Sete maneiras de economizar dinheiro com criatividade

Publicado em Deixe um comentárioServidor
“Economizar não precisa ser um sofrimento! Você pode fazer isso de forma mais leve, mais consciente e continuar sendo feliz sabendo que o dinheiro que você está economizando será direcionado para realização dos seus sonhos e objetivos. O que você pode fazer hoje para começar a economizar?”
Aline Soaper*
Não dá para ter tudo na vida, mas se você tem mais dinheiro, é possível conquistar as coisas mais importantes!
Economizar é uma das formas de ter mais dinheiro! Nesse artigo eu te mostro 7 maneiras de economizar dinheiro com criatividade!
1- Faça uma faxina geral na sua dispensa e veja quantos produtos guardados você tem e não está usando. Coloque tudo para uso e já determine quais refeições você pode preparar usando esses produtos que você já tem em casa. Se você for como a maioria das pessoas, vai ter bastante coisas e pode ser que desses produtos você consiga preparar até 5 refeições para 2 pessoas. Uma economia de no mínimo R$ 200,00 se considerarmos 10 refeições simples, que custa R$ 20,00 na praça de alimentação do shopping.
2- Faça uma arrumação geral no seu guarda-roupa e coloque em uso peças de roupas que você não está usando. Separe essas peças em 4 categorias:
Volta pra uso: Você coloca essas peças na frente, bem visível e começa a usar.
Novas formas de usar: Se é uma peça que você não quer mais usar, veja se é possível dar uma nova função pra essa peça. Uma camiseta pode ser customizada, uma calça pode ser “rasgada” e ganhar uma cara mais atual, um vestido pode virar blusa, use a sua criatividade para ter novas peças de roupas sem precisar gastar nada.
Vender: Separe as roupas que você não vai usar e venda! Pode ser aquele casaco que você comprou para viajar e não faz frio na sua cidade. Aquela calça de grávida que você nunca mais vai usar, a não ser em uma nova gravidez. Aquela bota de neve que está 3 anos no seu guarda-roupa. Fotografe e coloque as fotos com os preços na internet para vender. Existem vários sites e aplicativos que fazem essa intermediação entre quem vende e quem quer comprar.
Doar: Doar as suas roupas é colocar em uso o que não serve mais para você. Além de fazer o bem, você estará liberando espaço no seu guarda-roupa, o que também significa economia de espaço, de tempo e traz facilidade na hora de você escolher o que vestir.
Nessa ação você pode economizar bastante dinheiro, eu aposto que pelo menos R$ 1.000,00 sai dessa ação se você for bem criativa.
3- Programe um lazer com baixo custo para o próximo final de semana. Pode ser um picnic no parque da sua cidade. Um dia na praia, um jantar entre amigos em casa. Estar feliz é um dos principais requisitos para ser produtivo e ter mais dinheiro. Por isso, a pior coisa que você pode fazer é cortar o lazer. Você precisa definir formas criativas e econômicas de ter momentos de lazer sempre, sem gastar muito dinheiro.
4- Visite o museu da sua cidade. Diversas cidades tem dias com entradas gratuitas ou com valor com desconto para os moradores da cidade. Pesquise na internet que dia os moradores tem acesso gratuito ou com desconto e coloque na sua agenda. Uma ida ao museu ao invés de ir ao shopping pode te ajudar a economizar muito dinheiro.
5- Use as milhas do seu cartão de crédito para pagar mais barato nas passagens aéreas. Pesquise quais meses são mais baratos para viajar, para quais viagens e programe com antecedência. Você pode economizar até 70% do valor que você iria gastar com passagens se fizer isso.
6- Consuma menos! Se você olhar na sua casa, você usa apenas 30% de tudo o que você tem. Faz o teste: Quantos % dos utensílios de cozinha você realmente usa? Quantos % dos produtos de beleza que você tem você usa rotineiramente? Você pode fazer esse teste com tudo o que você tem e vai ver que tem muito mais coisas do que precisa. Por isso, faça um desafio de parar de comprar coisas e comece a usar as coisas que você tem.
7- Planeje as suas refeições da semana, prepare no final de semana e deixe pronto para só esquentar quando chegar em casa. Quando você pensa que vai chegar em casa e ainda vai ter que preparar a refeição, já dá aquele desânimo, a fome está grande e você acaba comendo alguma coisa na rua e gastando mais. Por isso, deixe as refeições na rua para os finais de semana e dias especiais e economize dinheiro preparando suas próprias refeições. Caso você não saiba ou não queira cozinhar, você pode encomendar as refeições com pacotes semanais com valores menores do que se comprar todos os dias.
Economizar não precisa ser um sofrimento! Você pode fazer isso de forma mais leve, mais consciente e continuar sendo feliz sabendo que o dinheiro que você está economizando será direcionado para realização dos seus sonhos e objetivos. O que você pode fazer hoje para começar a economizar?
*Aline Soaper – Educadora e Terapeuta Financeira

