ser-mae-muda-tudo

O MUNDO NÃO É MATERNAL

Publicado em Filosofia

Texto maravilhoso de Martha Medeiros, enviado por HOMERO LIMA. Parabéns a todas as mães, da barriga, do coração, de gente e de bicho!

O MUNDO NÃO É MATERNAL

É bom ter mãe quando se é criança, e também é bom quando se é adulto. Quando se é adolescente a gente pensa que viveria melhor sem ela, mas éum erro de avaliação. Mãe é bom em qualquer idade. Sem ela, ficamos órfãos de tudo, já que o mundo lá fora não é nem um pouco maternal conosco.

O mundo não se importa se estamos desagasalhados e passando fome. Não liga se viramos a noite na rua, não dá a mínima se estamos acompanhados por maus elementos. O mundo quer defender o seu, não o nosso.

O mundo quer que a gente torre nossa grana, que a gente compre um apartamento que vai nos deixar endividados, que a gente ande na moda, que a gente troque de carro, que a gente tenha boa aparência e estoure o cartão de crédito. Mãe também quer que a gente tenha boa aparência, mas está mais preocupada com o nosso banho, nossos dentes, nossos ouvidos, com a nossa limpeza interna: não quer que a gente se drogue, que a gente fume, que a gente beba.

O mundo nos olha superficialmente. Não detecta nossa tristeza, nosso queixo que treme, nosso abatimento. O mundo quer que sejamos lindos, magros e vitoriosos para enfeitar a ele próprio, como se fossemos objetos de decoração do planeta. O mundo não tira nossa febre, não penteia nosso cabelo, não oferece um pedaço de bolo feito em casa.

O mundo quer nosso voto, mas não quer atender nossas necessidades. O mundo, quando não concorda com a gente, nos pune, nos rotula, nos exclui. O mundo não tem doçura, não tem paciência, não nos escuta. O mundo pergunta quantos eletrodomésticos temos em casa e qual é o nosso grau de instrução, mas não sabe nada dos nossos medos de infância, das nossas notas no colégio, de como foi duro arranjar o primeiro emprego.

Mãe é de outro mundo. É emocionalmente incorreta: exclusivista, parcial, metida, brigona, insistente, dramática. Sofre no lugar da gente, se preocupa com detalhes e tenta adivinhar todas as nossas vontades, enquanto que o mundo nos exige eficiência máxima, seleciona os mais bem dotados e cobra caro pelo seu tempo. Mãe é de graça.

Maio de 2000 / revisada em maio de 2017

https://www.facebook.com/CronicasDeMarthaMedeiros

Curta Crônicas de Martha Medeiros

11 thoughts on “O MUNDO NÃO É MATERNAL

  1. Parabéns pelo belo texto.Devemos preparar nossas crianças para um mundo cheio de adversidades e surpresas,muitas delas desagradáveis. Com empenho e cuidado individualizado pelos pais e educadores pode-se contribuir para futuros cidadãos

    1. Texto maravilhoso, parabéns a todas as mães, da barriga, do coração, de gente e de bicho! É bom ter mãe quando se é criança, e também é bom quando se é adulto. Quando se é adolescente a gente pensa que viveria melhor sem ela, mas é um erro de avaliação, valorize sua mãe, porque um dia você perderá ela.

  2. O texto está certíssimo, pois as vezes não damos valor as nossas mães mais em qualquer idade iremos precisar dela, gostei quando ela fala que o mundo diz como devemos ser mais nunca nos ajuda nas dificuldades da vida é a única pessoa que pode nos ajudar é nossas mães.

  3. Texto Maravilhoso, parabéns a todas as mães, da barriga, do coração, de gente e de bicho! É bom ter mãe quando se é criança, e também é bom quando se é adulto. Quando se é adolescente a gente pensa que viveria melhor sem ela, mas é um erro de avaliação, valorize sua mãe, pois um dia você pode acabar perdendo ela.

  4. Parabéns Martha Medeiros,gostei muito do texto O mundo não é maternal.Ele min faz refletir sobre a importância de aproveitarmos ao máximo a convivência com nossa mãe enquanto ela estive comigo,e entender que o mundo fica melhor quando temos os cuidados de nossa mãe.Muito obrigada por ter
    compartilhado esse maravilhoso conteúdo,espero ler outros textos seus .

  5. Gostaria de dar a minha opinião sobre esse post,concordo com tudo que está escrito pois nada se compara com as nossas mães.O mundo não nos ajuda,não quer o nosso bem e nossas mães fazem de tudo para que nunca nos falte nada e sempre nos apoiam.O assunto desse post é essencial para todos.O post está maravilhoso

  6. Gostei bastante do post pois fala sobre um assunto bem importante porque nada se compara com o amor das maes elas dariam a vida por nos sempre nos ajudam com tudo amei o post, parabens

  7. Parabéns Martha Medeiros, gostei muito do texto O mundo não é maternal.Ele mim faz refletir sobre a importância de aproveitarmos ao máximo a convivência com minha mãe enquanto ela estiver comigo, e entender que o mundo fica melhor quando temos os cuidados de nossa mãe .Muito obrigada por ter compartilhado esse maravilhoso conteúdo , espero ler outros textos seus.

  8. Ao citar esse texto só consigo elogia-lo! Ele tem muita diversidade ao apresentar as diferenças entre o mundo e as mães.
    Esse texto contém a própria verdade em parágrafos. Pesquisei muito sobre a senhora, Martha Medeiros, e percebi que tens também outros livros bem legais, além dos seus textos reflexivos e admiráveis, que inspiram muita gente! Concordo bastante na parte do texto em que fala que “o mundo nos olha superficialmente”, pois, uma mãe cuida da gente, já o mundo prefere parar para nos julgar; esquecendo de seus próprios erros.
    Parabéns, ótimo texto, apresenta muitas verdades em um bom discurso reflexivo, que faz pararmos para pensar e refletir sobre o que nele foi dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*