CARTA ABERTA DOS PROFISSIONAIS DOS CORREIOS

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Foi protocolada hoje no Ministério das Comunicações a Carta Aberta sobre o POSTALIS (Fundo de previdência complementar dos trabalhadores dos Correios).

De acordo com a Associação dos Profissionais dos Correios (ADCA), a correspondência expressa para o ministro Ricardo Berzoini as preocupações dos ecetistas com a trágica situação do fundo BD e solicita sua atuação para buscar solução que evite a penalização de 90.000 famílias.  Assinaram a correspondência a ADCAP, a FAACO, a FINDECT, a FENTECT e a ANAPOST.   ADCAP – Associação dos Profissionais dos Correios (http://www.adcap.org.br) FAACO – Federação dos Aposentados, Aposentáveis e Pensionistas dos Correios e Telégrafos (http://www.faaco.org.br/) FINDECT – Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (http://findect.org.br/) FENTECT – Federação nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (http://fentect.org.br/) ANAPOST – Associação Nacional dos Participantes do Postalis

Exibindo image001.jpg

Brasília, 19h06min

MANIFESTAÇÃO DOS AUDITORES NO MINISTÉRIO DA FAZENDA

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Auditores fiscais voltam à Fazenda para cobrar valorização e pendências não atendidas.

Os auditores fiscais voltam amanhã (4), às 9 horas, ao Ministério da Fazenda (Bloco P), para novo ato público. A manifestação é para mostrar ao ministro Joaquim Levy a insatisfação com paulatino enfraquecimento da Receita Federal do Brasil (RFB) e da categoria, além do alijamento do Fisco nas decisões sobre a política tributária. Os auditores também lembrarão que existem pendências não atendidas desde a campanha salarial de 2012

Uma delas é a regulamentação da Lei 12.855, que instituiu a Indenização de Fronteira – uma forma de estimular os auditores a se candidatarem para trabalhar nas unidades da RFB em localidades que conectam o Brasil a seus vizinhos. Sancionada em setembro de 2013, não saiu do papel.

Mas este não é o único item da pauta. Os auditores pretendem que a Lei Orgânica do Fisco (LOF, que devia estar em vigência desde 2007) e a aprovação da PEC 555/06 (que reduz gradativamente a contribuição de servidores aposentados) sejam preocupação de Levy e do ministro Nelson Barbosa (Planejamento, Orçamento e Gestão).

“Temos interesse em colaborar para recolocar a economia nos eixos. Mas é preciso dar atenção a questões que vêm sendo proteladas”, alertou Cláudio Damasceno, presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional).

Os auditores também tentarão conversar com Levy para esmiuçar as reivindicações. Para a manifestação, são esperados aproximadamente 600 integrantes da categoria.

Brasília, 18h58min

ESTÁGIO NA ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) abriu inscrições para formação de cadastro reserva ao programa de estágio da Advocacia Geral da União (AGU), nos 27 estados do país.

Podem participar estudantes de administração de empresas, ciências contábeis, direito, jornalismo, publicidade e propaganda e, também, de tecnologia em gestão de recursos humanos e tecnologia em gestão pública, ensino médio e educação de jovens e adultos (EJA).

O valor de bolsa-auxílio para jornada de 4 horas é de R$ 203 (ensino médio) e R$ 364 (ensino superior), além de auxílio-transporte de R$ 6 por dia estagiado.

O processo seletivo é composto por prova objetiva sobre língua portuguesa, conhecimentos gerais e noções de informática (exceto para o curso de direito, que terá avaliação diferenciada) e entrevista.

Inscrições são até às 17 horas (horário de Brasília) de 15/03, no site www.ciee.org.br, onde consta o edital com informações detalhadas, incluindo as cidades contempladas. Caso o estudante queira mais esclarecimentos, poderá entrar em contato com a unidade do CIEE mais próxima. Endereços no mesmo site.

Sobre o CIEE

Desde sua fundação, há 51 anos, o CIEE já encaminhou 15 milhões de estudantes para estágio e aprendizagem em 250 mil empresas e órgãos públicos parceiros. Para se ter ideia, o contingente de estagiários é maior do que a população da cidade de São Paulo. O CIEE também desenvolve ações de assistência social, com total gratuidade aos beneficiados e destinadas, em especial, a segmentos em situação de vulnerabilidade social como: Programa de Educação à Distância, Inclusão de Pessoas com Deficiência, Alfabetização para Adultos, Desenvolvimento Estudantil e Profissional, Orientação e Informação Profissional, Orientação Jurídica Gratuita à População Carente (Projur), Cursos Gratuitos de Informática, além de Ciclos de Palestras, Concursos Literários – que estimulam a escrita e a leitura -, Feira do Estudante – Expo CIEE, entre outros.