TRT10 lança exposição para lembrar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

Publicado em Deixe um comentárioServidor
O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10) irá inaugurar na próxima segunda-feira (11), às 11h, a exposição “Romerinhos, Crianças que Brittam”. Com quadros pintados por assistidos da Casa Azul, instituição que abriga quase duas mil crianças e adolescentes do Distrito Federal, a exposição ocorrerá por ocasião do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, data lembrada internacionalmente no dia 12 de junho. A mostra vai ocupar o Espaço Cultural do Foro Trabalhista de Brasília, na 513 Norte, até 22 de junho
A iniciativa é da Comissão de Erradicação do Trabalho Infantil do TRT10, coordenada pela juíza Ana Beatriz do Amaral Cid Ornellas. Para ela, o intuito da exposição é mostrar como a arte desenvolve e desperta a criatividade, a inteligência e a sensibilidade e ainda se revela capaz de resgatar valores e ampliar horizontes de crianças e jovens. “O projeto da Casa Azul comprova isso”, assegura a magistrada.
A abertura da exposição será feita pela juíza Ana Beatriz ao lado da presidente do Tribunal, desembargadora Maria Regina Machado Guimarães, a qual também acredita que o propósito da mostra de arte é conscientizar a sociedade de que o trabalho infantil ainda é uma cruel realidade. “O trabalho infantil destrói os sonhos de vida de crianças e necessita, com urgência, ser erradicado”, defende.
Romero Britto
As pinturas foram inspiradas no trabalho do artista plástico pernambucano Romero Britto, cujos quadros e esculturas estão presentes em inúmeras galerias e cidades do mundo. Elas contam com cores vibrantes e traços bem demarcados, influenciados pelo movimento cubista e pela Art Pop. Os trabalhos foram produzidos durante as atividades de incentivo a expressões artísticas e culturais oferecidas pela Casa Azul a crianças e adolescentes, com o objetivo de trabalhar a autoestima, a identidade, a socialização, resgatar valores e ampliar horizontes por meio da inclusão social.
Alerta mundial
Criada por iniciativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2002, o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil tem como objetivo alertar a comunidade em geral e os diferentes núcleos do governo da realidade do trabalho infantil, uma prática que se mantém corriqueira em diversas regiões do Brasil e do mundo. Segundo dados da OIT, 120 milhões de crianças realizam trabalho infantil no mundo. No Brasil, três milhões de crianças e adolescentes brasileiros são vítimas dessa prática, sendo que, nos últimos cinco anos, 12 mil sofreram acidentes de trabalho.
Serviço:
Exposição gratuita e aberta ao público.
Abertura: 11/6, às 11h.
Período: 11/6 a 22/6.
Visitação: segunda a sexta, das 9h às 18h.
Local: Espaço Cultural do Foro Trabalhista de Brasília (513 Norte)

A importância da liderança humanizada

Publicado em Deixe um comentárioServidor

O que acontece, muitas vezes, é que a pessoa no cargo de liderança acaba reproduzindo as atitudes que a incomodava quando estava em uma posição inferior. Com isso, dá continuidade a um ciclo vicioso que contribui para reforçar a falta de motivação da equipe

Claudia Santos*

A relação entre o chefe e os funcionários é um dos fatores mais determinantes para o sucesso de uma empresa. Um colaborador que não sente confiança em seu líder dificilmente está satisfeito com o trabalho, o que pode afetar a sua produtividade e, consequentemente, o resultado dos negócios.

