BRB ainda não tem previsão para novo concurso

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Foto: Kléber Lima/CB/D.A Press)

Do CorreioWeb   Com um cadastro reserva ainda ativo, o Banco Regional de Brasília (BRB) ainda não tem previsão para abertura de novo concurso para escriturário. A informação foi fornecida pela assessoria de imprensa da instituição. A expectativa, contudo, é de que um novo edital saia no fim deste ano, já que, no próximo mês de dezembro, o último certame que abriu 100 vagas e cadastro reserva para o posto terá sua validade vencida.   O saldo de convocações do banco é positivo. Desde a homologação do resultado final, em 8 de dezembro de 2011, 1.120 aprovados foram chamados para posse. Destes, 20 foram classificados com deficiência.   A remuneração dos funcionários prevista no edital de abertura era de R$ 1.680. Mas, atualmente, o salário inicial do cargo é de R$ 2,5 mil, para jornada de 30h semanais. Puderam participar aqueles que concluíram o ensino médio. Os aprovados foram submetidos a apenas prova objetiva.

Após 7 anos sem resposta, mais de 500 aprovados devem ser nomeados na Paraíba

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Foto: Reprodução/PCPB)

Lorena Pacheco – Do CorreioWeb   Após sete anos sem nomeação, os 523 aprovados no concurso lançado em 2008, pela Polícia Civil da Paraíba, podem enfim cantar vitória. O juiz José Gutemberg Lacerda, da 4ª Vara da Fazenda Pública de João Pessoa, determinou que o governo local nomeie os aprovados em até 15 dias. Serão contemplados os postos de delegados, agente de investigação, perito (médico e odonto legal), papiloscopista, técnico em perícia e motorista.   De acordo com o processo, eles foram submetidos ao curso de formação após aprovação no concurso, mas, sem justificativas, não foram convocados para posse. Apenas em 2010, o Ministério Público da Paraíba entrou com ação civil pública para garantir o cargo dos candidatos classificados – de acordo com a assessoria da 4ª Vara, cinco anos para julgamento do processo é considerado um prazo normal para tramitação.   Se a decisão não for cumprida no prazo estabelecido, o governo da Paraíba estará sujeito a multa diária de R$ 10 mil, até o limite máximo de R$ 100 mil, por crime de responsabilidade e ato de improbidade administrativa.

MPE/AL recomenda desligamento de funcionários sem concurso de Campo Grande e Girau de Ponciano

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

  Sílvia Mendonça – Do CorreioWeb   O Ministério Público de Alagoas (MPE/AL) recomendou às prefeituras de Campo Grande e Girau do Ponciano que desliguem todos os funcionários admitidos sem concurso público em até 15 dias. A sugestão foi feita após os municípios atrasarem os salários e benefícios dos servidores concursados.   O promotor de justiça responsável pelo caso, Cyro Blatter, orientou os municípios a suspenderem o pagamento de horas extras e diárias para gestores e servidores públicos. Gastos com combustíveis, cargos em comissão e custeio em geral também devem ser reduzidos ao máximo.

Mais de 1.000 vagas estão autorizadas para o Distrito Federal

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Fotos: Antonio Cunha/Esp. CB/D.A Press – Paulo de Araujo/CB/D.A Press – Roberto Castro/Agencia Brasília – André Violatti/Esp.CB)

Lorena Pacheco – Do CorreioWeb   Diferentemente do âmbito federal, em que o poder Executivo concede prazos limites para a publicação dos editais de concursos autorizados, no Distrito Federal os certames não têm tempo determinado para serem lançados. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária do DF, a autorização para a realização de concursos públicos é emitida pelo Conselho de Política de Recursos Humanos, e se trata, apenas, de uma das etapas do processo de realização do certame, não gerando, necessariamente, a obrigação de realizar o concurso.

