18 tendências de tecnologia e de empreendedorismo para acompanhar em 2018

Publicado em Variedades

2018 é um ano que promete continudade nos avanços no âmbito da tecnologia em oposição aos retrocessos encontrados no âmbito da política e das relações internacionais entre os países e seus líderes. Se você é um entusiasta da tecnologia e gosta de imaginar o futuro, fique por dentro dos assuntos mais interessantes para os próximos 18 meses…

1. Criadores de Conteúdo e Influenciadores Digitais

2017 permitiu o crescimento de diversos criadores de conteúdo, sobretudo no Youtube e no Instagram. 2018 é o ano da profissionalização e a grande chance de agências de talentos de fazerem seus portfolios crescerem e conseguirem negociar contratos maiores diantes das grandes marcas internacionais.

 

2. Blockchain

A ascensão do Bitcoin não somente incentivou o surgimento de novas moedas criptografárias, mas também aumento o arcabouço intelectual investido nesse tipo de tecnologia. Não apenas como moeda, mas como um novo tipo de crowdfunding, de validação de contratos, de privacidade e de computação decentralizada. Acompanhe essas aqui e você não vai se arrepender:  Ethereum, Ripple, Litecoin, Dash, Monero, Stellar, NEM.

 

3. Popularização da Realidade Virtual

Com o lançamento do ARKit da Apple e do ARCore do Google, abriu-se uma nova fronteira para a utilização de realidade virtual em smartphones. A responsabilidade dos desenvolvedores é igual à dos entusiastas de tecnologia que vão investir seu tempo para testar e comprar aplicativos e aparelhos. Mais leve no bolso e na computação que o HTC Vive e o Oculus Rift e, por isso, mais acessível, essas tecnologias terão um novo impulso para que em 2019 já ganhem as massas.

 

4. Snapchat

Depois de tomar um preju gigantesco no valor das suas ações e na quantidade de usuários ativos diários depois que o Facebook começou a copiar muitas de suas funções, espera-se que o Snapchat invista forte na realidade aumentada e no lançamento de produtos físicos como os já conhecidos Spectacles e no seu esperado Drone.

 

5. Internet das Coisas simplificada por Assistentes Virtuais

Amazon Echo/Alexa, Apple HomePod, Google HomeMax/Mini estão na liderança para simplificar a IoT (Internet das Coisas) para o público geral. Com soluções elegantes do ponto de vista do design e do ponto de vista da instalação, esses aparelhos se integram facilmente à rotina de todo tipo de casa e precisam somente de uma tomada e de internet para funcionar. Vale a pena acompanhar empresas como Sonos e Kasita, que tem utilizado o API desses aparelhos para integrá-los com aplicativos como Pandora, Spotify, Netflix e Outros.

 

6. Conexão de Internet 5G para dispositivos móveis

A mudança do sinal de TV analógico para o digital criado pelo Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre – SBTVD, utilizando do padrão ISDB-TB (Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial Brazil), permitirá maior qualidade de imagem, que passará a ser full HD no formato MPEG-4, que oferece eficiência de codificação do sinal multimídia e multicanal e multiprogramação (até 8 programas em 480p, 4 em 720p ou 2 em 1080p), além da possibilidade de interação da cena áudio-visual com o receptor/telespectador. O sinal de TV analógico que está programado para ser totalmente direcionado para o UHF digital, a partir de dezembro de 2018 ficará livre, o que sginifica dizer que outro tipo de tecnologia poderá ser transmitido pelo canal de maneira muito eficiente, já que a infraestrutura já está instalada. Segundo o edital n°2/2014-SOR/SPR/CD da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), a faixa de 708-803 MHz ficará disponível para o uso do sistema de transmissão de dados por telefonia móvel.

 

7. Inteligência Artificial

Depois da OpenAI, apoiada pelo Elon Musk, ter vencido os mais habilidosos atletas de e-sports e do AlphaGo da DeepMind, apoiada pelo Google, tem aprendido de maneira autônoma a jogar e vencer jogos de tabuleiros complexos, não restam dúvidas de que a inteligência artificial, apesar de ainda estar em sua infância, está pronta para receber investimentos de todo tipo para continuar crescendo e continuar a ser pesquisada.

