Elas coçaram o nariz? Coçaram os narizes?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

As crianças coçaram os narizes? Nossos corações vibravam de felicidade? A universidade divulgou os nomes dos aprovados? O mestre de cerimônia agradeceu as presenças de todos? Nãooooooooooo! Olho vivo! No caso, o singular é distributivo. Vale pra todos. Ninguém tem mais de um nariz, mais de um coração, mais de um nome, mais de uma presença: As crianças coçaram o nariz. Nosso coração vibrava de […]

Celulares do presidente são alvo de hackers? Alvos?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

São alvo. Por que o singular? Deixa-se no singular o substantivo abstrato que, depois de verbo de ligação (ser, estar, tornar-se, virar, parecer) caracterize genericamente o sujeito plural: As autoridades são o alvo dos hackers. Filmes controversos são o destaque da maior festa do cinema. Os voluntários de Roraima tornaram-se exemplo de solidariedade. O sujeito e o predicado são parte da oração. Animais em extinção […]

Mulheres são destaque no Enem? São destaques?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Mulheres são destaque no Enem. Tiraram as melhores notas na redação”, anunciou o Jornal da Cultura. Telespectadores estranharam. Não seria “mulheres são destaques”? Não. Deixa-se no singular o substantivo abstrato que, depois de verbo de ligação (ser, estar, tornar-se, virar, constituir), caracterize genericamente o sujeito plural: Bons empregos são o alvo dos concurseiros. Os voluntários da Cruz Vermelha tornaram-se exemplo de eficiência. O sujeito e […]

Parlamentares são alvo de operação da PF? São alvos?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Ufa! As operações da PF não têm fim. Sai dia, entra dia, e o script se mantém. Hoje foi a vez de senadores & cia. que teriam recebido R$ 130 milhões de propina. A imprensa fez o que tem de fazer. Divulgou o fato. Eis a manchete: “Parlamentares são alvos de operação da PF”. Tropeçou no falso plural. Eta pegadinha! Deixa-se no singular o substantivo […]

Falso plural: tropeço do G1

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Suspeitos de desviar R$ 40 milhões de prefeitura do Pará são alvos de operação”, escreveu o G1. Cochilou. O falso plural confundiu o portal de notícias da Globo. Por quê? Deixa-se no singular o substantivo abstrato que, depois de verbo de ligação (ser, estar, tornar-se, virar, constituir), caracterize genericamente o sujeito plural. É o caso: Suspeitos de desviar R$ 40 milhões de prefeitura do Pará são […]

Erramos: falso plural

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Infratores se tornam alvos de operação”, escrevemos na pág. 4. Ops! Caímos na pegadinha do falso plural. Fica no singular o substantivo abstrato que, depois de verbo de ligação (ser, estar, tornar-se, virar), caracterize genericamente o substantivo plural: Alunos brilhantes são alvo de cursos que querem sobressair no Enem. Ambientes escolhidos por leitores do CB são destaque na CasaCor. Os voluntários da Cruz Vermelha tornaram-se […]

Plural de modéstia: quando e como usar

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

A Copa acabou. Mal a França levantou a taça, a campanha eleitoral entrou no ar. Os candidatos querem fazer bonito. Contratam marqueteiros. Fantasiam-se de bonzinhos, trabalhadores e competentes. Ensaiam o discurso. Esbanjam próclises e mesóclises. Treinam formas rizotônicas e arrizotônicas. Sobretudo evitam o eu. O pronomezinho dá a impressão de arrogância. Saída? Os loucos pelo poder recorrem a truques. O mais popular: o plural de […]