Mas, atualmente, seis órgãos já receberam o aval do governo para abrir, ao todo, 1.088 vagas, entre chances imediatas e de cadastro reserva. São eles: Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Fazenda, Secretaria de Desenvolvimento Social, Fundação Hemocentro de Brasília e Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil.   Saiba mais sobre as autorizações:   Polícia Militar Certame foi autorizado em 2013, mas deve sair só em 2015. Serão oferecidas 204 vagas, sendo 51 imediatas e 153 para CR. Os postos contemplados serão de segundo-tenente dos quadros de oficiais policiais militares e policiais militares capelães.   Polícia Civil O GDF autorizou a seleção em dezembro de 2014. O certame ofertará 100 vagas ao cargo de perito criminal, sendo 20 de provimento imediato e 80 para cadastro reserva. A PCDF já abriu novo concurso com 417 vagas para outros três cargos, saiba mais aqui.   Secretaria de Fazenda A realização do concurso foi autorizada em maio de 2014 e parece ser a seleção mais adiantada. O órgão já está em fase de escolha da banca organizadora. Serão abertas 100 vagas. Definições sobre cadastro reserva, salários e exigências para o cargo serão divulgadas no edital.   Sedest O concurso foi autorizado em fevereiro de 2014. Serão 200 vagas, sendo 100 para especialista (nível superior) e técnico em assistência social (nível médio). Os salários vão de R$ 4.239,20 a R$ 5.789,36.   Hemocentro Autorizado em junho de 2014, serão oferecidas 73 serão para analistas e 32 para técnicos. A seleção ainda vai formar cadastro reserva. Veja quais são as especialidades aqui. Conforme a Lei 5.187/2013, as remunerações devem variar entre R$ 3.120 e R$ 6.000.   Novacap

Autorizado em maio de 2013, o certame deve ficar mesmo para 2015. Serão abertas 379 vagas e cadastro reserva. O Tribunal de Contas do Distrito Federal chegou a multar o secretário de administração por não lançar o concurso.

PF terá que nomear candidato faltoso no curso de formação

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Foto: DPF/Divulgação)

Do CorreioWeb   Em decisão unânime, o Tribunal Regional Federal da 1º Região (TRF-1) anulou a expulsão de um candidato que excedeu o número de faltas no curso de formação de delegado da Polícia Federal. O aluno se ausentou das aulas por motivo de enfermidade, mas, para o tribunal, a Administração não poderia tê-lo desligado se a doença foi devidamente comprovada.   A União não concordou da decisão e recorreu, alegando que agiu de acordo com o princípio da legalidade, da isonomia e eficiência administrativa. Além disso, citou o fato de o candidato ter descumprido o edital do certame, que previa limite de faltas.   Porém, para o desembargador federal Souza Prudente, relator da ação, o candidato não cumpriu a carga horária prevista por problemas alheios a sua vontade e, além disso, apresentou documentação idônea que comprovou a enfermidade. O magistrado então determinou que o aprovado receba o diploma e seja devidamente empossado no cargo.

Justiça nega posse de excedente em concurso da Abin

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Do CorreioWeb   Para a justiça, a Administração Pública não tem obrigação de nomear candidatos excedentes aprovados em cadastro reserva de concursos públicos. Este entendimento serviu para que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) impedisse a nomeação de um candidato na Agência Brasileira de Inteligência (Abin), aprovado em 2º lugar entre os excedentes do certame de 2010. O edital da seleção previa a contratação de até 20 servidores.   Para defender sua posse, o participante alegou que, além das vagas previstas inicialmente, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) havia autorizado que 40% dos candidatos em cadastro reserva fossem chamados, mas a agência chamou somente mais um – o 1º na lista dos excedentes.   A Procuradoria-Regional da União na 1ª Região (PRU-1) contestou o argumento, alegando que a agência tinha obrigação de nomear somente os 20 primeiros classificados, conforme previa o edital. Além disso, lembrou que os demais seriam chamados de acordo com os critérios de oportunidades e conveniência, cabendo somente à Abin a definição de novas contratações.

Sábado tem aulão gratuito para turbinar os estudos

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

Do CorreioWeb   Para começar o ano com os estudos a todo vapor, o IMP Concursos vai realizar um aulão gratuito neste sábado (17/1). Serão abordadas as disciplinas de emendas à constituição, meta de superávit primário e raciocínio lógico nas provas do Cespe/UnB.   Para participar é preciso realizar uma pré-inscrição no site do instituto. Os participantes ainda concorrerão a bolsas de estudo. A aula será realizada na unidade da Asa Sul, na L2, SGAS 603, conjunto C.

Quer uma das 2,7 mil vagas na Petrobras? Veja dicas para aprovação!