Brasília, 18h42min

PPS VAI PARTICIPAR DE MANIFESTAÇÕES NO DIA 15 DE MARÇO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria
A Executiva Nacional do PPS decidiu, hoje, que o partido vai participar, incentivar e ajudar a mobilizar a sociedade para as manifestações contra o governo Dilma marcadas para o próximo dia 15 de março. Em nota pública, o PPE convoca a militância a ir às ruase. 

O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, disse que, neste momento, o partido não irá às ruas defender o impeachment da presidente Dilma Rousseff, mas não pode deixar de protestos contra a corrupção na Petrobras, o ajuste fiscal do governo, o pacote do Planalto que retira direitos dos trabalhadores, enfim, contra o ele chamou de “estelionato eleitoral patrocinado pelo PT nas últimas eleições”.

“Não acredito que, no momento, alguma força política vá assumir o processo de impeachment, como ocorreu no período de Collor. Temos que ter entendimento de que isso, se avançar, é melhor do que a volta do debate da intervenção militar, uma proposta que repudiamos. A oposição não é apenas das ruas, vai ter que ter articulação política no Congresso”, avaliou Freire.

Leia a nota na íntegra:

Vamos às ruas no dia 15 de Março!!!

O Partido Popular Socialista, por sua Comissão Executiva Nacional, reunida hoje, em Brasília, decidiu unanimemente apoiar a iniciativa popular de ir para as ruas no próximo dia 15 de março e convocar sua militância, seus aliados e amigos para que mostremos aos brasileiros ainda alheios ou descrentes que muito se pode fazer para tirar o Brasil da maior crise em que foi colocado.

   

Os brasileiros que, além de sofrerem com aumentos quase diários de custo de vida, com a ameaça de desemprego, insegurança e de sentirem-se enganados pelo PT e seu governo com falsas promessas de campanha e corrupção na Petrobras, empresa símbolo do progresso nacional, como nunca ocorrera em nossa história, estão se organizando para irem às ruas protestar.

Esta imensa e crescente insatisfação de homens e mulheres, cujos primeiros sinais surgiram nos movimentos de junho de 2013, tem provocado a eclosão de greves de metalúrgicos, de professores, de médicos e pessoal da área de saúde,  manifestações de petroleiros e mais recentemente de caminhoneiros autônomos que o governo não tem conseguido conter. Esse descontentamento já havia sido registrado em pesquisas de opinião, nas quais ficou patente que o governo e a presidente já não contam mais com o apoio e a confiança da maioria da população.

Nas ruas e nas redes sociais, há várias palavras de ordem que são propagadas com intensidade, arregimentando crescente número de pessoas que apoiam essa iniciativa. O PPS considera que são legítimas todas aquelas que defendam uma saída para a crise dentro da ordem constitucional e democrática!   

Por isso e por muito mais, vamos às ruas no dia 15 defender o Brasil e a Democracia!!!

Brasília, 3 de março de 2015

Roberto Freire

Presidente Nacional do PPS”

Brasília, 18h31min

SERVIDORES DO JUDICIÁRIO E DO MPU VOLTAM A PROTESTAR NA ESPLANADA

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Servidores do Judiciário e do Ministério Público da União (MPU) fizeram uma caminhada pela Esplanada dos Ministérios na tarde de hoje. A marcha começou no Eixo Monumental, na altura da Catedral, por volta das 15h30min, e seguiu até oSupremo Tribunal Federal (STF). O objetivo, segundo o sindicato da categoria (Sindijus-DF), foi cobrar do ministro Ricardo Lewandowski, presidente do STF,  e do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, que conversem com a presidente Dilma Rousseff e a convença a incluir os recursos para o reajuste salarial da categoria, descritos nos Projetos de Lei (PLs) 7919 e 7920, na Lei Orçamentária Annual (LOA-2015).

Para o cargo de analista judiciário, o salário previsto no texto varia entre R$ 7.323,60 e R$ 10.883,07, de acordo com a progressão na carreira. Para o cargo de técnico judiciário, os vencimentos estão entre R$ 4.363,94 e R$ 6.633,12. E para auxiliar judiciário, os ganhos vão de R$ 2.584,50 e R$ 3.928,39. Pelo texto, o aumento será pago em parcelas, até 2017. O impacto orçamentário para 2015 é de R$ 1,473 bilhão.

O grupo de manifestantes, de cerca de 500 pessoas, deu um abraço simbólico no prédio do STF, às 16 horas. Meia hora depois, conseguiu parar o trânsito por aproximadamente 20 minutos, em frente ao Palácio do Planalto. “Soubemos que o ministro Lewandowski não estava na Casa. Fomos, então, ao Planalto, na tentativa de conseguir uma reunião com os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e de Relações Institucionais, Pepe Vargas”, contou Ana Paula Cusinato, diretora do Sindijus. Nesse momento, os sindicalistas ainda aguardam na antessala dos gabinetes.

