equipe-de-formula-sae-de-brasilia-contrata-talentos-de-todas-as-areas

Equipe de Fórmula SAE de Brasília contrata talentos de todas as áreas

Publicado em Transporte e Automóveis

A Apuama Racing é uma equipe de Fórmula SAE Combustão da Universidade de Brasília composta por 50 pessoas de 10 áreas do conhecimento. Como os preparativos para a próxima temporada já começaram, a equipe está procurando para sua equipe as melhores mentes do mercado, com ou sem diploma da área em que têm interesse em participar. O processo seletivo começa com a inscrição online e terá um fase presencial nos dias 29 e 30 de outubro de 2018.

Uma equipe de corrida de carros não é formada apenas pelo piloto e mecânicos. Há uma vasta gama de atividades que precisam ser colocadas em prática antes mesmo de a borracha dos pneus encostar no asfalto. Entre essas áreas estão Aerodinâmica, Suspensão, Eletrônica, Dinâmica veicular, Estrutura, Drivetrain, PowerTrain, Gestão e Comunicação – conheça os detalhes de cada área clicando aqui.

A Formula SAE é uma competição estudantil organizada pela Society of Automotive Engineers (SAE) criada na década de 1970 e atualmente promove competição estudantil de carros elétrico e de combustão. Na versão brasileira da competição – criada em 2004 e que em 2017 teve mais de 1.030 inscritos -, estudantes de cursos de engenharia têm a oportunidade de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em aula, desenvolvendo um carro tipo Fórmula.

Na competição internacional, durante 3 dias, os carros passam por provas avaliando a performance estática e dinâmica, de cada projeto. As apresentações técnicas das equipes, a utilização de recursos e o marketing da equipe também são avaliadas para formar o critério de notas geral.

É um processo complexo e observado por muitas empresas de dentro e fora do setor automotivo. Por isso, são necessários meses de preparação para que relatórios de custos, estrutura, atenuador de impacto e o projeto projeto em si fique não só pronto, mas apresentável perante o comitê organizador.

Os relatórios das equipes são avaliados por engenheiros especialistas de cada área e têm suas notas computadas para primeira parte da avaliação dos protótipos. A hora em que o bicho pega é durante as provas estáticas e dinâmicas, que são pontuadas de maneiras diversas, para que o melhor conjunto de projeto e carro vença a competição.

Sendo assim, é preciso conhecimento, trabalho, dedicação e sobretudo espírito de equipe para participar e para vencer a Fórmula SAE. As equipes melhor classificadas no Brasil ganham o direito de representar o país nas duas competições internacionais realizadas nos EUA: Formula SAE Michigan e Formula SAE /Lincoln. Eaí, aceita o desafio?

 Inscreva-se clicando aqui!