GDF vai encaminhar PL para suspender validade de concursos públicos

Publicado em Deixe um comentárioCâmara Legislativa, Distrito Federal, GDF, Ibaneis Rocha

Atualmente, estão vigentes concursos para 29 cargos, em 158 especialidades, de 10 órgãos do GDF

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) encaminhará, nesta semana, à Câmara Legislativa (CLDF), um projeto de lei para suspender os prazos de validade dos concursos públicos homologados e vigentes durante o estado de calamidade pública estabelecido por meio do Decreto nº 40.924, de 26 de junho de 2020. Atualmente, estão vigentes concursos para 29 cargos, em 158 especialidades, de 10 órgãos do GDF.

O objetivo do PL é resguardar os direitos dos candidatos aprovados. O texto também visa evitar prejuízos à administração com a realização de novos certames. Além disso, com a suspensão dos prazos por meio de lei, haverá maior segurança jurídica, evitando a judicialização de demandas sobre o tema. “É uma questão de justiça. O decreto garante o direito de quem passou nos concursos públicos, principalmente porque o GDF está impedido por Lei de fazer novas contratações até o dia 31 de dezembro de 2021”, disse o governador Ibaneis Rocha.

O Decreto nº 40.572/2020 já havia suspendido, por tempo indeterminado, a posse e o exercício de aprovados, com exceção dos profissionais necessários para atuar no enfrentamento da pandemia de covid-19. A aprovação do projeto de lei, no entanto, não impedirá a nomeação para reposições decorrentes de vacâncias de cargos públicos efetivos.

A medida também foi adotada pelo governo federal por meio da Lei Complementar nº 173, com a suspensão dos “prazos de validade dos concursos públicos homologados na data da publicação do Decreto Legislativo nº 6 de 20 de março de 2020, em todo o território nacional, até o término da vigência do estado de calamidade pública estabelecido pela União”. A lei federal impede os estados e municípios de aumentar as despesas com pessoal até dezembro de 2021. No entanto, autoriza a nomeação de servidores para reposição de vacância, evitando, dessa forma, a descontinuidade da prestação dos serviços públicos.

“Estamos seguindo o que determina a lei federal e ao mesmo tempo dando segurança jurídica a todos os envolvidos a fim de que não haja prejuízo aos aprovados nem à administração pública”, afirma o secretário de Economia do DF, André Clemente.

 

Leia tambémDistritais mais que dobram cargos previstos na LDO 2021 e enviam proposta para Ibaneis 

Ibaneis suspende processos administrativos de servidores em investigação durante pandemia 

 

 

*Informações da Agência Brasília 

Lives gratuitas da semana têm aulas para concursos da PCDF, Senado, DPDF, PF e TCU

Publicado em Deixe um comentárioCarreira policial, Concursos, Concursos Públicos, Dicas de estudo, Distrito Federal, GDF, Governo federal, PCDF, Poder Legislativo, Polícia Federal, Senado Federal

Gran Cursos Online

PCDF

10 a 14/08, às 10h – Semana de Exercícios Avançados para PCDF (Agente)

10/08, às 19h – Nunca estudei Direito Constitucional: Como começar agora?, com Aragonê Fernandes

10//08, às 19h – Orientação de Estudos – revisão, início de estudos e foco, com Fernando Mesquita

10/08, às 20h – Redação e Atualidades: Temas que podem cair na prova, com Rebecca Guimarães e Léo Murga

11/08, às 9h – Direito Administrativo de um jeito fácil, com Vandré Amorim

11/08, às 10h – 10 decisões recentes do STF que podem cair na sua prova, com Renato Borelli

11/08, às 12h – 10 dicas de como resolver questões, com Anderson Ferreira e Vandré Amorim

11/08, às 15h – PCDF: Contabilidade esquematizada: Começando do zero, com Feliphe Araújo

14/08, às 12h – Português para a gente: Futuros PCDFs

Outros concursos 

11/08, às 20h – Senado Federal: Lançamento de Cursos e Dicas, com Aragonê Fernandes e Gabriel Dezen

11/08, às 20h30 – Estudo Combinado DPDF: Direito Processual Penal + Direito Penal, com Mayara Tachy e Túlio Max

12/08, às 9h – AFO e LRF Sem Medo: Aprenda de um jeito fácil (todas as quartas), com Anderson Ferreira