“Repetimos o tom de Luto Pela Justiça marchando de roupa preta e guarda-chuva preto, conforme fizemos na semana passada, para chamar a atenção da imprensa, das autoridades e da sociedade para a nossa situação. A presidente Dilma não pode cortar recursos do Judiciário. Ela interferiu na autonomia dos poderes”, destacou Ana Paula.

Previsto inicialmente para fevereiro, o LOA de 2015 deve ser votado ainda hoje. De acordo com o gabinete do senador Romero Jucá (PMDB/RR), relator do Orçamento, a votação está prevista para começar às 19 horas desta terça-feira. Amanhã, às 15 horas, os servidores voltam a se reunir na Praça dos Tribunais, em assembleia de avaliação para definir os próximos passos do movimento.

Brasília, 18h08min

OIT REAFIRMA O DIREITO DE GREVE

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) reafirmou o direito de greve após dois anos de paralisação do sistema de controle global deste órgão da ONU pelo Grupo de Empresários que participava de seu Conselho de Administração. Segundo informou a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o objetivo da representação patronal era eliminar décadas de jurisprudência da OIT que apoia este direito humano fundamental.

Os trabalhadores conseguiram chegar a um entendimento com os empresários após o reconhecimento explícito por parte dos governos do direito à greve, vinculado à Convenção 87 da OIT sobre liberdade sindical. O acordo ocorreu após a ampla mobilização, no dia 18 de fevereiro, em mais de 60 países, pelo movimento sindical internacional.

De acordo com Sharan Burrow, secretária geral da CSI, depois de terem criado a crise, grupos de empregadores e alguns governos se negaram a submeter esta questão à Corte Internacional de Justiça, tal como estabelece a Constituição da OIT, explicou a CUT. Na avaliação do presidente da CSI, João Felicio, foi uma vitória expressiva contra uma postura completamente anacrônica da representação empresarial.

“Queriam sabotar a capacidade de reação da força de trabalho, condição fundamental para  um mínimo de equilíbrio com o poder econômico numa sociedade absurdamente desigual. Na prática, equivaleria a dar um cheque em branco ao patronato e aos desgovernos”, sublinhou Felicio. “Todos os governos consideraram que o direito de greve é uma garantia de democracia, isolando os empresários nesta questão”, assinalou. 

O secretário de Relações Internacionais da CUT, Antonio Lisboa, destacou a importante manifestação do grupo de governos da região que participa da OIT (Grulac), “que unificou posição em defesa deste direito humano, essencial para o avanço da democracia nas relações de trabalho”.  “A decisão da OIT joga um papel fundamental neste momento em que setores do grande capital – particularmente o financeiro e o transnacional – pressionam por retrocessos”, concluiu.

Brasília, 18h07min

MARCHA DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Nesta terça, data em que o Congresso Nacional poderá votar a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015, os servidores do Judiciário e do Ministério Público da União (MPU) farão uma caminhada pela Esplanada

A marcha, segundo o sindicato da categoria (Sindijus-DF), começa no Eixo Monumental, na altura da Catedral, até o Supremo Tribunal Federal (STF). para cobrar do ministro Ricardo e Lewandowski, presidente da Casa, e do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, a inclusão dos recursos dos PLs 7919 e 7920 na LOA-2015.

“Vamos repetir o tom de Luto Pela Justiça marchando de roupa preta e guarda-chuva preto, dando ainda mais visibilidade à nossa indignação que deve sim colorir as ruas, os pontos turísticos de Brasília, as sedes de Poder, chamando a atenção da imprensa, das autoridades e da sociedade para a nossa situação”, informou o Sindjus.

Assembleia-geral

Depois do ato, na quarta-feira (4), às 15 horas, na Praça dos Tribunais, os servidores farão uma assembleia de avaliação para definir os próximos passos. 

Brasília, 17h37min

AGENDA DOS TRABALHADORES

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Amanhã, a CUT Brasília se reúne com os sindicatos de servidores públicos do Distrito Federal, para discutir ações contra as medidas do GDF que prejudicam os trabalhadores. A reunião será às 10 horas, no auditório da CUT Brasília. O encontro será preparatório para a plenária com sindicatos de de todo o DF, agendado para quinta-feira, dia 5. O horário e o local da atividade ainda serão definidos.

Também nessa terça-feira, a CUT Nacional lança o “Dossiê Terceirização e Desenvolvimento: uma conta que não fecha”, a partir das 15 horas, na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (Ctasp), da Câmara (Plenário 12, Anexo 2). O Dossiê – com a participação do Dieese – apresenta dados gerais do mercado de trabalho, a precarização dos terceirizados, os impactos sobre os ramos de atividade e as propostas para regulamentar a terceirização.

