Rede Social Hello a volta por cima de Orkut Büyükkökten tecnoveste

Rede Social Hello, a volta por cima de Orkut Büyükkökten

Publicado em Redes Sociais

O turco Orkut Büyükkökten, o criador daquela que foi a maior rede social do Brasil, está de volta e trás na sua bagagem a proposta de aportar, especialmente no Brasil, com a sua nova rede social Hello, como sendo um novo tipo de rede social. Ouça como se pronuncia o nome deste engenheiro turco. Clique no auto-falante do termo traduzido à direita.

O Orkut nasceu em janeiro de 2004 e o Facebook em fevereiro. Em dez de 2011 o Facebook ultrapassou pela primeira vez a Orkut, 36,1 milhões da azul Facebook contra 34,4 milhões da rosinha Orkut e, depois de uma briga de resistência de sua manutenção, em julho de 2014, é anunciado o fim e em set é definitivamente desativado o Orkut. Ninguém entendia por que isso estava acontecendo, mas uma coisa todos concordam: faltou ao Orkut inovar! Se hoje fala-se tanto em Uberização, naquela década houve a Orkutização. Foram 10 anos de reinado movimentado, que criou uma tendência de agrupamento de massa jamais visto até aqueles dias.

Mas as coisas se avolumaram, a tendência se concretizou e criou novas formas de interação, mais velocidade, movimentos grandiosos, e hoje as coisas são muito diferentes.

A proposta de Orkut, com o surgimento da Hello, é oferecer uma rede nova que promova o encontro entre as pessoas, que as aproxime e torne nosso dia mais agradável, conhecido e com maior interação com o dia-a-dia de nossos amigos e familiares, e aumentando a possibilidade de novos encontros.

A previsão é de que em agosto a versão brasileira da nova rede estará entre nós. A conexão entre as pessoas será estimulada a partir dos interesses em comum, em uma linha de tempo compartilhada. O diferencial que Orkut propõe é que, ao contrário do Facebook onde “As pessoas mostram coisas que não são e isso traz depressão e tristeza”, a Hello vai se moldar às mudanças sofridas pelos usuários e suas relações.

A vida das pessoas sofre alterações na medida que muda sua escolaridade, sua colocação social, sua atividade profissional. Orkut quer refletir na nova rede a partir dos interesses que também mudam juntos com as mudanças do dia-a-dia das pessoas.

Vai ser uma experiência interessante poder acompanhar essa nova forma de agregar pessoas e valores periféricos nas relações interpessoais. Vamos acompanhar? É isso aí, nós do TecnoVeste já nos inscrevermos na Hello, e você, já? Baixe aqui o aplicativo móvel, visite o site da nova rede e veja as novas propostas.

Veja algumas frases emblemáticas de  Orkut Büyükkökten, na página da desativada rede social Orkut:


“Você pode dizer “hello” em qualquer língua e as pessoas vão entender. “Hello” é provavelmente a palavra mais falada no mundo, depois de “Ok”. Olá, Oi, alô, holá, Aló, halo, ʾāllo, hallo, alló, hello. Medo e ódio não tem lugar quando você faz esse simples e amigável gesto para uma outra pessoa. Então venha comigo participar e fazer novos amigos. Diga hello e ame seu mundo.” (Orkut Büyükkökten)

 

 


Hello é a primeira rede social construída através de amizades profundas, não “Gostos”. Eu inventei a hello para ajudá-lo a conectar-se com pessoas que compartilham das suas paixões.” 


 


“Uma pessoa usa o Facebook pensando na forma como quer ser percebida e isso não é autêntico. Queremos mudar isso e sermos a próxima geração de redes sociais.” 


 


“Eu acredito que o brasileiro tenha uma cultura hiperconectada e é nisso que a Hello acredita: ajudar as pessoas a se conectarem com quem é parecido com elas mesmas.” 



“Ao mesmo tempo, ver essa ‘vida feliz‘ dos outros nos deixa com medo de estarmos perdendo algo em nossas próprias vidas. Uma rede social não pode ter esses efeitos. Ela deveria tirar o melhor das pessoas.”