Senhoras letras

Publicado em Deixe um comentárioflexão, Grafia, plural

Que turma, hein? As 26 letras do abecedário são pra lá de solidárias. Elas se combinam e formam nossas mensagens. Vale, pois, tratá-las com galhardia . O á é a primeirona. Escreve-se assim — com acento. O plural tem duas formas: ás e aa. As companheiras também usufruem da dose dupla: bês, bb; cês, cc; dês, dd; ês, ee; is, ii. E por aí vai.

O quê dos quês

Publicado em Deixe um comentárioconjunção, dicas, Grafia

“Donald Trump conhece o quê dos quês”, escreveu o comentarista. Referia-se ao domínio que o então candidato tinha da mídia. “Ele sabia falar pra televisão”, daí o sucesso eleitoral. Será? Talvez. Mas a frase inspira uma dica de português. Trata-se do emprego do quê. Quando o monossílabo pede acento? Em duas oportunidades: quando for substantivo. Aí será antecedido de pronome, artigo ou numeral: Trump tem […]

De lá pra cá

Publicado em Deixe um comentáriodad, Dicas de português, grafia, preposição

Muitos brasileiros têm conta no exterior. São dólares que fazem falta ao país, que precisa das verdinhas pra investir e pagar dívidas. O jeito? Abrir brechas para incentivar a volta dos milhões. Os titulares pagam os impostos e legalizam a grana. Deu certo. O governo anunciou arrecadação acima de R$ 50 milhões. Mas, ao fazer as contas direitinho, descobriu que não tinha chegado a tanto. […]

Xô, privilégio

Publicado em Deixe um comentáriodad, Grafia

Todos são iguais perante a lei? A Constituição diz que sim. Mas a realidade prova que existem os mais iguais. É o caso dos políticos. Deputados e senadores, por exemplo, não são julgados como os demais mortais. Só o Supremo Tribunal Federal pode fazê-lo. Campanhas ganham corpo contra a discriminação. “Xô, privilégio”, gritou o Correio Braziliense. O grito virou coro e ganhou a hastag #XôPrivilégio. […]

Diquinhas de português — folclore 1

Publicado em Deixe um comentáriodad, Dicas de português, DIQUINHAS DE PORTUGUÊS, Grafia

Iara, a mãe das águas Ela era uma bela índia que vivia numa tribo lá da Amazônia. Na cultura dela, os homens saíam pra caçar e pescar. As  mulheres ficavam mais perto da oca. Cuidavam da casa, dos filhos e da plantação. Um dia, o pajé mandou Iara colher milho em uma plantação de outra aldeia. Ela foi cantando e ouvindo o gorjeio dos pássaros. […]

Sem chapéu

Publicado em Deixe um comentáriodad, Dicas de português, Grafia, Reforma ortográfica, verbo

“Eles não leem o texto”, disse Temer ao falar dos que se opõem à PEC do teto de gastos.Será? Talvez. O certo é que leem se grafa assim — sem chapéu. Antes da reforma ortográfica, a 3ª pessoa do plural do  quarteto ler, ver, crer e dar tinha acento. Agora perdeu-o. O hiato –eem aparece livre e solto: eles leem, eles veem, eles creem, ele […]

Bate-boca

Publicado em Deixe um comentáriodad, Dicas de português, Grafia, plural

Eta campanha estressante. Além das denúncias, agressões marcaram a campanha para a Casa Branca. Até os americanos ficaram estressados. A palavra que mais se ouviu? Bate-boca. Formada de verbo + substantivo, ela joga no time de guarda-chuva, porta-retrato e para-choque. No plural, só o substantivo se flexiona. O verbo se mantém invariável: bate-bocas, guarda-chuvas, porta-retratos.

Presentes passarinhos

Publicado em Deixe um comentáriodad, Dicas de português, Grafia, português, verbo

Há verbos que não saem de cartaz. Um deles é  gorjear. Conjugá-lo como manda a gramática pega bem como dar bom-dia no elevador, usar cinto de segurança, pedir licença e dizer obrigado. Como presentear,  frear e cear, ele perde o i no nós e vós dos dois presentes — do indicativo e do subjuntivo. Veja: eu gorjeio (presenteio, freio,ceio), ele gorjeia (presenteia freia, ceia), nós […]