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

Munique vai disputar uma vaga de nível médio e investe em estudos em casa e num cursinho (Foto: Marcelo Tobias)

Do Correio Braziliense   A Petrobras Distribuidora está com processo seletivo aberto para o preenchimento de 47 vagas imediatas e 2.655 para formação de cadastro reserva em diversas localidades. Os cargos são para níveis médio, técnico e superior, e há salários de até R$ 8.866,74. As inscrições começaram em 16 de dezembro e seguem até segunda-feira (12). As provas estão previstas para 8 de março. As oportunidades são para diversas cidades, e o cargo de profissional júnior — ênfase em vendas a rede automotiva é o único com locação em Brasília. Apesar disso, diversas posições são nacionais, em que o profissional poderá trabalhar em qualquer município de atuação da Petrobras.   Preparação

Em seu primeiro concurso público, a estudante de história Munique Freitas, 22 anos, vai concorrer a uma vaga para técnico de administração e controle júnior. “Desejo seguir a carreira pública, mas devido a minha inexperiência, prefiro me familiarizar com o perfil da banca e intercalar estudos individuais com materiais que encontro na internet e cursinhos presenciais mais abrangentes”, diz. O foco da jovem está nas questões de conhecimentos específicos e no teste físico. “Sempre tive dificuldade em exatas. Para resolver isso, tenho estudado matemática financeira e feito resumos sobre noções de arquivologia, pois é uma matéria nova para mim.”   Na contagem regressiva para o concurso, Gustavo Brandão, 25 anos, faz provas anteriores para compensar o tempo reduzido de estudo que tem disponível. “Eu trabalho, por isso consigo estudar apenas duas horas por dia”, conta o concurseiro formado em engenharia que disputará uma vaga de profissional júnior. Ele sonha trabalhar na Petrobras por causa do reconhecimento e da boa estrutura da empresa.   Inspiração

Além de salários compatíveis com o mercado, os aprovados terão benefícios como participação nos lucros e resultados, auxílio-creche, auxílio-ensino para filhos e plano de previdência complementar. Satisfeito com as condições de trabalho da empresa, Luiz Paulino Neto, 26 anos, assumiu o cargo de profissional júnior com ênfase em vendas a rede automotiva, em Brasília, em 2014. Aprovado em processo seletivo da empresa em 2011, ele conta que estudar muito é importante, mas ressalta que a dedicação integral não é imprescindível. “Na época da preparação, eu estava trabalhando. No entanto, mantinha sempre a rotina de três horas de estudo por dia”, relembra. O esforço valeu a pena. “Eu adoro o meu trabalho”, finaliza.   A prova Todos os candidatos passarão por prova objetiva, constituída de 50 questões para nível médio e técnico e de 70 itens para nível superior. Graduados em direito que almejam o cargo de profissional júnior farão ainda duas questões discursivas, e os candidatos ao cargo de técnico de operação júnior deverão ser submetidos a um teste de aptidão física. Para os cargos de níveis médio e técnico, o edital cobra língua portuguesa, matemática, informática e conhecimentos específicos. Para funções de ensino superior, o conteúdo passa por línguas portuguesa e inglesa e informática, além dos conhecimentos específicos de cada área.   Segundo o professor César Frade, que leciona aulas de administração financeira e finanças no Ponto dos Concursos, a banca escolhida para promover o certame nos 26 estados e no Distrito Federal tem particularidades que podem ser usadas a favor do candidato. “A Cesgranrio é bem direta. Ela dispõe, nas questões numéricas, somente o necessário para a resolução do problema. Se o candidato esquecer a fórmula, por exemplo, pode tentar rearranjar o cálculo com os dados disponíveis no enunciado”, orienta.

Mesmo que as provas de níveis médio, técnico e superior compartilhem conteúdos, a exigência é diferenciada. É o que ressalta a professora de informática Patrícia Quintão. “Cabe destacar que as matérias básicas são as mesmas, mas a cobrança é diferente, sendo mais aprofundada para o ensino superior.” A professora ainda observa a importância do estudo específico de informática. “Um marinheiro de primeira viagem dá uma lida nos tópicos do edital e acha que a prática diária obtida com o uso do computador dá conhecimento suficiente para resolver a prova. Mas não se iludam, pois a banca pode trazer surpresas. Todo cuidado é pouco. Aproveite a oportunidade que terá pela frente para resolução constante de inúmeras questões da banca para mapeamento do estilo que encontrará no certame”, indica.   O que diz o edital Inscrições: Encerradas Taxa: R$ 40 (níveis médio e técnico) e R$ 58 (nível superior) Salário: de R$ 1.833,09 a R$ 8.866,74 Vagas: 47 vagas (24 de nível médio e 23 de nível superior), além de 2.655 de cadastro Provas: 8 de março. O certame será aplicado nas seguintes cidades: Brasília; São Paulo, São José do Rio Preto, Campinas, Paulínia e Ourinhos (SP); Ananindeua, Marabá, Santarém e Belém (PA); Aracaju (SE); Belo Horizonte (MG); Boa Vista (RR); Campo Grande (MS); Coari, Itacoatiara e Manaus (AM); Cuiabá (MT); Curitiba (PR); Florianópolis (SC); Fortaleza (CE); João Pessoa (PB); Macapá (AP); Maceió (AL); Natal (RN); Palmas (TO); Porto Alegre (RS); Porto Velho (RO); Recife (PE); Rio Branco (AC); Rio de Janeiro (RJ); Salvador (BA); São Luís (MA); e Teresina (PI).   Passe bem/ Informática Um funcionário percebeu que digitava num documento Word, repetidamente, textos e formatações com os quais sintetizava e classificava as várias ações de seu setor em diversas categorias. Com a finalidade de otimizar seu trabalho, resolveu automatizá-lo, agrupando toda a digitação correspondente a cada categoria sob um único comando que, quando executado, realizaria automaticamente toda a digitação e formatação correspondentes.   Para realizar essa automação de maneira apropriada, o funcionário utiliza: a) macros b) etiquetas c) caixas de texto d) referências cruzadas e) campos de mesclagem