12/08, às 20h – Processo Penal e Execução Penal em tempos de pandemia,

13/08, às 10h30 – Redação Oficial para o Senado Federal

13/08, às 12h – Planejamento, Foco e Estudo: TCU

13/08, às 15h – Gran Mática 3ª temporada – A Linguagem da Internet

14/08, às 18h – Vida de Delegado

15/08 e 16/08, a partir das 8h – Programação Especial – Delta Polícia Federal

Acesse as aulas aqui 

 

Direção Concursos

10/8, 20h – Em quais concursos focar até 2021?
Acesse aqui 

11/8, 19h – Mapa da Prova Polícia Federal – Direito Penal e Processo Penal
Acesse aqui 

12/8, 20h30 – Panorama Geral PRF – professor Julio Ponte

13/8, 8h30 – Direito Digital p/ Senado. Prof Patrícia Drayer

14/8, 19h – Como estudar para a PF e PRF. Prof Julio Ponte

15/8, 8h – Simulado para a Polícia Federal – Agente

16/8, 14h – Simulado para a Área Fiscal

Acesse as demais aulas aqui 

Sanesul vai lançar novo concurso público; banca escolhida!

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Empresa de Saneamento do Mato Grosso do Sul (Sanesul) vai abrir novo concurso público e já escolheu a banca organizadora que será responsável pela seleção. De acordo com o extrato do contrato entre ambas as partes, divulgado no Diário Oficial do estado, o Instituto AOCP foi escolhido para ser o responsável pelo concurso, por meio de dispensa de licitação. O contrato tem validade de 12 meses.

O edital de abertura, cargos e quantidade de vagas ainda não foram divulgados, estando sob responsabilidade da banca escolhida. A espectativa é que as informações e regras do concurso não demorem muito.

 

O último concurso público da Sanesul foi realizado em 2013, com dois editais publicados. O primeiro teve 400 vagas de nível fundamental, médio e técnico, que foram distribuídas em 18 cargos, entre eles eletromecânico, encanador, atendente comercial, operador de equipamento automotivo e contador. O segundo edital tinha um total de 49 vagas de nível superior, que contava com provas objetivas e de títulos.

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

350 vagas: banca do concurso do Ministério da Economia é definida!

Publicado em Deixe um comentárioautorização, DOU, Governo federal, Ministério da Economia, temporário

 

Karolini Bandeira* – O próximo concurso público do Ministério da Economia está cada vez mais próximo: a banca organizadora foi definida na última sexta-feira (7/8), em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU). O edital ficará sob responsabilidade do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e deverá ser divulgado até dia 8 de janeiro de 2021, quando o prazo máximo para publicação do regulamento terminar.

 

 

A seleção contará com 350 vagas temporárias que serão distribuídas em:

  • Especialista em Gestão de Projetos (50)
  • Especialista em Infraestrutura de Tecnologia da Informação TI (50)
  • Especialista em Ciência de Dados (50)
  • Especialista em Segurança da Informação e Proteção de Dados (50)
  • Especialista em Análise de Processos de Negócios (50)
  • Especialista em Experiência do Usuário (50)
  • Especialista em Desenvolvimento de Software (50)

A autorização foi dada no começo de julho pelo secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Spencer Uebel. Os cargos são de nível superior e, além de obter esse grau de escolaridade, os candidatos precisam ter mais de cinco anos de experiência profissional ou possuir mestrado ou doutorado. O prazo de duração dos contratos será de até quatro anos.

 

 

*Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 

Emater MG convocará aprovados em concurso de 2018

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Empresa anunciou, ainda, um programa de desligamento voluntário de funcionários

 

Humberto Martins, do Estado de Minas – A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) irá iniciar, ainda este ano, a convocação dos aprovados em seu último concurso público e um programa de desligamento voluntário (PDV) de servidores. Os desligamentos devem começar no próximo mês e se estender até agosto de 2021.

O último concurso público da empresa foi lançado em 2015. Em 2017 foi aprovado o Quadro de Pessoal e Vagas pela Assembleia Legislativa e as provas foram realizadas em setembro de 2018, com mais de 60 mil inscritos. O cronograma para a convocação dos aprovados ainda será estabelecido pela empresa.

O anúncio foi feito pela secretária de Agricultura, Ana Valentini, nesta quarta-feira, durante reunião virtual do Conselho de Administração da Emater, que contou ainda com a participação do vice-governador Paulo Brant.

