Cães, café, chope e jazz

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Um dos cafés mais bacanas da cidade organiza o primeiro pet day e promete muita diversão para tutores e cães

O Gentil Café, na Asa Sul, organiza o primeiro pet day, com muitas atividades para tutores e cães, jazz ao vivo, chop artesanal e um cardápio cheio de gostosuras. Será domingo, dia 15/9, das 10h às 15h. Veja as atrações:

Reikilibrio (@grupodereikilibrio) – reiki para animais – de 10h às 12h, mediante inscrição prévia no sympla: http://rebrand.ly/emk19g. 10 vagas.

Organnact (@organnactpet – saúde para o pet em forma de suplementação. Apresentação dos palitos funcionais).

Sorrivet (@sorrivet.oficial) – orientação sobre saúde bucal do seu pet.

Ancestral (@ancestralpetfood) – orientação sobre medicina veterinária quântica.

Roseli Ribeiro (roseli.educadoradecães) – orientação sobre obediência e modificação comportamental de cães.

Cia da terra (@ciadaterra) – cupons de desconto e a presença do cachorrão.

Passeio pet (@passeiopet) – sorteio de três passeios.

Acalanto (@projetoacalantodf) – feira de adoção.

E, para tornar tudo mais divertido: (@becodasgarrafasbsb), com chope artesanal e especial.

E o som do @jazznacarta, de 10h às 12h.

Endereço: SCLS Q. 410 – Bloco B – Lj. 36 

 

 

Leishimaniose tem tratamento, mas não tem cura

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Campanha esclarece sobre a leishmaniose visceral canina, doença sem cura. O Brasil está entre os seis países que concentram 90% dos casos

Vacinação é uma das maneiras de prevenir a doença Crédito: Reprodução

 

 

A doença, cuja transmissão está ligada à picada do “mosquito-palha”, é um dos principais motivos para o sacrifício de cachorros em todo o país. No entanto, a ciência está empenhada no tratamento da enfermidade também nos animais – até então, sem cura –, permitindo que o pet leve uma vida normal ao lado do tutor. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Leishmaniose Visceral Canina está presente em mais de 88 países do mundo. O Brasil, por sua vez, está entre os seis países que detém 90% dos casos. Antes restrita à área rural, a doença se expandiu para os grandes centros urbanos, tendo em vista as alterações ambientais (como, por exemplo, o desmatamento) que facilitam o deslocamento do inseto transmissor.

Pensando nisso, a PUC Minas, por meio do Centro de Estudos em Clínica e Cirurgia de Animais (Cecca) de Betim, criou o “Agosto Verde”, em 2017. A campanha visa reforçar a importância da prevenção à doença infecciosa, em que alguns dos sintomas são lesões de pele, anemia, insuficiência renal, emagrecimento, crescimento das unhas e alterações oculares. 

“Essa doença acomete desde animais domésticos e silvestres, até o homem. No ambiente urbano, o cão é a principal vítima do flebotomíneo, como é chamado também o inseto”, conta o especialista em imunologia e doenças infecciosas Paulo Tabanez, que é diretor da Clínica Veterinária Tabanez.

Ainda segundo Tabanez, a transmissão do protozoário Leishmania ocorre pela picada do inseto. “É bom deixar claro que o cão não transmite a infecção diretamente para o ser humano. A eutanásia não é uma forma de controle eficaz ou adequada. Há tratamento e o primeiro passo é a avaliação do veterinário e um diagnóstico adequado”, afirma. 

Agosto Verde – A 3ª edição da campanha “Agosto Verde” foi lançada na primeira semana deste mês, e é uma iniciativa pioneira no Brasil. No Distrito Federal, há clínicas oferecendo condições especiais durante todo o mês, para estimular e ampliar a prevenção e o combate à doença. 

Tratamento – No final de 2016, o Milteforan ® foi aprovado pelo Ministério da Agricultura para o tratamento de Leishmaniose Visceral. A droga, por sua vez, é exclusiva para uso em cães e ajuda a controlar o parasitismo. Ela soma aos protocolos terapêuticos e deve ser utilizada com cautela, sendo prescrita apenas por médicos veterinários e para animais em acompanhamento. 

