20 procuradores da República devem ser candidatos em 2018

Publicado em Economia

Sem grandes liderança tradicionais com capacidade para aglutinar votos dos eleitores, uma nova leva de políticos está surgindo. O governo já identificou pelo menos 20 procuradores da República que estão dispostos a enfrentar as urnas para os mais diversos cargos em 2018. A preferência, no entanto, é para deputado federal.

 

Na avaliação de integrantes do Palácio do Planalto, se realmente esses procuradores saírem candidatos, delegados da polícia federal também poderão aderir à onda. A bandeira, óbvia, será a Operação Lava-Jato, que os tradicionais caciques da política querem enterrar para se livrarem da prisão.

 

O próprio presidente da República, Michel Temer, ressaltou, por diversas vezes, em rodas de políticos, que hoje não há nenhum nome forte para disputar a Presidência da República no ano que vem. Ele não descarta o surgimento de uma força jovem, desvinculada da imagem de políticos que tanto o eleitorado repudia.

 

Jovens e bem-sucedidos

 

Também está sendo observado um grupo de jovens bem formados e bem empregados se movimentando nas redes sociais a fim de se candidatarem em 2018. Eles têm se posicionado firmemente sobre temas com grande apelo popular, como o combate à corrupção e a eficiência dos gastos públicos.

 

Esse movimento, identificou o Planalto, é forte e irreversível. Há uma ansiedade da população pelo novo. O grande temor é que surjam aventureiros, como Fernando Collor de Mello em 1989. Mas será difícil sustentar um discurso vazio com as redes sociais tão ativas.

 

O governo acredita que 2018 poderá ser o início de um verdadeiro movimento de renovação na política, sobretudo no Congresso. Líderes de partidos que hoje dão as cartas na política tendem a ser varridos do mapa. Tomara seja verdade.

 

A suruba política cantada em verso e prosa pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR), que tanto envergonha o país, deve ser substituída por uma festa de salão menos perversa para a sociedade.

 

Brasília, 12h01min

  • WeSLLeY ALvEs

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • alex alves

    Bolsonaro 2018.

  • Jonathan Hess

    Lamento. Na hora que começar as campanhas e eles se derem conta que lhes falta $ vão partir para as “doações”.

  • Emerson Lima

    Amém!!! Já busco essa renovação a muitos anos. Não voto em Vereador, Deputado Estadual, Senador ou Deputado Federal investigado/condenado. Prometeu e não cumpriu, deixou de defender o meio ambiente e se posicionar firmemente pelo cumprimento das leis e dá ética, é carta fora do baralho.

  • Emidio Britto

    Todos querendo “mamar”…