“O PDV vai permitir a gratificação e o reconhecimento daqueles que prestaram importante serviço de assistência técnica e extensão rural na Emater-MG, e a convocação dos concursados irá renovar e recompor o quadro de profissionais da empresa”, disse a secretária.

 

View this post on Instagram

A Emater-MG irá iniciar, ainda este ano, a convocação dos aprovados em seu último concurso público. Paralelamente, realizará o Programa de Desligamento Voluntário (PDV), que deve começar no próximo mês e se estender até agosto de 2021. O anúncio foi feito pela secretária de Agricultura, Ana Valentini, nesta quarta-feira, 29 de julho, durante a abertura de uma reunião ordinária do Conselho de Administração da Empresa, que aconteceu de forma virtual e contou ainda com a participação do vice-governador Paulo Brant. A secretária lembrou que esses eram anúncios há muito esperados pela empresa e pela sociedade. “O PDV vai permitir a gratificação e o reconhecimento daqueles que prestaram importante serviço de assistência técnica e extensão rural na Emater-MG, e a convocação dos concursados irá renovar e recompor o quadro de profissionais da empresa”, reforçou. Para o diretor-presidente da Emater-MG, Gustavo Laterza, o anúncio da convocação dos concursados e da realização do PDV marcam um momento histórico para empresa. “Foi uma batalha longa, com aval de todos os órgãos de controle e muita negociação para chegarmos a esse resultado. É com muita alegria que a gente dá essa notícia para nossos colegas e para a sociedade. A assistência técnica e a extensão rural são essenciais e fundamentais para o desenvolvimento sustentável do setor agropecuário, tanto que mesmo durante essa crise, só agora em 2020, nós recebemos 80 ofícios de prefeituras solicitando abrir escritórios da Emater-MG em seus municípios ou ampliar equipes”, destacou. A Emater-MG está presente em cerca de 790 municípios mineiros, mais de 90% de cobertura no Estado, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 390 mil produtores rurais, em sua maioria agricultores familiares, anualmente. O último concurso público da empresa foi lançado em 2015. Em 2017 foi aprovado o Quadro de Pessoal e Vagas pela Assembleia Legislativa e as provas foram realizadas em setembro de 2018, com mais de 60 mil inscritos. O cronograma para a convocação dos aprovados ainda será estabelecido pela empresa. Leia a matéria completa no link da bio.

A post shared by Emater-MG (@ematerminas) on

 

A Emater-MG presta assistência técnica e extensão rural a, aproximdamente 390 mil produtores rurais – em sua maioria, agricultores familiares – em 790 municípios mineiros.

Basa vai lançar concurso e já define banca e cargo; confira!

Publicado em Deixe um comentárioautorização, carreira bancária

Haverá vagas de preenchimento imediato e para formação de cadastro reserva para candidatos com nível superior

 

Uma ótima notícia para os concurseiros que tem nível superior e pretendem ingressar na carreia bancária! O Banco da Amazônia (Basa) vai abrir novo concurso público! E já escolheu a banca organizadora da seleção! De acordo com extrato de contrato, divulgado no Diário Oficial da União (DOU), desta segunda-feira (10/8), a Fundação Cesgranrio será a responsável pela prestação de serviços técnicos especializados à organização e à realização de concurso público com vistas ao preenchimento de vagas, e formação de cadastro de reserva, para o cargo de técnico cientifico do Banco da Amazônia.

 

Último concurso Basa

O último edital de concurso público do Basa foi lançado também pela Cesgranrio no início de 2018. A seleção foi destinada ao cargo de técnico bancário, nível médio, com salário de R$ 2.380,82 na ocasião. Houve ainda chances para técnicos científicos de medicina do trabalho e TI, com salário de R$ 2.829,75, para jornadas que variam entre 20 e 30 horas semanais de trabalho.

 

Além do salário, o Basa ofereceu, a título de vantagem: auxílio-alimentação (Ticket e Cesta Alimentação) no valor de R$ 1.317,73; auxílio-creche; possibilidade de exercício de funções gratificadas; possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; possibilidade de participação no Plano de Previdência Complementar do Basa – PrevAmazônia; participação nos lucros ou nos resultados da Empresa, observadas as disposições legais em vigor.

 

O número de inscritos total da seleção foi de 119.627, sendo 22 para o cargo de médico, 2.004 para TI e o restante para técnicos bancários. Veja a página do concurso Basa 2018. 

