Finatec – ciclo gratuito de palestras sobre energias renováveis, compliance e educação 4.0

Publicado em Deixe um comentárioServidor

O evento marca o lançamento dos cursos da Academia Finatec, programa educacional da Fundação, com cursos de capacitação e educação continuados abertos à comunidade, com vagas limitadas

A Fundação de apoio para Pesquisa, Ensino, Extensão e Desenvolvimento Institucional (Finatec) fará, no dia 8 de maio, a partir das 19h, o 1º Ciclo de Palestras Academia Finatec, na  sua sede  no campus da Universidade de Brasília (UnB). As atividades do ciclo são gratuitas e abertas a toda comunidade.

Na programação constam dois blocos de palestras, com temas variados. Os participantes podem escolher apenas uma das palestras por bloco, uma vez que elas acontecerão de forma simultânea. No 1º bloco, com início às 19h30, serão discutidos Gestão de Projetos Inovadores, Energias Renováveis, Automotive Eletronic e Educação 4.0.

Já no 2º bloco, às 20h30, os temas debatidos serão sobre Compliance, Internacionalização, Tecnologia e Saúde, e Tecnologia Forense. Cada palestra terá duração de 30 minutos, mais 15 minutos para debate. Welligton Maciel, um dos representantes da Google for Education na América Latina, fará a abertura do Ciclo.

Para se inscrever, click aqui, , preencha as informações do cadastro e escolha um tema de cada bloco. O credenciamento será a partir das 18h15 e as inscrições podem ser feitas até o dia 6 de maio.

Inovação e Apoio

Há 27 anos, a Finatec atua como fundação de apoio acadêmico e científico, gerindo os processos administrativos dos projetos, desde a prospecção até a prestação de contas em todas as áreas de atuação da universidade apoiada. Só no ano de 2019, reverteu mais de R$ 25 milhões para a Universidade de Brasília (UnB) em apoios diretos e indiretos por meio de eventos, concessão de despesas operacionais e bolsas de estudos.

O professor Edson Paulo da Silva, diretor presidente da Fundação, explica que a Finatec oferece oportunidades de pesquisa e desenvolvimento em diversas áreas, e destaca a importância da realização do ciclo de palestras como porta de entrada para a capacitação profissional. “Este ciclo de palestras é uma grande oportunidade para que a comunidade debata sobre temáticas inovadoras. Com temas mais do que atuais, o objetivo é difundir o conhecimento”, aponta o diretor-executivo.

Membro do Conselho Superior da Finatec, Luis Afonso Bermudez concorda que a Academia Finatec é uma resposta aos anseios do mercado na procura por profissionais capacitados e que estejam alinhados com as transformações científicas e tecnológicas do país. “A Academia vem trazer essa oportunidade: disseminar conhecimento. Ela conhece o ambiente acadêmico, e sabe onde está o conhecimento para atender as demandas que estão na sociedade”, acredita Bermudez.

Em relação às temáticas propostas no 1º Ciclo de Palestras, o conselheiro destaca que o evento é um convite à comunidade, além de representar o compromisso da Finatec em mediar o conhecimento entre o ambiente acadêmico e o país. “Trazer esses temas para criar curiosidade, e de forma gratuita, é prestar um serviço à comunidade onde nós estamos. Uma forma de oferecer conhecimento à sociedade em geral, e não apenas a estudantes”, afirma Bermudez.

Serviço

1º Ciclo de Palestras Academia Finatec

Quando: 8 de maio (Quarta-feira)

Onde: Finatec/Sala Conferência 1 – L3 Norte/Campus Darcy Ribeiro – UnB

Programação:

18h15 – Credenciamento

19h – 19h30 – Abertura

19h30 – 20h30 – 1º bloco de palestras:

Gestão de Projetos Inovadores
Energias Renováveis
Automotive Eletronic
Educação 4.0

20h30 – 21h30 – 2º bloco de palestras:

Compliance
Internacionalização
Tecnologia e Saúde
Tecnologia Forense

Palestras com 30 minutos de duração + 15 minutos para debate

Inscrições: http://www.sympla.com.br/1-ciclo-de-palestras–academia-finatec__497200

Evento gratuito, vagas limitadas

Centrais sindicais fazem carnaval com Bloco dos Juros Baixos

Publicado em Deixe um comentárioServidor

Amanhã (22), às 10 horas, a Força Sindical e demais centrais farão um carnaval com o “Bloco dos Juros Baixos”, em protesto contra os juros altos, em frente à sede do Banco Central, em São Paulo (na Avenida Paulista nº 1804). A manifestação ocorre no mesmo dia que o Copom (Comitê de Política Monetária) irá divulgar a Selic (taxa básica de juros).