“É importante ressaltar a importância do médico infectologista para auxiliar no diagnóstico correto e, também, no tratamento adequado de animais com leishmaniose”, recomenda o veterinário.  

Confira algumas dicas de prevenção:

– Uso de repelentes na forma de coleiras ou pipetas;

– Vacinação contra Leishmaniose;

– Instalação de telas de proteção nas residências;

– Limpeza dos ambientes, evitando, assim, o acúmulo de matéria orgânica;

– Evitar passeios no final do dia.

Pelagem em dia

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Tratar da pelagem do animal não é só questão de estética. Falta de cuidados pode ocasionar doenças como infecções e sarnas

Crédito: Divulgação

Dar atenção aos pelos e pele dos cães é muito importante e deve fazer parte de uma rotina diária de cuidados. “A pele é um órgão como qualquer outro e, portanto, demanda alguns cuidados por parte do tutor que, quando realizados corretamente, podem prevenir doenças graves”, explica Ricardo Cabral, veterinário da Virbac – indústria farmacêutica veterinária. Infecções, sarnas, alergias, fungos, pulgas, carrapatos e feridas são alguns exemplos de doenças que o animal pode contrair quando sua pelagem e pele não são cuidadas adequadamente.

Para garantir uma melhor qualidade de vida para os pets, o veterinário dá cinco dicas para manter seus pelos e pele saudáveis. Confira:

1 – UTILIZE SHAMPOOS E CONDICIONADORES ADEQUADOS

“A espessura e o pH da pele dos cães e gatos são exemplos de características diferentes da pele humana. A possibilidade do pet contrair alguma doença de pele é grande quando ele é submetido a banhos com produtos que não sejam específicos para animais”, explica o veterinário. Os shampoos e condicionadores exclusivos para cães e denominados como terapêuticos são os mais adequados e eficientes para a lavagem da pele e do pelo, já que apresentam ingredientes hipoalergênicos especialmente formulados para cães e gatos, que agridem menos a pele e previnem contra dermatites e alergias que possam surgir.

2 – PREVENÇÃO CONTRA PULGAS E CARRAPATOS

Carrapatos e pulgas são parasitas que se alimentam de sangue, causando desconforto ao animal, que se coça excessivamente para tentar retirá-los de seu corpo, além de serem responsáveis pela transmissão de graves doenças, sendo que algumas delas podem ser transmitidas também para as pessoas. Manchas vermelhas na pele, dores articulares, febre, cansaço, anemia e apatia são alguns dos sintomas relacionados a essas doenças transmitidas por carrapatos, por exemplo.

“Para combater essas pragas, é extremamente necessária a utilização de antiparasitários, mesmo que você não veja os parasitas sobre a pele dos animais. Eles estão disponíveis no mercado em diversas versões: spray e pipetas para aplicação nos pelos, e coleiras – ambas para combater pulgas e carrapatos – além de comprimidos para controle e tratamento do parasitismo interno dos cães”. Antes de aplicar o produto, Cabral ressalta a importância de ler a posologia do medicamento descrita na embalagem para garantir maior eficácia. “É muito importante também o tutor consultar o veterinário antes de escolher o melhor parasitário para o pet”.

3 – ESCOVAÇÃO DOS PELOS

Escovar os pelos do pet diariamente é essencial para retirar o excesso de pelos e pele mortas, além de outros potenciais alérgenos e evitar nós que podem causar incômodo ao animal. Além disso, uma boa escovação permite que ocorra a difusão dos óleos naturais da pele do cachorro por todo o pelo, tornando a pelagem mais bonita e saudável. “O mais legal dessa ação é que, além de ser importante para a saúde do pelo, é um momento de interação entre o tutor e o pet, que vai adorar ter atenção exclusiva para ele”, comenta.

