Baiana vence prêmio da ONU com solução solar para purificar água

Publicado em água, energia solar, sustentabilidade

A baiana Anna Luisa Beserra, de 21 anos, desenvolveu um dispositivo que purifica água por meio da radiação solar e conquistou o Prêmio Jovens Campeões da Terra, realizado pela Organização das Nações Unidas Meio Ambiente. É a primeira vez que uma brasileira recebe o prêmio da ONU, concedido anualmente a jovens ambientalistas entre 18 e 30 anos, por ideias inovadoras para o futuro do planeta.

A jovem cientista é uma das sete vencedoras juntamente com representantes da África, América do Norte, América Latina e Caribe, Ásia e Pacífico, Europa e Ásia Ocidental. Todos receberão seu prêmio durante a Cerimônia dos Campeões da Terra em Nova York, no dia 26 de setembro, coincidindo com a reunião da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas e a Cúpula de Ação Climática. Anna Luisa ficou entre os 35 finalistas globais e concorreu na categoria América Latina e Caribe com outros quatro jovens. 

O Aqualuz, startup formada ao longo do programa Academic Working Capital (AWC) do Instituto TIM, é um filtro inovador que purifica a água da chuva coletada por cisternas instaladas em áreas rurais, onde a água filtrada não é acessível. Esta realidade afeta mais de 1 milhão de pessoas no Brasil. A água da cisterna é purificada por meio de raios solares e um indicador muda de cor quando o recurso está seguro para o consumo. “Meu propósito é levar o direito básico à água limpa para as comunidades carentes nas áreas rurais”, afirmou Anna Luisa. “Queremos ajudar a melhorar a vida das pessoas e salvar vidas.”

A invenção é de baixo custo, fácil manutenção e pode durar até 20 anos. Embora tenha sido testada apenas no Brasil, o dispositivo tem potencial para ser aplicado em outros países. O Aqualuz já distribuiu água potável para 265 pessoas e alcançará mais 700 ainda este ano.

Reconhecimento

O AWC é um programa de educação empreendedora do Instituto TIM que, desde 2015, apoia universitários de todo o país que querem transformar seus Trabalhos de Conclusão de Curso em uma startup de base tecnológica. Anna Luisa fez parte da turma de 2018 e ressalta a importância da iniciativa: “Seria impossível evoluir tanto em tão pouco tempo. O programa abriu portas incríveis e, mesmo depois do término do nosso período de acompanhamento oficial, continuamos recebendo apoio. Os resultados são frutos do treinamento e do suporte financeiro que recebemos”, conta.

Em 2017, Anna Luisa foi uma das oito finalistas do Desafio Like a Boss, promovido pelo Sebrae. No ano passado, a jovem empreendedora participou do Camp de Ecoinovação: Desafio Gestão Hídrica, durante o Fórum Mundial da Água, em Brasília, e ganhou a premiação na Categoria Ideias. 

2 thoughts on “Baiana vence prêmio da ONU com solução solar para purificar água

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*