“Precisamos de juros baixos para voltar a crescer e gerar empregos”, diz Paulo Pereira da Silva, Paulinho, presidente da Força Sindical.

O “Bloco dos Juros Baixos” terá a participação da bateria da Escola de Samba Imperador do Ipiranga, com trinta integrantes, além de baianas e passistas. Juntos, sambistas e trabalhadores cantarão marchinhas sobre os juros.

DEMITIDOS DA GM FARÃO PROTESTOS NO CARNAVAL

Publicado em 4 ComentáriosSem categoria

Metalúrgicos iniciam luta para anular demissões. Trabalhadores demitidos da General Motors farão protesto no Bloco Acorda Peão, no sábado de carnaval

 

Os metalúrgicos demitidos pela General Motors decidiram, em assembleia nesta quinta-feira (4), que farão uma campanha pela anulação das demissões na fábrica. O primeiro passo será um protesto neste sábado de carnaval, dia 6, no desfile do Bloco Acorda Peão, organizado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e CSP-Conlutas.

 

Um grupo de 517 trabalhadores foi demitido na segunda-feira (1º), após cinco meses em lay-off. Com a campanha, eles pretendem pressionar o governo federal e a empresa para que as demissões sejam revertidas. Uma caravana deverá ir a Brasília para reivindicar que a presidente Dilma Rousseff garanta, por meio de medida provisória, estabilidade no emprego para todos os trabalhadores.

 

O Bloco Acorda Peão sairá às 10h, com o samba-enredo “Seguir na luta é preciso”, em que o carro abre-alas vai trazer críticas à corrupção na Petrobras e à Samarco/Vale, empresa responsável pela tragédia em Mariana (MG). O bloco também vai comemorar os 60 anos de fundação do Sindicato dos Metalúrgicos, um dos mais combativos do país.

 

Com a decisão dos trabalhadores da GM participarem do desfile, haverá também faixas e cartazes contra as demissões.

 

Antes de ir para o bloco, os trabalhadores irão se reunir, às 9h, na sede do Sindicato, à Rua Maurício Diamante, 65, Centro. O Acorda Peão sairá da Rua Francisco Paes, 316, e desfilará pelas ruas centrais da cidade.

 

Luta por estabilidade

Durante a assembleia, o presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá, ressaltou que as demissões estão ocorrendo em todo o país e que se o governo federal não garantir estabilidade para todos, o índice de desemprego vai crescer ainda mais.

 

“Estamos comprovando que o PPE (Programa de Proteção ao Emprego) não está funcionando, como vimos na Volkswagen e Mercedes Benz. A única saída é a garantia de estabilidade e a redução da jornada sem redução de salário”, afirmou Macapá.

 

As duas montadoras (Volks e Mercedes) já anunciaram que irão afastar parte de seus funcionários, apesar de terem aderido ao PPE e reduzido salários. Na Região do ABC, o setor industrial fechou 28 mil postos de trabalho em 2015.

 

Desde segunda-feira, o Sindicato está tentando agendar uma reunião com a GM para discutir a situação dos trabalhadores, mas até agora a empresa não deu qualquer resposta.

 

Macapá se reuniu com o prefeito de São José dos Campos, Carlinhos Almeida (PT), na quarta-feira (3), e reivindicou que interceda para que a GM cancele as demissões.

 

O Sindicato defende que a Prefeitura e a Câmara Municipal devem cobrar a manutenção dos empregos e o investimento de R$ 2,5 bilhões no complexo de São José dos Campos, conforme acordo assinado pela montadora em julho de 2013.

 

“O tamanho da conquista depende do tamanho da nossa mobilização. Vamos colocar nossa campanha nas ruas e cobrar das autoridades medidas concretas em defesa do emprego”, disse Luiz Carlos Prates, o Mancha, membro da Executiva Nacional da CSP-Conlutas.