4 – CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO

Assim como os humanos, a alimentação do pet precisa ser saudável e balanceada para que sua pele e pelo também estejam saudáveis e brilhosos. “Algumas doenças da pele e cães e gatos podem estar relacionadas às deficiências nutricionais e má alimentação”, explica Cabral. Exemplos de nutrientes relacionados à saúde da pele e dos pelos são os ácidos graxos essenciais ômegas 3 e 6 e Vitamina E. Além disso, disponibilizar sempre água limpa e fresca também é um fator que auxilia diretamente no bem-estar do pet. “O veterinário sempre auxiliará e analisará na escolha do melhor tipo de alimentação mais adequada de acordo com raça, idade, porte e outros fatores de cada pet, além de recomendar a suplementação de alguns nutrientes específicos”.

5 – PROTEÇÃO CONTRA O CLIMA

O clima é um fator que pode impactar diretamente na pele do animal. No calor, é necessário atentar-se com os raios solares que, dependendo da intensidade, podem ser prejudiciais à saúde do pet, especialmente aqueles com pelagem branca e pelos curtos. A proliferação de parasitas também pode se intensificar no período quente. Já no frio, assim como os humanos, a atenção vai para o ressecamento da pele, que podem trazer coceiras e acarretar no aparecimento de dermatites. “Para evitar que esses problemas aconteçam, no frio é aconselhável que o tutor evite dar banhos com frequência e que utilize shampoos, condicionadores, sprays ou pipetas que sejam hidratantes de pele para o pet. No calor, é preciso tomar cuidado com a exposição excessiva ao sol, a hidratação constante com água fresca e a escovação diária dos pelos. Também pode ser necessária maior frequência do uso de antiparasitários.

Animais da zoonoses para adoção

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

Mais uma vez, a Diretoria de Vigilância Ambiental faz parceria com a ONG Atevi, promovendo uma feira de adoção de cães e gatos. Os bichinhos estarão disponíveis no estacionamento da Gerência de Zoonoses (ao lado do Hospital da Criança), das 9h às 13h.

Para adotar, é preciso ter mais de 21 anos de idade, levar documento de identificação e comprovante de endereço, além de assinar um termo de posse responsável. Os animais não têm raça definida e estão com a vacinação antirrábica atualizada.

“O objetivo maior, além de arrumar um bom lar para os animais, é aproximar a população do DF da Gerência de Zoonoses, para eles entenderem nosso trabalho, quebrar o estigma e mostrar que as portas estão abertas”, observa o gerente de Vigilância Ambiental de Zoonoses, Jadir Costa Filho.

Os animais que não forem adotados durante a feira continuarão disponíveis na Zoonoses. Quem tiver interesse em adotar pode ir ao local, de segunda-sexta-feira, das 8h às 17h, cumprindo os mesmos requisitos exigidos durante a feira.​

 

Programação pet no Mercadinho

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Charmosa feirinha gourmet terá programação pet, com adoção de cães e gatos, oficina de brinquedos e palestra com especialista em comportamento

Crédito: Divulgação

Mercadinho do Brasília dá as boas-vindas a agosto com uma experiência mais que nobre: a adoção de pets. O gramado que ladeia a charmosa feirinha será ocupado pelo Clubinho da Penélope, um projeto dedicado a ajudar cachorrinhos e gatinhos que estão em busca de uma família. O Espaço Cooltivando também oferecerá a oficina de brinquedos pets e dicas de profissionais ligados aos cuidados e bem-estar dos animais.  É no sábado (10), na área externa do Brasília Shopping – entrada principal (em frente à W3 Norte), das 10h às 17h.

 As banquinhas com variados hortifrútis orgânicos, compotas de doces e geleias, pães integrais, azeites aromatizados, castanhas, queijos e temperinhos que agradam todos os paladares estarão lá, com várias opções de presentes para os pai. A curadoria do Mercadinho no decorrer de 2019 é da Multi, uma agência especializada em eventos outdoor e design de experiências.

