Caramelo revoltado destrói clínica e viraliza

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Quem vê pensa que é santo. Mas, com essa carinha fofa, o cachorrinho Lélo destruiu uma clínica veterinária em Novo Horizonte, São Paulo. O motivo da revolta do caramelo foi a castração. Ele não gostou nada de ficar internado pós-cirurgia e, para a surpresa da veterinária Jéssica Possari Rodrigues, estragou tudo que viu pela frente. Comeu caixas, derrubou móveis e ainda mastigou um pedaço da câmera de segurança. A veterinária postou o vídeo no Facebook e Lélo viralizou. Depois de colocar a clínica de cabeça para baixo, o caramelo teve uma ótima recuperação e já voltou para a propriedade rural onde vive, no interior.

 

Dono de abrigo de animais se recusa a sair da Ucrânia

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Andrea Cisternino vive na Ucrânia há 13 anos, não muito longe de Kiev, onde criou seu próprio abrigo de animais abandonados. Originalmente um fotógrafo de moda da Itália, ele se casou com uma mulher ucraniana e se recusa a deixar o país, para não abandonar os 400 bichos que resgatou, incluindo cães, gatos, ovelhas, porcos e cabras. “Vou morrer aqui pelos meus animais. Tenho que pensar em salvar esse refúgio. São 400 hóspedes, que merecem ser protegidos a qualqeur custo”, postou, em sua conta no Facebook.

Apesar de a força aérea russa atacar várias áreas civis e pairar nas proximidades de seu abrigo, Cisternino permanece implacável e, regulamernte, posta atualizações sobre ele seus animais. Na primeira noite da invasão russa, ele revelou como a cidade estava sob toque de recolher durante todo o dia e relatou os cortes de energia por precaução, em meio a ataques aéreos russos.

A postagem mais recente foi feita no dia 25 de fevereiro, deixando preocupados seus seguidores. Porém, na sexta-feira 4, uma amiga de Cisterino publicou uma atualização. Anna Raimondi disse que tinha acabado de falar com a mulher do fotógrafo, que conseguiu entrar em contato com o embaixador italiano em Kiev. O diplomata prometeu tentar abrigá-la na Embaixada e não criticou a decisão de Cisterino de continuar no abrigo. “Vamos lá, Andrea, estamos todos pensando em você”, escreveu.

Cisternino com um dos 400 animais do abrigo: “Vou morrer aqui” Crédito: Reprodução do Facebook

Com 20 gatos, café ucraniano resiste à guerra

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria
Seja para comer e beber alguma coisa ou só para relaxar, os clientes sempre encontram a companhia dos gatinhos Crédito: Reprodução do Facebook

Aberto há seis anos em Lviv, na Ucrânia, o Cat Cafe Lviv é o lar de 20 gatos, que recebem os visitantes e pedem chamego enquanto eles comem e tomam um cafezinho. Segundo o proprietário, Serhii Oliinyk, os animais ajudam os consumidores a relaxarem: muitos entram na loja apenas para brincar com eles. 

Porém, nos últimos dias, com a invasão russa,  o clima está cada vez mais pesado não só em Lviv, mas em toda a Ucrânia. Ollinyk e a família, porém, resolveram ficar e manter as portas do café abertas, não só como ato de resistência, mas para proteger os gatinhos. “Eles vivem aqui desde os 4 meses de idade. São como família. Percebemos que nunca vamos deixar nosso país, que esse é o único lugar onde nos enxergamos no futuro”, contou o comerciante ao site The Dodo. 

Para Ollinyk, mais do que nunca, as pessoas na Ucrânia precisam do clima de paz e tranquilidade que os gatinhos ajudam a construir no café. “Atualmente, temos menos visitantes regulares, mas há pessoas que vêm até de outras cidades. Elas precisam de comida quente e emoções positivas.” Segundo o comerciante, duas das salas do café ficam no porão. Por isso, em caso de bombardeio, há um espaço seguro, tanto para as pessoas quanto para

Os proprietários acreditam que, mais do que nunca, os moradores da Ucrânia precisam encontrar o café de portas abertas Crédito: Reprodução/Facebook

os gatinhos que moram no Cat Cafe Lviv. 

No perfil do Facebook, Ollinyk agradeceu o apoio que tem recebido de todo o mundo. Com uma conta no PayPal, o estabelecimento vai doar 50% das transferências para o exército ucraniano.

