O sommelier de pinga

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Toda vez que via um sommelier cuspindo o vinho que acabara de provar, meu amigo reclamava: “Que desperdício! Se fosse eu bebia tudo”. Era só um chiste, nunca gostou de vinho, jamais abandonou a dourada cerveja – antes a faixa azul da Antárctica, hoje dando preferência à Original ou Stella Artois. Não é apenas uma preferência; desde a adolescência derruba […]

Traduções perdidas   

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Tudo começou com um cafuné. Ou melhor, antes que me entendam mal: com a tentativa de traduzir o significado de cafuné para o inglês. Na falta de palavras, o gesto quebrou o galho, mas ainda assim ficou faltando explicar aquela sensação de quem recebe o carinho. É mais ou menos o que acontece quando se tenta explicar o que é […]