beme aplicativo de video casey neistat snapchat tecnoveste

Beme, um app de vídeo que compartilha a vida real do usuário sem tirá-lo do momento presente

Publicado em Aplicativos

A ascensão dos aplicativos de mensagens e de vídeo – como Snapchat e Musical.ly – é um indicativo de que, apesar do aumento do número de serviços de streaming, as pessoas valorizam cada vez mais as interações em tempo real. Chatroulette e Airtime, do ilustre Sean Parker, falharam em entregar uma experiência online tecnicamente estável e, ao mesmo tempo, relevante às pessoas. Competindo com Meerkat e Periscope, Beme surgiu para tornar-se a rede social de vídeos ao vivo onde a identidade real do usuário é tão importante quanto o conteúdo que produzem.

Lançado em julho de 2015, o aplicativo leva muito da personalidade dos seus criadores para o produto que entrega. Trata-se de uma mistura de Vine e Snapchat, em que os vídeos são curtos, não editados e, intencionalmente, compartilhados sem dar a oportunidade ao usuário de verificar como o vídeo ficou. A ideia é que tanto a ação dos usuários quanto a reação do público sejam o mais autenticas possível.

Apesar de ser criado por um Vlogger com mais de 3 milhões de inscritos, Casey Neistat, a ideia do aplicativo não é concentrar-se na pessoa, mas no que ela está fazendo ou produzindo. Para começar a gravar, você não precisa apertar o botão gravar, basta cobrir a câmera frontal por pelo menos 4 segundos. O aplicativo detectará a obstrução da câmera de selfie e, imediatamente, começará a gravar.

O fato de o usuário não ficar com o smartphone na frente do seu próprio rosto enquanto grava momentos da sua vida, obriga-o a participar do momento presente e interagir com as pessoas que estão à sua volta. É um conceito diferente e que, justamente por sua “loucura”, pode dar muito certo. É rápido, fácil de usar e foca sua utilização na realidade presente, fazendo a tecnologia funcionar como ferramenta e não como um fim em si mesma.

Com o apoio das empresas de investimento em capital de risco Vayner/RSE e Lightspeed Venture Partners, Neistat e seu cofundador Matt Hackett criaram uma comunidade muito forte em torno do aplicativo e tem o que é necessário para se tornar mais relevante que Facebook Live e Persicope uma vez que for adotado em dispositivos vestíveis como o Samsung VR e o Google Glass.

O aplicativo é esquisito, simples e divertido! Vale a pena testar o que pode vir a ser o novo Snapchat.

 

baixe na apple store

baixe no google play