 

8. Elon Musk não está moscando

Quem encomendou o carro elétrico Tesla Model 3 por cerca de 35 mil dólares no ano passado já poderá recebê-lo este ano, com sua tração traseira e autonomia de 350 quilômetros. A SpaceX lançará os foguetes Falcon 9 e Falcon Heavy uma dezenas de vezes durante o ano de 2018, com pelo menos três missões da espaçonave Dragon; auxiliando o envio de satélites e carga para a órbita terrestre de instituições como NASA, da Força Aérea Americana, German Research Centre for Geosciences,  Arabsat of Saudi Arabia,  Bangladesh Telecommunication Regulatory Commission, Hispasat 30W-6, Airbus Defense and Space, LuxGovSat. O destaque, que já foi adiado pelo menos 3 vezes desde 2015, fica o lançamento de um Tesla Roadster ao espaço em uma tragetória heliocêntrica centrípeta!

 

9. Mulheres na Tecnologia

A já conhecida falta de mulheres nas startups de tecnologia continua a ser um problema sem rápida solução. O memorando “Google’s Ideological Echo Chamber” que ensejou a demissão de  James Damore serviu para reascender o debate e apresentar uma nova perspectiva sobre o assunto e sobre como as empresas de tecnologia que se dizem “mente-aberta” lidam com a diversidade de ideias e com a liberdade de expressão. Enquanto isso, empreendedoras como Camilha AchuttiLaura Weidman Powers têm dado bons exemplos de como lidar com o problema de maneira propositiva e integradora.

 

10. TYT

The Young Turks (TYT) é um canal de youtube sobre comentário político com viés progressivo-liberal-esquerdista que foi fundado em 2002 por Cenk Uygur, Ben Mankiewicz e Dave Koller, e tem Ana Kasparian como uma de suas maiores estrelas. Em dezembro de 2015, o canal atingiu 2 bilhões de visualizações e 2.1 milhão de inscritos; em 2017, foram 8 bilhões de visualizações e 3.5 milhões de inscritos. Em 2016, bateu o recorde de visualizações em um único dia: 1 milhões de horas visualizadas na noite da eleição dos EUA. Com a notória popularidade de Donald Trump e a, consequente, ferrenha crítica do canal ao presidente, sua popularidade tende a ultrapassar o público que comumente atende e pode gerar até uma volta de alguns dos apresentadores à TV aberta ou à Cabo.

 

11. Jovem Nerd

Ao crescimento do Jovem Nerd com novos programas (NerdOffice, NerdPlayer, Senhor K, Nerdcast Stories) e com novos canais adicionados à rede Amazing Pixel (André Pilli, Monark, Lully de Verdade, Lucas Cordeiro, Gabe Zanqui, Motorama, Venon Extreme, Realidade Americana, A maravilhosa Cozinha de Jack, Nerdologia, MRG), pode-se adicionar a sua expansão para outras áreas como a reportagem de notícias a partir do Nerdbunker e a produção de eventos. Aguardem, a NerdCon vem aí!

 

12. Neutralidade da Rede

As ações e omissões dos governos para proteger a privacidade e o direito de uso livre da internet pelos cidadãos é de suma importância não somente no âmbito individual, mas para a socidade como um todo. Além disso, restrições à conectividade não somente afetam a utilização de serviços online, mas obstaculizam a fruição dos direitos humanos básicos. É preciso ficarmos atento às decisões tomadas nos EUA, assim como é preciso orientarmos e pressionarmos nossos parlamentares para que, primeiro, entendam as implicações das leis que criar e modificam, e, depois, façam bom uso dos privilégios que a eles concedemos por meio do voto. #netneutrality

 

13. Smartphone Modular RED Hydrogen One

O primeiro telefone com capacidade de projetar imagens holográfica será lançado pela RED, uma empresa americana fundada em 2005 que produz câmeras de altíssima definissão (4k, 5k, 6k e 8k). Rodando a versão mais recente do Android e com tela de 5,7 polegadas, o smartphone  custa cerca de 1.500 dólares e representa para os aficcionados em filmes e youtubers o que o Razer Phone representa para os gamers. Com saídas de sons multidimensionais e preparado para realidades virtual, aumentada e mista (VR, AR e MR), este smartphone vem preparado para adaptação de módulos de câmera, som e outros acessórios que a empresa criadora se recusa a desvendar. Este pode ser o telefone mais interessante do ano!

