilando sem máscara, incentivando aglomerações e falando mal das vacinas. Como se fosse pouco, o  Ministério da Saúde anunciou  um “novo”  plano nacional de vacinação, mas sem garantir vacinação em massa, nem proteção para toda população. Seguimos desprotegidos.

Por isso, o  Coletivo Filhas da Mãe se juntou a outras vozes em todo o país e lançou oficialmente,  durante o IV Sarau  Virtual,  no dia 22 de maio  a campanha #queremosvacinajá. Tanto para as cuidadoras familiares, informais e profissionais, que ainda não tiveram direito à vacina, mesmo convivendo com pessoas idosas, como  para toda a população.

O primeiro vídeo foi ao ar no dia 28 de maio, convidando mais pessoas  a entrar na campanha nacional. A ideia é mobilizar cuidadoras e cuidadores  familiares, assim como apoiadores do Coletivo Filhas da Mãe, representantes de  grupos de apoio e  profissionais da área para  incentivar as pessoas a se vacinarem na primeira e segunda dose. E para dizer bem alto que todas as pessoas têm direito a vacina já.

Acreditamos que,  para garantir a saúde das brasileiras e brasileiros, independente da idade,  é preciso vacinar em massa toda a população urgentemente, como ocorreu, por exemplo, este ano nos Estados Unidos. Antes  que chegue a terceira onda  de Covid-19 ,  prevista para junho por cientistas. E antes que o inverno fique mais rígido  nas regiões Sul e Sudeste. fragilizando ainda mais a população.

Convidamos você também a participar conosco da campanha #queremosvacinajá.

Para participar da campanha, grave um vídeo de  até um (1) minuto, com o celular na horizontal,  em local iluminado, contando por que você considera importante a vacina para sua família e para toda população.

Você pode fazer contato conosco falando do seu interesse em entrar na campanha #queremosvacinajá através dos comentários disponíveis no final desta página. Role a página até onde aparece: deixe sua resposta. Também pode entrar em contato conosco pelo Facebook Filhas da Mãe Coletivo ou pelo Instagram @blocofilhasdamãe.

 

 

 

4 thoughts on “Queremos Vacinas Já!

    1. Oi Maria Angélica. Grata por seu comentário. Quem sabe você grava um vídeo para nós no celular (na horizontal) com menos de 01 minuto em defesa das vacinas? Estamos divulgando em nossas redes sociais digitais.

  1. A população brasileira merece ser vacinada em massa, os benefícios serão enormes. Além da saúde física, teremos saúde financeira e mais liberdade de ir e vir.
    #queremosvacinaja

    1. Oi Paula, grata por seu comentário. Conte para nós se você gostaria de participar da campanha e enviar um vídeo gravado em menos de 01 minuto no WhatsApp. Vamos ficar contentes em divulgar em nossas redes sociais digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*