Onde eu guardei meu osso? Sinais de alzheimer em pets

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

Tutores devem observar os sinais e consultar o veterinário Crédito: Pixbay

 

Já percebeu que alguns cães e gatos, quando mais velhinhos, começam a parecer desorientados? Assim como acontece com humanos, animais domésticos — cães mais do que os gatos — idosos podem sofrer de doenças neurodegenerativas. Importante é reconhecer os sinais e ajudar o amigão a ter qualidade de vida na velhice.

De modo geral, cães e gatos são considerados idosos a partir dos sete anos de idade, quando a visita de rotina ao veterinário deve ser feita a cada seis meses.

Mudanças bruscas de comportamento são os principais indícios de que algo pode estar errado com a saúde do pet. Sinais como desorientação, ansiedade ou inquietação, necessidades fora do lugar, desequilíbrio e dificuldade para caminhar ou manter a cabeça ereta podem ser sintomas de doenças neurodegenerativas, como a Disfunção Cognitiva Canina, cujos sintomas são semelhantes ao do Alzheimer humano.

“No caso dos gatos, além das mudanças no comportamento, os tutores devem ficar atentos às doenças que acometem o trato urinário”, orienta a Joana Portin, médica-veterinária da Nofaro, especialista em felinos. Ela explica que eles costumam “esconder” que estão doentes. No entanto, alguns sinais, como aumento na micção ou sede excessiva, podem ser indicativos de problemas renais, principalmente na terceira idade. “Nesse caso, a recomendação é acionar um médico-veterinário”, alerta.

Não existe cura para as doenças neurodegenerativas. Porém, os avanços da medicina veterinária garantem tratamentos eficazes no controle dessas patologias, focando no bem-estar e na qualidade de vida dos animais. Além das terapias convencionais, especialidades como acupuntura e fisioterapia são essenciais para o aliviar os sintomas e inibir o avanço das doenças.

Em casa, algumas mudanças na rotina do pet também podem beneficiar a saúde e tornar o dia a dia mais prazeroso. Para Dora Mazzali, veterinária, a alimentação de animais idosos é assunto que merece atenção: “Para pets sem apetite ou com alguma dificuldade para se alimentar, a alimentação natural, sob supervisão de um nutricionista, pode ser uma excelente aliada na nutrição, principalmente no caso de animais idosos, que eventualmente podem se tornar resistentes à ração seca”, finaliza.

 

Cadela queimada viva ajuda vítimas de violência

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Quem vê Denali balançando o rabinho freneticamente para saudar qualquer humano que se aproxima não imagina que, há quatro anos, essa dócil cachorrinha quase morreu, ao ser queimada viva. Ela foi vítima da mulher de seu tutor, que, durante uma briga, ateou fogo em Denali para atingir o marido. Apesar da gravidade dos ferimentos, a staffordshire terrier se recuperou, foi adotada e, hoje, ajuda vítimas humanas de maus-tratos. Como cão de assistência terapêutica, a moradora de Palm Harbor, na Flórida, visita pessoas que sofreram violência doméstica, levando esperança e amor. “Uma coisa que ouço muito é que ela ainda ama as pessoas, mesmo depois de uma pessoa ter feito isso. Mas ela não perdeu sua ternura”, disse à rede de TV Fox13 Karey

A cachorrinha não deixou de amar os humanos, mesmo quando se recuperava das queimaduras Foto: Karey Burek/Arquivo pessoal

Burek, que adotou a cadelinha há três anos. Em junho de 2021, a mulher que ateou fogo no canil com Denali dentro foi condenada a nove anos de prisão, em regime fechado. Ela, atualmente, cumpre a sentença.

Corrida com segurança

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Saiba como começar a correr com segurança com o melhor amigo. Esporte é saudável para tutores e pets

Antes de correr com o pet, visite o médico veterinário /Crédito: U.S. Air Force

 

Uma das resoluções mais comuns no começo do ano é a de uma vida mais saudável, com a inclusão de uma atividade física na rotina. A corrida veio como uma das modalidades esportivas mais adoradas pelo público, e ganhou diversos eventos voltados para esse esporte em todo o país.

