Signo do zodíaco: câncer

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Você já deu uma olhadinha no céu à noite? Então viu o zodíaco. É uma faixa em que o sol parece mudar de lugar. Ali há 12 constelações. Sete têm nome de animais. Uma delas é Câncer. A história do grupo de estrelas tem tudo a ver com a mitologia grega. E, também, com os nascidos entre 21 de junho e 21 de julho. Hércules […]

Por que câncer se chama câncer?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Quem diria! Câncer, há pouco, figurava no rol das palavras mágicas. A simples referência à enfermidade seria capaz de atrair o mal. Daí por que as pessoas recorriam a subterfúgios. Falavam em C.A., doença ruim, aquela doença, etc. e tal. Agora a história muda de enredo. Graças à informação, o vocábulo circula com a desenvoltura de quem anda pra frente. O Correio Braziliense vai promover […]

Câncer tem acento. Bater não. Por quê?

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Por que câncer tem acento? Pela mesma razão que revólver, cadáver, caráter, Tânger. São paroxítonas terminadas em er. Lembrete Para manter a memória esperta, lembre-se de pormenor pra lá de importante. As paroxítonas se opõem às oxítonas. O que acontece com umas não acontece com as outras. Se as paroxítonas terminadas em er são acentuadas, as oxítonas não são. Compare: zíper — bater líder — […]

Erramos 2: crase

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

“Elisa Lucinda traz à Brasília a peça Parem de falar mal da rotina”, escrevemos na capa. Viu? Pisamos a crase. Brasília não pede artigo. Sem artigo, adeus, acentinho grave. Vale lembrar o versinho pra lá de repetido na escola: Se, ao voltar, volto da, craseio o a . Se, ao voltar, volto de, crasear pra quê? Ora, volto de Brasília. Melhor: Elisa Lucinda traz a Brasília a peça Parem de falar mal da rotina.

Réquiem: significado e curiosidade

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Em campanha eleitoral, pesquisas aparecem a torto e a direito. Candidatos sobrem, candidatos caem. Alguns despencam. Os inimigos não deixam por menos. Ironizam: “Vamos encomendar o réquiem”. Que bicho é esse? É prece para os mortos. Substantivo masculino, escreve-se desse jeitinho. Curiosidade Réquiem vem do latim requiem, descanso. É também o nome de uma missa de Mozart. A história é curiosa. Um dia um desconhecido, […]

Pessoas do discurso: o que é

Publicado em Deixe um comentárioportuguês

Na gramática, discurso significa conversa. As pessoas do discurso são as que tomam parte em uma conversa. Para haver conversa, são necessárias três pessoas: Uma fala ou escreve (1a pessoa) Uma escuta ou lê (2a pessoa) Uma é o assunto — o ser de que se fala ou escreve (3ª.pessoa)   Imagine este bate-papo entre Rafa e João: — João, você já viu a Mulher […]