PMDF: Juíza suspende edital que tornou sem efeito desconvocação de aprovados

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Coronavírus, Distrito Federal, DODF, PMDF

Corporação alegou que a convocação não poderia ser efetuada devido a pandemia do novo coronavírus, mas o curso de formação está sendo feito à distância

Sete candidatos aprovados para soldado no último concurso público da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foram convocados para ingressar no curso de formação em março deste ano, porém, em julho, eles tiveram suas convocações tornadas sem efeito pelo Departamento de Gestão de Pessoal da corporação, devido à pandemia de covid-19. O concurso foi lançado pela PMDF em janeiro de 2018, e os candidatos foram aprovados entre as posições 1.100ª e 1.217ª. Para tentar reverter essa situação, eles decidiram entrar na Justiça e brigar pela nomeação.

Assim, entraram com uma ação de conhecimento que visou anular o ato administrativo publicado em julho. Além disso, a ação pede ainda que a PMF apresente um cronograma de convocação, incluindo os candidatos no próximo Curso de Formação, a ser realizado imediatamente após a finalização do curso que se inicia em 1º/09/2020 e, ainda, dentro da validade do certame, no intuito de garantir a sua posse.

Segundo o advogado da ação e especialista em concursos, Max Kolbe, “ao nomear os candidatos para o Curso de Formação, a PMDF já tinha ciência da situação pandêmica do Distrito Federal, não se fazendo razoável a anulação de ato jurídico perfeito, salvaguardado, inclusive, de qualquer ilegalidade, sob essa pífia justificativa, especialmente, em razão do Curso de Formação Profissional, atualmente, ser realizado via sistema EAD (Educação à Distância), conforme os documentos em anexo, o que não traria nenhum risco de contaminação aos candidatos nomeados, muito menos, ressalta-se, a Administração e a sociedade em geral.”

“É inerente à carreira militar – nos termos do artigo3º, §1º, alínea “d”, da Lei 7.289/84, quando da convocação dos Requerentes para o Curso de Formação, tem-se que houve nomeação e consequentemente com o ingresso os Requerentes tomariam posse,” argumentou.

 

Efetivo baixo

A ação ainda argumentou que faltou razoabilidade e proporcionalidade no ato, já que conforme documentação em anexo no processo, o efetivo de policiais no Distrito Federal é cada vez mais baixo e com a tendência cada vez maior de redução. “Assim, tornar nulo o ato de nomeação dos Requerentes não atende a finalidade e o interesse social do Concurso Público, que é suprir a carência de servidores, e gera prejuízos a continuidade ao serviço público.”

Segundo a ação, hoje o efetivo da PMDF é de 10.339 policiais, sendo que 40% está acima dos 45 anos, muitos desses com tempo de serviço averbado, o que leva a um grande número de aposentadorias nos próximos três anos, e mostra uma real e urgente necessidade de reposição.

 

Decisão

De acordo com a juíza Ana Maria da Silva, do 1º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF do TJDFT, o administrador não apresentou a devida motivação para este ato, limitando-se a informar aos candidatos sobre a anulação dos editais de convocação para entrega dos documentos, “o que, consequentemente, frustra a expectativa dos requerentes para nomeação e posse no cargo almejado. […] Posto isso, defiro o pedido de tutela antecipada para suspender os efeitos do Edital nº103/DGP – PMDF e determinar ao Distrito Federal que promova a convocação dos autores, para que estes entreguem os documentos solicitados no Edital de abertura, caso não existam outros impedimentos. Tal medida cominatória deverá ser realizada no prazo de 10 dias, sob pena de fixação de multa.”

Fenapef confirma distribuição de vagas para novo concurso da PF

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Bolsonaro, Carreira policial, Governo federal, Ministério da Justiça, Polícia Federal

Federação, no entanto, está insatisfeita com o quantitativo de vagas e elabora ofício para solicitar maior paridade entre agentes e delegados e inclusão de vagas da área administrativa

 

Após o anúncio feito na semana passada pelo ministro da Justiça, André Mendonça, de que lançaria novo concurso público para a Polícia Federal (PF), com 2.000 vagas ainda este ano, e após confirmação dessa declaração pelo próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) confirmou, ao Papo de Concurseiro, a distribuição dessas vagas em seus respectivos cargos. Confira:

 

  • Agente de Polícia Federal: 1.016 vagas,
  • Escrivão: 600 vagas,
  • Delegado: 300 vagas e
  • Papiloscopista: 84 vagas.

