Estilo: forma positiva

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Você gosta de ouvir um redondo não? Ninguém gosta. Nem os bebês. Dizem que a criança que escuta muitos nãos nos primeiros meses de vida grava a negação na mente. Aí, Deus a acuda. Candidata-se ao título de adulto infeliz. Para alegria do psicólogo, claro. O leitor e o ouvinte também têm horror a esse advérbio. Fazem tudo para ignorá-lo. Muitas vezes, passam batido por […]

Hífen: não ingerência ou não-ingerência?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Antes, só o dicionário sabia quando usar o tracinho e quando dispensá-lo. A reforma ortográfica deu um ponto final no quebra-cabeça. Mandou o hífen plantar batata beeeeeeeeem longe. Oba! As três letrinhas ficaram livres e soltas — sem lenço e sem documento: não agressão, não alinhamento, não conformismo, não fumante, não intervenção, não participação, não alinhado, não beligerante, não combatente, não conformista, não intervencionista, não […]

Estilo: forma positiva

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

O não provoca arrepios. Por quê? Talvez por lembrar repressões da infância. Não faça isso, não faça aquilo. Não pode isso, não pode aquilo. Os nãos acompanham a pessoa vida afora. Mas ninguém os ama, ninguém os quer. Muitos preferem mantê-los no esquecimento. Por isso a forma positiva ganha banda de música e tapete vermelho. A regra é dizer o que é, não o que […]

Nem / e nem: emprego

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“SafraPay — a única máquina que você não compra e nem paga aluguel”, diz propaganda divulgada pela tevê. Não convence. Por quê? Nem significa e não. Por isso é redundante dizer e nem em construções como a apresentada. Melhor: SafraPay — a única máquina que você não compra nem paga aluguel. Outros exemplos: Os candidatos dizem que ainda não acertaram os contratos (e) nem definiram […]

Hífen: não, sem, expressão latina

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

NÃO dispensa o elo: não ingerência, não interferência, não fumante, não ativista. SEM exige o hífen: sem-terra, sem-teto, sem-emprego, sem-banco, sem-carro, sem-celular, sem-vergonha. GERAL joga no time do sem. Pede o tracinho: secretário-geral, diretor-geral, coordenador-geral, orientador-geral, procurador-geral. Não bobeie. Se o cargo tiver certidão de nascimento escrito sem hífen, permanece sem tracinho. Como no jogo do bicho, vale o que está escrito. EXPRESSÕES LATINAS. Latim […]