 

14. Fake News

Notícias Falsas representam um termo popularizado em 2017 que consiste na propagação deliberada de infromação falsa ou boatos sem a devida verificação de veracidade por veículos de mídia. Fake News são escritas e publicadas com a intenção de enganar, a fim de obter ganhos financeiros ou políticos, muitas vezes com manchetes sensacionalistas, exageradas ou evidentemente falsas para chamar a atenção. As principais redes sociais da atualidade tem se esforçado para diminuir a distribuição desse tipo de notícia, mas, em verdade, nem saber por onde começar a separar o joio do trigo. Se está na dúvida, não compartilhe, procure no e-Farsas, leia este artigo e use seu senso crítico.

 

15. Comida + Empreendedorismo + Tecnologia

Innit e Blue Apron são companhias que atuam em nichos diferentes, mas que tem uma coisa em comum. O amor pela comida. Apreciar uma boa alimentação, preparada com alimentos saudáveis e de maneira simplificada, sem perder o saber é o que proporcionam. Mesmo após a polêmica da Hamburgueria ZéBeLeo e do fracasso do Juicero e, do consequente, do soterramento de todo um setor, há uma tendência de avanço nessa área, sobretudo no Brasil onde a culinária tem sido colocada tanto em evidência nas redes sociais e nos programas televisivos.

 

16. Logan e Jake Paul, its everyday, Bro!

Combinando dinheiro de anunciantes diretos e de venda de produtos com suas marcas, os irmãos Jake Joseph Paul e Logan Alexander Paul acumulam uma fortuna de mais de 20 milhões de dólares, que foi construida através de muito trabalho com vídeos, inicialmente no aplicativo Vine e depois no Youtube e Instagram. Sua popularidade com os jovens lhes renderam participação em séries e filmes, além de atrair a atenção/inveja da mídia tradicional, que insiste em reportar somente os casos polêmicos da carreira dos influenciadores (reclamação de vizinho do bairro rico onde compraram uma mansão, vídeo na floresta do suicídio, traição do irmão mais velho com a namorada do mais novo), ao invés de incentivar toda uma nova geração de criadores. Jovens, bonitos e talentosos; não vai ser a má voltade de dinossauros que vai atrapalhar a construção de um império e a pavimentação do mesmo caminho para as próximas gerações.

 

17. O Uber e as Uberizações

Toda confusão criada por causa de casos de assédio sexual e de agressividade dos diretores não foi capaz de arrefecer o ritmo de crescimento de uma das maiores startups do mundo. Sem a obrigação de gerar lucro imediato, o que frequentemente representa práticas de mercado anti-competitivas, tem colocado a empresa em posição difícil e obrigado mudanças na cúpula, não somente de líderes como também de filosofia de trabalho. Precisamos dela e gostamos dela, mas precisamos que ela seja menos Evil. Acompanhem cenas dos próximos capítulos!

 

18. Novos Programas do Tecnoveste

Nossa startup tem trabalhado duro durante os nossos primeiro 4 anos de vida para não apenas manter o nosso portal ativo (www.tecnoveste.com.br), mas para trazermos informações relevantes e apresentados de maneira interessante. Este ano, estamos investindo fortemente nos podcasts e nos programas de vídeo, para que continuemos buscando as informações que mais interessam ao nosso público e para que inventemos novas maneiras de apresentá-los.

O que você espera do Tecnoveste este ano?

Que tipo de conteúdo mais consome: texto, áudio ou vídeo?

Quais assuntos você gostaria mais de ver em nossos canais?

 

 


 

 

5 Assuntos que você não vai perder nada se ignorar

  • TVs de Tela Curva ou TVs 3D
  • Musical.ly
  • Alex Jones
  • SmartWatches
  • iMac Pro