 

A Fenapef confirma os números, mas se preocupa muito com a paridade entre cargos. No momento a categoria está em elaboração de um ofício, que deverá ser entregue ao Ministério da Justiça, em que a federação solicitará a paridade entre os cargos de delegados e agentes. O ideal é que haja um delegado para seis ou sete agentes, mas, atualmente, há um delegado para três agentes.

A federação também deverá pedir a inclusão de cargos administrativos no concurso, não só de nível médio, como para médicos do trabalho e psicólogos. Eles acreditam que, como estes postos recebem menos salário, daria para contratar mais e a corporação ainda estaria dentro do orçamento.

Nesta semana passada, em seu perfil no Twitter, o deputado e policial federal Sanderson comentou, também, em suas redes, sobre o concurso e a distribuição das vagas.

 

 

Sobre a previsão de lançamento do edital este ano, a Fenapef acredita que se houver vontade política e o orçamento permitir poderá sair sim este ano, mas não é certeza. O perfil para os cargos e o valor dos salários até agora não foram divulgados. Saiba mais sobre o concurso da PF 2020 aqui! 

 

Comente a notícia no Fórum CW! 

 

*Colaborou Karolini Bandeira 

MPF recomenda suspensão do concurso para diplomatas do Itamaraty

Publicado em Deixe um comentárioCarreira diplomática, Coronavírus, Governo federal, Poder Executivo

Nesta sexta-feira (7/7), o Depen suspendeu as provas, que seriam aplicadas depois dos testes para diplomata, após recomendação do MPF

 

Com provas marcadas para este mês, em 30 de agosto, com aplicação em todas as capitais brasileiras, o Ministério Público Federal (MPF) recomendou, nessa quinta-feira (6/7), que a realização da primeira fase do concurso para diplomatas seja adiada até que a crise sanitária provocada pela covid-19 esteja minimamente controlada no país.

O documento foi enviado para o Instituto Rio Branco (IRBr) e para o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), responsáveis pela realização do certame. As entidades têm cinco dias úteis para prestar informações quanto ao atendimento do pedido.

A recomendação foi enviada após o MPF no DF solicitar informações ao Instituto Rio Branco quanto à possibilidade de alteração da data da prova e não obter qualquer resposta, não sendo apresentada nenhuma razão de interesse público que justificasse eventual urgência na realização do concurso.

Em outra apuração, iniciada na Procuradoria da República no Rio Grande do Sul, o Instituto chegou a informar que pretendia manter a aplicação do exame para o dia 30 de agosto.

No documento assinado por quatro procuradores da República, o MPF destaca que o país ainda se encontra em fase ascendente da curva de contágio pelo coronavírus e que o avanço da doença ocorre de forma distinta nos diversos Estados da federação. A recomendação evidencia que a realização das provas inevitavelmente resultará em aglomeração de pessoas, provocada pela própria dinâmica natural de um concurso público.

Dessa forma, alerta que, ao impor a atual data prevista para aplicação do exame, a organização do concurso obriga os candidatos a escolher entre deixar de seguir as normas que determinam o isolamento em caso de contágio ou contato com alguém infectado, ou renunciar ao direito de participar da seleção.

Os procuradores sustentam que a aplicação das provas em pleno auge da pandemia afasta da seleção candidatos em período de isolamento e dificulta a participação de pessoas incluídas nos grupos de risco da doença. Esse cenário acaba por colocar em xeque o princípio da isonomia de participação entre os candidatos.

Nesse sentido, a situação é agravada quando, a depender do estado de residência e do estágio da doença na região, o inscrito pode enfrentar obstáculos ainda maiores relacionados à proteção da própria saúde e de seus familiares, ao cumprimento das medidas locais de combate ao vírus, ou mesmo em relação ao transporte para os locais de prova.

 

Fragilidade jurídica

Outra preocupação apresentada no texto é quanto à fragilidade jurídica imposta ao concurso se realizado nessas circunstâncias. Isso porque, a realização do processo seletivo ainda neste mês de agosto, além de colocar em risco a saúde de todos os participantes – direito previsto na Constituição –, também poderá levar a questionamentos judiciais quanto às violações de isonomia no certame.

“Não se mostra razoável, assim, que a primeira fase do certame se realize nesse cenário, impelindo que os candidatos tenham que ponderar entre a proteção da própria saúde e a obediência às recomendações mundiais de prevenção ao contágio pandêmico ou a participação na seleção para a carreira almejada”, argumentaram os procuradores.