Entretanto, muitos acabam perdendo o estímulo com o tempo e, por isso, ter um parceiro para se manter motivado pode ser aquele detalhe que faz toda a diferença. E por que não esse parceiro ser o seu cão? Afinal, assim como a atividade física faz bem à saúde e bem-estar das pessoas, ela também promove muitos benefícios aos animais.

Confira, abaixo, 6 dicas da médica veterinária Priscila Rizelo, Coordenadora de Comunicação Científica da ROYAL CANIN® Brasil, para incluir seu cão em uma rotina de vida mais saudável junto com você:

CHECK UP   
Para começar, é importante ter certeza de que seu cão está saudável e que está apto a iniciar essa jornada em segurança e sem prejuízos para a saúde dele. Portanto, um check up no médico veterinário é o primeiro passo antes de levá-lo às corridas com você.

DE OLHO NA BALANÇA     

Caso ele esteja acima do peso, é importante moderação. Iniciar as primeiras semanas com uma caminhada, para que ele possa se acostumar, é o recomendado. Adaptar a alimentação e incluir exercícios na rotina do pet ajudam no controle de peso e deixam seu cão mais saudável e disposto. Cães obesos tem menor expectativa de vida e maior predisposição à problemas articulares. Fique de olho!

HORÁRIO APROPRIADO   

Escolha um local e horário apropriado para a prática de exercícios. Geralmente, o início da manhã e o final da tarde são os mais recomendados. Enquanto você usa tênis e está protegido do calor do asfalto, seu cão pode queimar as patinhas.

HIDRATAÇÃO É ESSENCIAL          

Em todas as estações do ano, mas principalmente no verão, é importante ingerir bastante água e essa recomendação não é diferente para os cães. Faça pequenas pausas para que ele possa se hidratar no trajeto. Uma dica também é apostar na alimentação combinada, ou seja, incluir alimentos úmidos na rotina de alimentação do seu pet, o que colabora para a hidratação.

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA        

É importante conversar com o veterinário de confiança para que ele recomende a nutrição mais adequada para o gasto energético do seu cão. Assim como você busca um nutricionista para equilibrar sua dieta, o veterinário precisa saber quantas vezes na semana seu cão irá correr com você, por quanto tempo, em qual intensidade e adequar a rotina de alimentação às necessidades físicas dele.

ADAPTAÇÃO         

Esse momento com o seu pet é para ser repleto de diversão. Vale saber que nem todos os cães gostam de correr, então, observe se essa atividade também está sendo prazerosa para ele. É preciso respeitar os limites de cada um.

Outro fator importante é a respiração. Cães braquicefálicos – aqueles com o focinho achatado – tem mais dificuldade de respirar e trocar calor por meio da respiração, por isso, estão mais sujeitos a hipertermia. Se esse é o caso do seu pet, considere fazer outro tipo de atividade com ele.

Agora, é só se preparar para viver esse momento de muito companheirismo e incentivo mútuo! Se tiver qualquer dúvida, não deixe de consultar seu médico veterinário de confiança.

Evento para causa animal

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

A Petland, maior rede de lojas pet do país, realiza amanhã a terceira edição do SRDay, evento que destina faturamento a ONGs

 

Neste ano, 50 unidades participarão, desse que será o maior evento de adoção simultâneo do Brasil. Além da loja de Águas Claras, em Brasília, participam São Paulo, Recife, Porto Alegre, Brasília, Vitória, Fortaleza, Curitiba e São Luís.

Assim como faz desde 2017, sempre no último sábado de outubro, o SRDay destinará todo o faturamento, deduzidos os impostos e royalties devidos à Petland Inc.-EUA, para as três ONG’s que mais fizeram eventos de adoção no período de outubro de 2018 a outubro de 2019, e que constam no calendário oficial da rede. São elas: Aila (Aliança Internacional do Animal); com sede em São Paulo, Amigo Animal; de Curitiba (PR), e a protetora Raquel Fiorio, de São José dos Campos (SP).

“Estamos investindo cada vez mais na área de responsabilidade social, e para este ano, optamos por tornar o SRDay uma ação nacional. Esperamos que esse evento seja um exemplo a ser seguido e que possa sensibilizar mais pessoas daqui para frente”, afirma Rodrigo Albuquerque, CEO da Petland.

