Protesto

Publicado em NOTAS

Pioneira, Maria Ines Fontenele Mourão não se conformou de ver Rodrigo Rollemberg, prata da casa, apoiar a volta da CPMF. Cidadã exemplar, pegou o telefone e registrou protocolo sobre o assunto no número do GDF 162. Parece que está dando resultado. Afinal, o governador não pode vender a população que acredita nele.

FGV

Publicado em NOTAS
A Fundação Getulio Vargas comemora 2015: 2.200 recrutadores e 2.400 diretores de empresas internacionais ou subsidiárias em 20 países a elegeram como uma das melhores instituições de ensino superior do mundo. O reconhecimento foi feito pelo Global Employability Ranking.

 

Delação

Publicado em NOTAS
Na delação premiada é assim. Caso o juiz considere que as informações foram úteis, ele concede o prêmio. Se endereços, nomes, valores, fatos foram falsos, a mentira é penalizada com um processo por delação mentirosa, além da prisão.

 

Finalizar

Publicado em NOTAS

O governo deveria não apenas cobrar pesadas multas das empresas, mas responsabilizá-las com o financiamento de recuperação da região pelo prazo definido pelos órgãos ambientais. Sebastião Salgado já apresentou um projeto. Pela seriedade que expressa, que seja aprovado

Piauí

Publicado em NOTAS

Aparecendo e conquistando o público brasileiro, a revista Piauí vai inovando. Chama a atenção a capa em que Cunha e Temer se beijam, e Cunha prega nas costas do vice um papel com “Fora, Dilma”. O trabalho é da russa Nadia Khuzina. Dos Estados Unidos ela alimenta um blogue com charges da política brasileira.

Suspeita

Publicado em NOTAS

Foi em novembro que o senador Alvaro Dias pediu explicações da Caixa sobre resultado da Mega-Sena. O assunto vai na contramão da esteira rolante. O fato é que o povo brasileiro acredita que pode ganhar a vida fácil e favorece a vida fácil de poucos.

Sol

Publicado em NOTAS

Pessoal do Toninho Pop comentava a pobreza e abandono do Sol Nascente. Agora chega a notícia de que o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Julio Cesar Peres, priorizou os trabalhos não terminados pelo governo de Agnello.

Sugestivo

Publicado em NOTAS

Por falar em Agnelo, o Jus Brasil traz páginas e páginas de ações contra o ex-governador. Desde as eleições, prestações de contas até ações no Ministério Público Eleitoral. As prestações devidas serão pagas em 13 vezes.