 Por amor aos pets

O Clubinho da Penélope é um projeto social que reúne diversos protetores independentes de Brasília. Juntos, eles trabalham para garantir que pessoas e animais possam viver em harmonia, além de promover as adoções. O Clubinho estará no gramado do Mercadinho a partir das 10h. “Temos certeza que os cães e gatos resgatados pela iniciativa têm ótimas chances de saírem da feirinha acompanhados de novos cuidadores, ansiosos por dar e receber amor”, diz Renata Monnerat, gerente de marketing do Brasília Shopping.

Para a experiência ser completa, o Espaço Cooltivando abre alas para a causa dos animais com a Oficina de Brinquedos para PETs, às 11h, ministrada pela gestora ambiental e educadora Maya Terra. A ideia é usar material que se tem em casa, itens com grande potencial para o reuso, que podem ser transformados em brinquedos simples para cães e gatos. Às 14h, uma palestra-show com o adestrador de cães Renato Buani, da Perfect Dog. O profissional dará dicas simples que tornam convivência com os pets mais divertida e seu melhor amigo mais inteligente e comportado. O workshop e a palestra são gratuitos.

 

Música e Relax

DJ Bruno Antun continua no comando da pick up do Mercadinho. Além da música, massagens com os massoterapeutas do grupo Sem Estresse fazem a alegria daqueles que precisam relaxar. Eles atendem no Mercadinho das 10h às 17h. O valor de cada sessão, que dura em média de 15 a 20 minutos, é simbólico (R$20). A equipe foi criada em 2008 e está vinculada ao Instituto de Promoção das Pessoas Com Deficiência Visual (IPPCDV). O objetivo é incluir profissionais com deficiência visual no mercado de trabalho, além de promovê-los em todos os âmbitos.

 

PROGRAME-SE

 MERCADINHO DO BRASÍLIA – 10 DE AGOSTO

De 10h as 17h – Feirinha orgânica/vegana/natural

A partir de 10h – Feirinha de adoção de pets com Clubinho da Penélope

11h – Oficina de Brinquedos para PETs

14h – Palestra-show com um adestrador de cães – Renato Buani da Perfect Dog

  • As inscrições podem ser feitas 30 minutos antes de cada oficina, gratuitamente, mediante ordem de chegada no espaço Cooltivando
  • Cada oficina tem capacidade para 8 participantes

DJ Bruno Antun ao longo do dia

De 10h as 17h – Massoterapeutas do grupo Sem Estresse

Frio piora osteoartrite

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Durante os meses mais frios do ano, os músculos ficam mais contraídos. Além disso, ocorre o espessamento do líquido sinovial, responsável pela lubrificação das articulações, levando ao aumento da dor

 

Crédito: reprodução

A osteoartrite é uma enfermidade crônica e degenerativa que promove desgaste das cartilagens e ossos das articulações, causando dor e inflamação da área afetada. Consequentemente, há diminuição da amplitude de movimento. O problema acomete cães de todas as idades, sendo frequente em idosos, obesos e entre aqueles que sofreram lesões traumáticas ou tiveram complicações pós-operatórias de cirurgias ortopédicas. “Os cães podem suportar dores intensas sem demonstrar. Por isso, o tutor precisa estar atento aos mínimos sinais. Em caso de suspeita, ele deve levar o animal para uma avaliação que deverá ser realizada por um médico-veterinário”, orienta Jaime Dias, médico-veterinário e coordenador técnico da área pet da Vetoquinol.

O mais comum dos sintomas da osteoartrite é a dificuldade de se levantar, resultado da dor intensa nas articulações. “É comum, por exemplo, que ele manque quando sofre dessa enfermidade. Por não se movimentar como antes, há uma diminuição das atividades físicas, levando o cão a ganhar peso, o que já é outro sintoma a ser considerado”, explica Jaime Dias. O pet também pode ficar mais quieto, apático, irritado, sem interesse por passeios e brincadeiras.