Comentário:

Macros são programas (sequências de ações) que podem ser construídos dentro dos aplicativos do Office (Word, Excel, Powerpoint) com o intuito de automatizar tarefas. Assim, a macro criada pode ser usada sempre que você precisar executar a tarefa que foi automatizada, funcionando, portanto, como uma espécie de atalho. Gabarito: letra A   Questão retirada da prova da Fundação Cesgranrio para engenheiro júnior da Liquigás (2014), comentada pela professora Patrícia Quintão do Ponto dos Concursos

Curso preparatório do DF terá que pagar indenização por danos morais

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

 

(Foto: Iano Andrade/CB/D.A Press)

Do CorreioWeb   Em meio à crise enfrentada pelos cursinhos preparatórios no Distrito Federal, o Gran Cursos foi condenado a pagar R$ 3.000 a uma aluna por danos morais. A decisão, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), foi tomada depois que a concurseira alegou má qualidades dos serviços prestados pela empresa. Além disso, o curso terá que reembolsar a quantia de R$ 900 – valor pago pelas aulas preparatórias.   A aluna alegou que as aulas eram remarcadas inúmeras vezes, além da ausência recorrente de professores e o acúmulo de aulas aos finais de semana. Para comprovar os problemas, ela apresentou a cópia de e-mails enviados à administração do cursinho, relatando a inadimplência contratual. Como a empresa não contestou as informações, o tribunal considerou verdadeiras as alegações.   Ao analisar o caso, a juíza concluiu que as aulas ministradas esporadicamente ou canceladas, além da troca de professores, impedem que os serviços sejam prestados de forma adequada e satisfatória. A magistrada ainda reconhece que a alta concorrência nos concursos públicos requer grande preparo para que os candidatos obtenham aprovação. A indenização por danos morais se justifica pelo fato da aluna ter seu direito de personalidade infringido. Cabe recurso da sentença.   Em novembro passado, o CorreioWeb entrevistou o proprietário do Gran Cursos, Wilson Granjeiro, sobre a crise dos cursinhos. Ele atribuiu a menor disposição dos alunos em bancar cursos de até R$ 6 mil ao aumento da concorrência das aulas on-line gratuitas e aos chamados aulões — eventos com foco em matérias específicas para os concursos.

Paraná e Rio Grande do Sul vetam realização de novos concursos

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

  Do CorreioWeb   Os governadores do Paraná, Beto Richa, e do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, vetaram a realização de novos concursos públicos. Os estados adotaram individualmente um conjunto de medidas para conter gastos. No entanto, os concursos com inscrições abertas seguem confirmados.   No Paraná, o governador ainda exigiu o retorno dos servidores públicos estaduais às suas repartições de origem. O governo espera atingir uma economia de R$ 1 bilhão. Já no Rio Grande do Sul, ficam proibidas a criação de cargos, promoções ou progressos e remoções que gerem custos, nomeações e contratações temporárias.   Sem nomeação para Brigada Militar e Polícia Civil Com a adoção destas medidas, o futuro dos aprovados nos concursos da Polícia Civil e da Bragada Militar gaúchas fica incerto.  No caso da PCRS, há 650 aprovados excedentes do último concurso, que aguardam convocação para ingresso no curso de formação. A Secretaria de Segurança do estado propôs que eles sejam divididos em duas turmas, mas ainda não há definições. Já para os 2 mil aprovados na última seleção da Brigada Militar, não há previsão para convocação.