Entre os parceiros que apoiam o projeto estão a Bioflorais, Ceva, Ferplast, GR Pet, Hercosul, Jambo, Malloo, Pet Delícia e Pet Society. Por meio de eventos como esse encontramos muitos lares bons e sempre recebemos relatos de como as adoções mudaram a vida das pessoas. Para nós a Petland é nossa mão direita”, afirma.

“É muito bom saber que a atitude de cada um dar um pouco acaba por melhorar e muito a vida dos animais carentes e que são resgatados. A solidariedade é algo muito importante, além da conscientização em adotar”, afirma a protetora Raquel Fiorio, de São José dos Campos (SP). Ela tutela 90 animais e ressalta a importância do SRDay na melhoria da qualidade de vida dos animais.

Apoio à adoção
Uma pesquisa do IPB (Instituto Pet Brasil) indica a população pet no Brasil é de cerca de 140 milhões de animais, entre cães, gatos, peixes, aves, répteis e pequenos mamíferos. A maioria é de cachorros (54,2 milhões) e felinos (23,9 milhões), que, juntos, perfazem 78,1 milhões de animais.

O levantamento do Instituto Pet Brasil indicou ainda a existência de 370 ONGs atuando na proteção animal. Dessas 46%, ou 169 ONGs, estão na região Sudeste, seguida pelas regiões Sul (18%), Nordeste (17%), Norte (12%) e, por fim, Centro-Oeste (7%). Essas instituições tutelam mais de 172 mil animais. Desses, 165.200 (96%) são cães e 6.883 (4%) são gatos.

de vida das pessoas que possuem animais de estimação melhora sensivelmente. Uma pesquisa divulgada em agosto deste ano pela revista especializada MayoClinic indicou que possuir um animal de estimação faz bem ao coração, sobretudo se ele for um cachorro. Produzida pela equipe de pesquisadores da Kardiozive Brno 2030 , integrantes do Centro Internacional de Pesquisa Clínica do Hospital Universitário St. Anne’s em Brno, na República Tcheca, chegaram à conclusão de que possuir um animal de estimação pode evitar problemas cardíacos.

“Em geral, as pessoas que possuem qualquer animal de estimação são mais propensas a relatar mais atividade física, melhor dieta e açúcar no sangue no nível ideal”, diz Andrea Maugeri, Ph.D., pesquisadora do Centro de Pesquisa Clínica Internacional da Universidade de St. Anne Hospital em Brno e a Universidade de Catania em Catania, Itália. “Os maiores beneficiados em possui um animal de estimação foram aqueles que tutelam um cachorro, independentemente de idade, sexo e nível de escolaridade”, concluiu a pesquisadora.

Serviço
3º SRDay
Data: 26 de outubro
Horário: das 9h às 18h
Em Brasília, a Petland fica em Águas Claras, na Rua das Pitangueiras, lote 3

 

 

 

AGENDA PET FIM DE SEMANA

Publicado em Deixe um comentáriobichos, blogueiros, concurso pet, dachshund, Eventos Pet, Feiras de animais, pet, Pets, Sem categoria

Atualize sua agenda pet do fim de semana!

Tradicional Benção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Santuário São Francisco de Assis convida a todos para a solenidade do padroeiro. Ocorrerá nesta sexta-feira (4) com santas missas na nave da igreja nos horários de 7, 8, 10, 12h15min, 17 e 19hrs. Os animais de estimação estão convidados para a tradicional benção.

 

 

3ª Edição da Pet Week do shopping Venâncio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De 2 a 7 de outubro: das 10h às 16h

No sábado, dia 5 de outubro, será de das 13h às 17h30, com programação especial, confira:

13hs – Desfile da grife Doce Trabalho

▫13h00 às 16h00 -Encontro do Grupo Bulldogada Candanga

▫13h30 – Palestra sobre alimentação saudável com a Dra. Mariana Melo

▫14h30 – Concurso a fantasia do Grupo Bulldogada Candanga

▫15h – Premiação concurso a fantasia do Grupo Bulldogada Candanga

▫16h – Desfile supresa

▫17h – Concurso de Halloween

Halloween do Clube dos Dachshund

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No sábado, 5, tem Halloween do Clube dos Dachshund de Brasília (clubedachshundsbsb). Muita diversão, concurso de fantasias, sorteios e muitas brincadeiras para os xaxixas!

Local: Petz SIA

Horário: 16h às 10h

 

Seu evento não está aqui? Manda as informações para a gente!