Na quarta feira (4), começa o 12º Congresso Nacional da CUT (Concut), que define o plano de lutas para os próximos quatro anos. Acontece, também, o Seminário sobre Política Econômica e Reforma Política, no auditório Petrônio Portela, no Senado, a partir das 9 horas.

Brasília, 17h10min

CUT E SINDICATOS DE SERVIDORES PÚBLICOS DO DF DISCUTEM MANUTENÇÃO DE DIREITOS

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Nesta terça-feira (3), a Central Única dos Trabalhadores de Brasília (CUT- Brasília) vai se reunir com os sindicatos que representam os servidores públicos do Distrito Federal, para discutir as ações a serem tomadas contra as medidas do GDF que prejudicam os trabalhadores. A reunião será às 10 horas, no auditório da CUT Brasília.

O encontro desta terça-feira será preparatório para a Plenária da CUT Brasília com sindicatos de trabalhadores de todo o DF, do setor público ou privado, do campo ou da cidade, agendado para quinta-feira, dia 5. O horário e o local da atividade ainda serão definidos.   Serviço

Reunião da CUT Brasília com sindicatos dos servidores públicos contra ações do GDF que prejudicam trabalhadores

Data: 3 de março, terça-feira Horário/local: 10 h, no auditório da CUT Brasília Endereço: SDS Edifício Venâncio V subsolo – lojas 4,14 e 20

Brasília, 15h12min

INMETRO E CAPES SELECIONAM PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria
Em parceria com universidades, centros de pesquisa e agências de fomento federais, autarquia pretende ampliar conexão entre ciência e indústria. As inscrições vão até dia 31 de março. O resultado preliminar será divulgado no dia 11 de maio, e o final, em 11 de junho.

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançaram o Edital nº 76/2014 para seleção de novos projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D&I), para ampliar a Rede de Laboratórios Associados do Inmetro para Inovação e Competitividade (Relai). A iniciativa tem o objetivo de construir uma ampla base de apoio à inovação, estimulando a conexão entre grupos científicos de alto nível e a indústria.

“A Relai foi criada há cerca de dois anos para estimular a transferência de tecnologia e conhecimento a empresas, utilizando as instalações dos laboratórios associados e do Inmetro para o desenvolvimento de projetos inovadores para o país, para promover a competividade dos produtos nacionais no mercado”, explica o diretor de Inovação e Tecnologia (Ditec) do Inmetro, Carlos Alberto Aragão.

Serão selecionados, em nível nacional, até sete laboratórios que apoiem de maneira concreta o desenvolvimento da indústria no país. As propostas deverão ser apresentadas na forma de projeto claramente caracterizado como pesquisa e desenvolvimento tecnológico para fins de inovação em parceria com a indústria.

Os selecionados poderão contar com bolsas de Pós-Doutorado e Professor Visitante no País e Estágio Pós-Doutoral e Estágio Sênior no exterior. As propostas deverão contemplar as áreas estabelecidas pela política industrial nacional e pela Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, alinhadas aos programas de pesquisa, desenvolvimento e inovação conduzidos pelo Inmetro.

O responsável pela apresentação da proposta deve possuir título de Doutor há pelo menos cinco anos, ser obrigatoriamente o coordenador da proposta e ter vínculo formal com a instituição executora. As inscrições vão até dia 31 de março. O resultado preliminar será divulgado no dia 11 de maio, e o final, em 11 de junho.

Os projetos terão o prazo máximo de três anos para execução e poderão contar com a infraestrutura laboratorial do Campus do Inmetro, em Xerém, no Rio de Janeiro, que abriga 45 laboratórios de ponta e equipamentos de última geração. Mais informações estão disponíveis na íntegra do edital.  

Criada em 2013 pelo Inmetro, a Relai já tem projetos em laboratórios de duas universidades, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e na Universidade de Caxias do Sul (UCS), que têm mostrado grande potencial para impulsionar a indústria no País.

No instituto de Materiais Cerâmicos da UCS, estão sendo feitas pesquisas para buscar materiais alternativos para a indústria, como cerâmicas, compósitos e cimentos de alta qualidade, com baixo impacto ambiental e com ciclo sustentável, com o apoio da multinacional Netzsch GmbH, empresa alemã fabricante de instrumentos de análise térmica.

Já na UFMG, o Laboratório de Nanoespectroscopia (LabNS) trabalha no desenvolvimento de um método inovador para analisar a emissão de particulados emitidos no ar por empresas de mineração, e de novos equipamentos para análise química e estrutural.

 

Brasília, 14h47min