Durante os meses mais frios do ano – normalmente, até o final de setembro –, os sintomas tendem a piorar devido à maior contração muscular e ao espessamento do líquido sinovial. Além disso, o frio desestimula o animal a se movimentar, diminuindo suas atividades físicas, que são práticas importantes para o controle dessa doença. Além da medicação recomendada por um médico-veterinário, Jaime Dias sugere ao tutor “o uso de camas confortáveis, roupinhas, deixar os animais abrigados e longe do frio, chuva e locais úmidos”.

Como possível prevenção, o tutor deve controlar o peso do animal, tomar cuidados para que ele não sofra lesões e levá-lo com periodicidade ao médico veterinário para check-up. Porém, nos casos de predisposição genética, não há como evitar o surgimento da osteoartrite nos cães. Independentemente da causa, o tutor deverá, portanto, buscar o melhor tratamento quando necessário, melhorando a qualidade de vida do pet.

Chico presenteado com um novo colchão

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Startup brasileira doou um colchão novo para a tutora de Chico, que viralizou destruindo uma cama de casal. Ele também ganhou uma caminha nova. Será que vão durar?

O destruidor mais fofo do Brasil Crédito: Reprodução

 

Depois de ter o colchão destruído pelo cachorro Chico, Patrícia Barros, gerente de uma empresa de telefonia, recebeu um colchão de uma startup brasileira que desenvolve produtos de alto padrão para o sono. Além do novo colchão, a empresa enviou duas camas de cachorro, uma para o Chico e outra para seu companheiro, Luke. O vídeo alcançou os fundadores da companhia, que se solidarizaram com o caso e enviaram os produtos para Bauru, interior de São Paulo.

“Nos comovemos com a Patrícia e com o Chico. Além dos produtos, disponibilizamos para eles uma terapeuta animal para orientar a Patrícia em relação ao Chico, dando algumas dicas para que ele fique mais zen”, explica Ilan Vasserman, um dos fundadores da startup Zissou, ao lado dos sócios Amit Eisler e Andreas Burmeister.

Patrícia e Chico recebem os presentes Crédito: Divulgação

Apesar de comum, esse tipo de comportamento requer atenção por parte dos donos. Segundo a terapeuta animal Kathi Drisner, que participará da visita, o excesso de energia gera ansiedade no animal e ele pode acabar descontando nos móveis de casa. “Os cães têm necessidades básicas que precisam ser supridas no seu dia a dia, tais como alimentação, passeio, exercícios físicos e cognitivos, além de alguns instintos genéticos que eles carregam, como morder, cavar, roer e destroçar. É de nossa responsabilidade prevenir, educar, e oferecer opções para eles suprirem isso. Aplicar enriquecimento ambiental, gastar a energia e ensinar comandos e truques dão ótimos resultados”, diz.

Se for preciso deixar o animal sozinho, a especialista recomenda que ele fique num ambiente preparado para que não “desconte” sua energia em objetos que não sejam adequados. “É preciso tornar o ambiente onde seu cão vive em um lugar mais dinâmico, complexo e interativo, estimulando o seu cão a apresentar comportamentos que são naturais da espécie, elevando assim a sua qualidade de vida e bem estar animal”, finaliza Drisner.

Zoonoses faz feira de adoção

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Pela primeira vez, evento é realizado em parceria com protetores de animais. Os cães e gatos estão saudáveis e aguardam um novo lar

 

Em parceria com a Associação Protetora dos Animais do DF, a A Diretoria de Vigilância Ambiental promove uma feira de adoção de cães e gatos amanhã (dia 20). Os pets estarão disponíveis no estacionamento da Gerência de Zoonoses (ao lado do Hospital da Criança), das 9h às 13h.

Para adotar, é preciso ter mais de 21 anos de idade, levar documento de identificação e comprovante de endereço, além de assinar um termo de posse responsável. Os animais não têm raça definida e estão com a vacinação antirrábica atualizada.

“O objetivo maior, além de arrumar um bom lar para os animais, é aproximar a população do DF da Gerência de Zoonoses, para eles entenderem nosso trabalho, quebrar o estigma e mostrar que as portas estão abertas”, afirma o gerente de Vigilância Ambiental de Zoonoses, Jadir Costa Filho.