10 frases que provam que a série “É o Bruno” foi feita para você

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros, celebridades, comportamento, humor pet, Pets, Sem categoria, videopet

Best Friends Netflix Sticker by Stage 13 for iOS & Android | GIPHY

 

Ai vai uma dica de série obrigatória (nem é nova, mas e daí?) para quem  tem cachorro. Aliás, não basta ter, tem que gostar, mas gostar muito! E, ao contrário daqueles filmes tristes e dramáticos, o roteiro é leve e engraçado. Não espere por uma superprodução ou diálogos elaborados. Não é para levar a sério, o foco aqui é rir e relaxar. Conheça Malcom e seu cachorro Bruno e confira dez frases que comprovam que “É o Bruno” é a sua cara!

Prova número 1: Bruno, Bruno, Bruno!

 

Você sofre de falaçãozite do nome do seu amigo de quatro patas? Saiba que esse sintoma não é apenas seu. Malcom também passa o dia falando sobre o Bruno e tentando encaixar o assunto em todas as conversas. A rotina, a alimentação, os lugares para passear e até as brincadeiras preferidas são o foco do papo com a galera.

Prova número 2: Você poderia tirar a mãozinha?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu cachorro é lindo, fofo e quase sempre meigo, mas você não gosta quando passam a mão sem pedir. Eles também têm seus momentos de fome, de cansaço ou simplesmente de mau-humor. E se a gente saísse por aí passando a mão nos humaninhos sem pedir? E o Malcom fez o teste.

Prova número 2: Vai cair a mão?

Malcom fica irritado quando os humanos não catam a caca dos seus bichinhos. Preguiça, esquecimento ou nojinho não são motivos. A regra é clara, se vai sair com seu cachorro, leve um saquinho (ou vários, se ele for como o Bento hahaha).  Por causa de humanos mal-educados, eles acabam perdendo o direito de passear em vários lugares!

Prova número 3: o mais esperto, o mais popular, o mais bonito!

 

Você adora mostrar o quanto seu cachorro é esperto e popular. “Dá patinha”, “Senta”, “Rola”. Bruno também sofre para manter sua reputação. Imagina quando Malcom descobre que Angie é a nova garota propaganda de uma marca famosa?

Prova número 4: Alô, é da Polícia Federal?

 

Se você pudesse já teria contratado um guarda-costas para seu cachorro? A vida perde o sentido quando eles desaparecem, mas Malcom leva o sofrimento para um outro nível!

Prova número 5: Você prefere o azul ou o cinza?

 

Vocês também contam como foi o seu dia? E quer saber tudo o que ele fez enquanto você estava fora? Pede opinião sobre o crush ou a cor  tinta da parede? Bruno escuta tudo que Malcom diz. Quer dizer, às vezes.

Prova número 6: crédito ou débito?

Alimentação, médicos, vacinas. Sim, mas isso é o básico. Favor incluir: coleiras da nova coleção, roupinhas de designer famosos, hidratação com óleo de argan e a suíte presidencial do melhor pet hotel da cidade. Tá achando que é exagero? Você precisa ver o que acontece quando acaba a carne de peru preferida do Bruno!

Prova número 7: eu vou matar aquele *%$!

New York Love Sticker by Stage 13 for iOS & Android | GIPHY

Assim como acontecem com humanos, quando não rola química entre cachorros, não tem o que fazer. Mas sejamos, honestos, pelo menos eles não disfarçam e falam na cara! Bruno arranjou confusão no parquinho, mas é claro que Malcom acha que ele não tem culpa.

Prova número 8: Ciúmes, eu?

 

Atire a primeira pedra quem nunca ficou de ciuminho quando seu pet faz festa para outra pessoa. Malcom também morre de ciúmes da atenção de sua namorada com Bruno. Por causa dele, é claro!

Prova número 9: Só vou se ele for!

 

Quando te convidam para algum lugar, sua primeira pergunta é “Pode levar cachorro?” A agenda social de Malcom é definida pelos locais que Bruno pode ir. Quem nunca?

Prova número 10: o nome dele é BRU-NO! B-R-U-N-O!

 

Você en-lou-que-ce-do quando trocam o nome do seu cachorro?  Malcom não é diferente. Mas com certeza é bem mais radical. As cenas são imperdíveis!

Ficou curioso? Confira os melhores momentos!