 

Concurso Depen suspenso

Nesta sexta-feira (7/7), o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) publicou edital determinando o adiamento das provas do concurso para os cargos de Agente Federal de Execução Penal e Especialista Federal em Assistência à Execução Penal, que seriam realizadas depois do concurso do Itamaraty, em 6 de setembro. A decisão, que tem por fundamento justamente a pandemia de covid-19, e ocorreu após o MPF haver encaminhado, na última terça-feira (4/7), pedido de informações ao órgão sobre o adiamento das provas. Saiba mais informações aqui! 

*Com informações do MPF 

Evento gratuito aborda equilíbrio emocional e segredos para aprovação em concursos públicos 

Publicado em Deixe um comentárioDicas de estudo

Segundo psicóloga, o descontrole emocional se apresenta apenas em candidatos mal preparados, que desconhecem as técnicas para o controle da ansiedade

 

São muitos os obstáculos enfrentados por candidatos que estudam para concursos públicos, mas o desequilíbrio emocional é, sem sombra de dúvidas, o mais impactante. Conhecer seus sentimentos, ressignificar sensações ruins e respeitar os seus limites em diferentes momentos são estratégias essenciais orientadas por especialistas que conhecem essa longa trajetória enfrentada pelos candidatos.

 

Para auxiliar os concurseiros a equilibrar a mente para os estudos para concursos públicos, o Gran Cursos Online realiza a “Semana do Equilíbrio Emocional”, evento gratuito que começa na segunda-feira (10/7) e segue até o domingo (16/7), sempre a partir das 18h30. A inscrição é gratuita. Durante toda a semana, a psicóloga Juliana Gebrim vai debater com vários especialistas sobre temas decisivos para se ter uma preparação emocional de qualidade durante os estudos para concursos públicos.

 

O evento é direcionado para concurseiros, mas qualquer pessoa interessada no assunto pode acompanhar as lives no Canal do YouTube do Gran Cursos Online. De acordo com Juliana Gebrim, o descontrole emocional se apresenta apenas em candidatos mal preparados, que desconhecem as técnicas essenciais para o controle da ansiedade o que pode traduzir em estresse e insegurança na hora da preparação. “Sem equilíbrio emocional, ele vai ter problemas com os estudos e isso vai prejudicar a sua aprovação. Por isso, conhecer os sentimentos é fundamental para atingir os objetivos com mais tranquilidade”, explica a especialista.

A psicóloga ressalta ainda que as tensões do período de pandemia podem prejudicar o processo preparatório se certas precauções não forem tomadas. “Anote na sua agenda e faça a sua inscrição no evento, pois além de ter acesso a técnicas de equilíbrio emocional, você vai conhecer segredos para a aprovação e para potencializar a mente nessa jornada de estudos.”

“De nada adianta estudar descontroladamente e não estar com a vida emocional equilibrada,” completa Gabriel Granjeiro, diretor presidente do Gran Cursos Online. As inscrições e a programação completa estão disponíveis no link.

Programação

  • Na segunda-feira (10), os participantes vão conhecer os três  segredos para a aprovação em concursos públicos. O evento será conduzido por Juliana Gebrim e pelo médico e psiquiatra Pablo Vinícius.
  • Na terça-feira (11), a psicóloga falará sobre como a procrastinação pode impactar na aprovação em concursos públicos e terá a companhia do professor Leonardo Murga.
  • Na quarta-feira (12), Juliana Gebrim volta a conversar com o Dr. Pablo Vinícius para explicar técnicas importantes para potencializar o cérebro nesta quarentena.
  • Na quinta-feira (13), a psicóloga recebe o professor e deputado Israel Batista para apresentar aos concurseiros técnicas para controlar a ansiedade e os principais mitos relacionados à doença.
  • Na sexta-feira (14), o evento terá a participação especial do juiz e professor de direito Constitucional, Aragonê Fernandes, que vai conversar com a psicóloga sobre por que é tão difícil criar o hábito de estudar?
  • No sábado (15), Juliana receberá o professor Eduardo Cambuy. Eles vão destacar as principais frases que irritam o concurseiro e falarão sobre esgotamento emocional. No domingo (16), Juliana Gebrim e a delegada Luana Davico discutem sobre o tema concurseiro e relacionamento.