Os animais que não forem adotados durante a feira continuarão disponíveis na Zoonoses. Quem tiver interesse em adotar pode ir ao local, de segunda-sexta-feira, das 8h às 17h, cumprindo os mesmos requisitos exigidos durante a feirinha.

Evento de motociclistas tem programa pet

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Brasília Capital Moto Week terá pela primeira vez adoção de pets, além de produtos que serão vendidos para custear o trabalho com animais abandonados

 

Crédito: Adriana Fortes/Divulgação

O maior evento de motociclismo da América Latina, Brasília Capital Moto Week traz na sua 16ª edição mais do que motos, arte, rock ‘n roll e muita música. Dessa vez,  terá a primeira Feira de Adoção de animais, com a presença de veterinários para tirar dúvidas dos futuros papais e mamães de pets.

Nos dias 20, 21, 26 e 27 de julho, de 10h às 16h, vários cachorros e gatos acolhidos em situação de abandono, rejeição, entre outros, estarão disponíveis para ganharem um novo lar cheio de amor e afeto.

Além da feira de adoção, o evento também receberá doação de ração e roupas (mantinhas, cobertas) para pets, além de ajuda de custo para manter o trabalho de acolhimento dos animais abandonados.

O Brasília Capital Moto Week também terá lojinhas com acessórios para os amiguinhos de quatro patas. Elas funcionarão durante todo o festival, de 18 a 27 de julho, nos fins de semana – 10h à 0h e, durante a semana, de 12h à meia noite.

Veja a programação completa.

 

 

É amanhã! Cinema e pipoca com o melhor amigo

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Organizadores do evento esperam uma tarde de muita diversão, com interação dos pets, expositores exclusivos e exibição de Pets 2 e Toy Story 4

 

O primeiro foi um sucesso, com 3 mil participantes. Três anos depois, a sessão do filme Pets 2, no cine drive in, promete repetir a animação de 2016, quando filas imensas se formaram nas proximidades do cinema. A ideia, segundo a organizadora do evento, a engenheira Day Siqueira, é promover uma grande confraternização entre tutores e seus melhores amigos, enquanto, na telona a céu aberto, eles podem curtir as novas aventuras do cãozinho Max e de seus companheiros.

Day Siqueira, com o golden Chico, ao centro: confraternização e conscientização Crédito: Antônio Cunha/CB/D.A Press.
“O CinePipocão voltou porque, mesmo o primeiro tendo sido há três anos, as pessoas sempre lembram dele e pedem um replay. Nada melhor que repetir com o mesmo filme, e Toystory4 a seguir. Nós gostamos de diversão e estar com os amigos fazendo coisas novas, indo a eventos que realmente tem diversão, não só um monte de stands de vendas. Também queremos fazer a conscientização de uma Brasília mais pet friendly, com socialização e educação canina. É o que mais amamos”, diz a tutora dos goldens Chico e Dom.

O CinePipocão é uma inciativa da ItDogs Brasília, da @auau.petshop e @doggatopet

SERVIÇO

Exibição de “Pets 2- A vida secreta dos bichos”

Para ficar ainda melhor, haverá entrega de brindes, de vários itens fantásticos, expositores exclusivos e muita comida gostosa

_________________

Data: 13/07/2019
Horário: das 15:30 às 21h

__________________
OBSERVAÇÕES:
O Cine drive-in abrirá suas portas a partir das 15:30 para o público geral, com o intuito de socializar animais e donos. Aconselha-se chegar o quanto antes para garantir seu lugar!
O filme começará às 18:30h.
E logo após ainda será apresentado Toy Story

Valor R$ 30
* Bilheteria apenas em dinheiro ou débito

Serão distribuídos na entrada dois saquinhos de porta caca para cada animal. Pede-se que zelem pela limpeza do local recolhendo toda e eventual sujeira do seu animal.
Quanto à alimentação, você poderá escolher entre as opções disponíveis no cardápio do Cine Drive-in ou dos food trucks, mas caso prefira trazer algo de casa, é permitida a entrada.