Vitor Hugo - Fabio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil Líder do governo na Câmara segue empenhado na construção de alianças no Congresso. Reunião com líder da Maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), também está confirmada. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Governo agenda almoço com Republicanos e reuniões com sete líderes partidários

Publicado em Economia

RODOLFO COSTA

 

O Palácio do Planalto prepara mais uma série de reuniões para alinhar a articulação política. Depois de receber bancadas e líderes parlamentares entre terça (10/9) e quarta-feira (11/9), o Executivo prepara para a próxima quarta (18) uma outra leva, com direito a nove compromissos, sendo sete líderes partidários e uma bancada. As reuniões foram agendadas pelo líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), atendendo a pedido do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. 

 

O primeiro compromisso na quarta será um almoço com a bancada do Republicanos, na liderança do partido na Câmara. O evento atende a um alinhamento entre Vitor Hugo e o líder do partido, Johnathan de Jesus (RR). O líder do governo havia pedido uma oportunidade para tratar do PL 1595/2019, que dispõe sobre ações contraterroristas. Aberto o diálogo, ele sugeriu levar Ramos para ampliar a discussão e falar, também, da articulação política.

 

Será o quinto almoço com uma bancada em três semanas. Na última semana, foram atendidos Patriota e Podemos. Na terça, foi a vez do PSL. Na quarta, o PSDB. A ideia é repetir esses gestos com as demais legendas, de acordo com as demandas feitas pelos respectivos líderes a Vitor Hugo. O encaixe da data é discutido entre ele e Ramos antes do articulador político bater o martelo.

 

Líderes

Depois do almoço com o Republicanos, Vitor Hugo e Ramos receberão o líder da Maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e líderes de sete partidos: do PP, Arthur Lira (AL), do Cidadania, Daniel Coelho (PE), do PSC, André Ferreira (PE), do Pros, Toninho Wandscheer (PR), do PSL, Delegado Waldir (GO), do MDB, Baleia Rossi (SP), e do Solidariedade, Augusto Coutinho (PE). 

 

Com as reuniões, Ramos e Vitor Hugo preenchem mais uma quantidade de líderes a serem ouvidos. Na quarta, foram recebidos os líderes do DEM, Elmar Nascimento (BA), do PL, Wellington Roberto (PB), do Republicanos, Johnathan de Jesus (RR), do PTB, Pedro Lucas Fernandes (MA), e do Podemos, José Nelto (GO). Cada um tem sido ouvido com demandas e pautas legítimas.

 

Bom relacionamento 

As conversas vão desde um afago, para se conhecerem melhor e dar carinho e atenção ao parlamentar, a atendimentos. Como solicitações para reuniões com ministros de Estado, e à liberação de emendas parlamentares individuais, que são impositivas, ou seja, que o governo é obrigado a executar. Os instrumentos de articulação política, como cargos e emendas de bancada, que o governo não é obrigado a pagar — e, portanto, ficam a critério da Secretaria de Governo –, estão sendo discutidos nos almoços, com a presença de mais parlamentares.

 

O processo de articulação capitaneado pelo governo vem recebendo elogios no Congresso. Para alguns parlamentares, é o caminho certo para se construir uma maioria. E a ideia de Vitor Hugo é manter o bom relacionamento. “É o governo se organizando para trazer mais deputados, líderes, bancadas e partidos para caminharmos juntos na adoção de medidas para avançar a agenda de melhorias e reformas para o país”, sustentou o parlamentar ao Blog