Atualmente, a falta de liderança e o autoritarismo afetam grande parte dos funcionários ao redor do mundo. Para se ter uma ideia, de acordo com a Associação de Psicologia dos Estados Unidos, 75% dos trabalhadores americanos mencionam seus chefes como a maior causa de estresse no trabalho. Outra pesquisa feita pela empresa de gestão de projetos Wrike, com 1400 profissionais, indicou que 44% dos entrevistados consideram a liderança confusa uma das principais causas do estresse.

Um fator que pode explicar essa crescente insatisfação é o modo como os chefes exercem a sua autoridade: muitos agem mais como donos do poder do que como gestores de pessoas. Poucos sabem, mas existe uma diferença entre ser chefe e ser, de fato, um líder. Um chefe comanda as pessoas, é autoritário, centraliza as tarefas e não dá abertura para que os funcionários expressem suas opiniões.

O líder, ao contrário, atua como um desenvolvedor de pessoas e busca inspirar os colaboradores, estimulando a inovação, a criatividade e o trabalho em equipe. Mais do que dar ordens, o líder tem um interesse genuíno no bem-estar dos funcionários, tratando as pessoas como seres humanos integrais. É o que chamamos de gestão humanizada.

O que acontece, muitas vezes, é que a pessoa no cargo de liderança acaba reproduzindo as atitudes que a incomodava quando estava em uma posição inferior. Com isso, dá continuidade a um ciclo vicioso que contribui para reforçar a falta de motivação da equipe.

Em uma empresa do século XXI, os chefes precisam entender que a liderança humanizada é fundamental não apenas para atingir resultados, mas para garantir a saúde mental de seus funcionários. Um verdadeiro líder deve alinhar o discurso de gestão de pessoas com a prática, se colocando no lugar do outro e entendendo que seus funcionários são, acima de tudo, seres humanos.

Quando o colaborador sente confiança em seu líder e sabe que pode expressar suas opiniões com liberdade, valoriza mais o seu trabalho e se sente motivado para alcançar melhores resultados.

*Claudia Regina Araujo dos Santos é especialista em gestão estratégica de pessoas, palestrante, coach executiva e diretora da Emovere You.

INSCRIÇÃO PARA CONCURSO DE REDAÇÃO DE CARTAS TERMINA NA PRÓXIMA SEMANA

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Podem participar estudantes de até 15 anos de escolas públicas e privadas de todo o país

Falta uma semana para o fim das inscrições para o 45º Concurso Internacional de Redação de Cartas, que vão até o dia 17 de março. O tema para este ano é “Escreva uma carta a você mesmo aos 45 anos”. Podem participar estudantes de até 15 anos de idade da rede pública e privada de ensino.

Realizado no Brasil pelos Correios, o concurso acontece em todo o mundo pela União Postal Universal — entidade que congrega os operadores postais de 191 países — com o objetivo de melhorar a alfabetização por meio da arte epistolar e incentivar crianças e adolescentes a expressarem a criatividade e aprimorarem seus conhecimentos linguísticos.

As redações devem ser redigidas de próprio punho, com caneta esferográfica preta ou azul e escritas em língua portuguesa, contendo no máximo 900 palavras em formato de carta. Para participar, o estudante deverá passar por uma seleção em sua escola, na qual será escolhida a carta que irá representá-la. Cada escola pode inscrever no máximo duas redações.

Serão realizadas duas fases: estadual e nacional. Na estadual, o autor da melhor redação ganhará R$ 1.000. Já na fase nacional, o vencedor ganhará R$ 5.000 e um troféu, e sua redação representará o Brasil na etapa internacional, a ser realizada pela União Postal Universal. As escolas também recebem prêmios: R$ 2.000 na fase estadual e R$ 10.000 na nacional.

O regulamento completo do concurso está disponível no site dos Correios, no link: http://www.correios.com.br/sobre-correios/sustentabilidade/vertente-social/concurso-internacional-de-redacao-de-cartas