PROGRAMA DE ESTÁGIO DE ESTUDANTE NA PETROBRAS

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Inscrições para 45 unidades em 17 estados se encerram na quinta-feira. Para os aprovados, conforme a carga horária do estagiário, o valor da bolsa oscila de R$ 473,97 a R$ 1853,27.

Terminam nesta quinta-feira (26), as inscrições para o Programa de Estágio de Estudante 2015 da Petrobras. As oportunidades, todas na modalidade de cadastro de reserva, serão divididas por unidades da companhia em 45 cidades de 17 estados. Elas incluem formações variadas de níveis médio, técnico e superior. O edital do processo de recrutamento e seleção está disponível em www.petrobras.com.br.

O processo será executado em conjunto com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), em duas etapas de caráter seletivo, eliminatório e classificatório. A validade é de um ano, a contar da data de publicação do edital.

A primeira etapa será online, nos dias 28 de fevereiro e 1º de março, das 8h às 18h (horário de Brasília), com 60 questões objetivas, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Raciocínio Lógico e 20 de Conhecimentos Gerais. O conteúdo programático consta do edital do processo de seleção. Cada questão deve ser respondida em até 2 minutos, totalizando no máximo duas horas para a prova completa. O candidato poderá acessar a prova online por até 3 (três) vezes até que seja concluída. Os resultados serão divulgados no site da Petrobras no dia 9 de março.

Já a segunda etapa será presencial, com entrevista para avaliação de conhecimentos específicos e habilidades. De acordo com a conveniência e a necessidade da Petrobras e durante a vigência do processo de seleção e recrutamento, os candidatos poderão ser convocados para esta etapa, observadas a classificação na prova online e a prioridade indicada pelo candidato na inscrição.

As convocações para a segunda etapa serão realizadas pelo CIEE por e-mail e/ou contato telefônico. Os convocados e aprovados para as entrevistas serão encaminhados para exame admissional.

A carga horária do estágio poderá ser de 20 ou 30 horas semanais (condicionada aos requisitos dispostos em cada vaga). Os estágios de 40 horas semanais serão permitidos, exclusivamente, para estudantes matriculados em cursos que alternem aulas teóricas e práticas, nos períodos em que não estejam programadas aulas presenciais, desde que esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição de ensino. Conforme a carga horária do estagiário, o valor da bolsa oscila de R$ 473,97 a R$ 1853,27.

Em caso de dúvidas ou esclarecimentos adicionais, o candidato poderá acionar via e-mail (petrobras2015@cieerj.org.br) a Central de Atendimento do Processo de Recrutamento e Seleção de Estagiários.

Brasília, 19h54min

SERVIDORES DO JUDICIÁRIO E DO MPU PROTESTARAM EM FRENTE AO CONGRESSO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Cerca de 800 servidores (600, segundo a Polícia Militar) do Judiciário e do Ministério Público da União (MPU), vestidos de negro e usando guarda-chuvas pretos fizeram, ontem, uma manifestação em frente ao Congresso Nacional. Com faixas e cartazes, ao som da bateria da Escola de Samba Império do Guará, por várias vezes, bloquearam a entrada das Casas Legislativas. Tentaram atravessar o lençol d’água, em frente à Câmara e ao Senado, e ameaçaram se aproximar da barreira de segurança, mas foram impedidos pelas Polícias Legislativa e Militar. Após duas horas e muita insistência, os servidores recuaram. Eles vão se reunir em assembléia e não descartam a possibilidade de greve por tempo indeterminado a partir da semana que vem.

O movimento, chamado de “apagão”, foi em protesto ao tratamento diferenciado para magistrados e procuradores – que aumentaram seus próprios salários de R$ 29,4 mil para R$ 33,7 mil, no apagar das luzes de 2014. “Em alguns casos, os reajustes inflaram em R$ 10 mil o salário mensal das autoridades. Além disso, tiveram mais de 80% de alta no preço das diárias. Só de auxílio moradia, ganharam R$ 4,3 mil, valor que corresponde ao ganho mensal de um técnico judiciário. Ou seja, na hora de bater metas, os juízes nos chamam para cumprirmos juntos, mas na hora do aumento, é só para eles?”, questionou Cledo Vieira, diretor do sindicato da categoria (Sindjus).

Os servidores pedem aumento médio de cerca de 30% e exigem que os recursos sejam incluídos na Lei Orçamentária Anual (LOA) – a votação do documento, marcada para ontem, acabou sendo adiada para a próxima sexta-feira. De acordo com o Sindijus, em 2006, foi aprovado o último plano de cargos e salários do Judiciário. Em 2009, surgiu novo projeto, que acabou sendo reformulado em 2014. No ano passado, os recursos para o pagamento deveriam ter sido incluídos no Orçamento, mas a presidente Dilma Roussef vetou. A medida causou desconforto entre Judiciário e Executivo. Ambos são Poderes independentes e os servidores entendem que o ato da presidente feriu a autonomia do Judiciário.

Segundo Jailton Assis, diretor do Sindjus, a inflação acumulada desde 2006 está em torno de 50%. A categoria, porém, chegou a um consenso de pouco mais de 30% para recompor a perda no poder de compra, a serem pagos ao longo de quatro anos. O impacto do reajuste no Orçamento é de R$ 2 bilhões (R$ 1,5 bilhão para o Judiciário e R$ 500 milhões, para o MPU). “Uma liminar da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determina a inclusão dos recursos na LOA. Já tentamos cortar os valores em um-terço (para R$ 500 milhões e R$ 300 milhões, respectivamente) e nem assim as negociações avançaram”, reclamou Assis.
Reforço

Um grupo de funcionários da Empresa Alumini Engenharia, empreiteira que presta serviço para a Petrobras no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj/RJ), em Itaboraí, estão há três meses sem salários e benefícios. Eles vieram, ontem, a Brasília e se uniram ao protesto dos servidores do Judiciário e do MPU, na tentativa de chamar a atenção do Congresso e da sociedade. “São três mil funcionários, com carteira assinada, que passam por muitas dificuldades, porque a empresa foi indiciada na Operação Lava a Jato. A Justiça já liberou o nosso pagamento. O problema é que a Petrobras recorreu e não conseguimos receber até agora”, explicou o funcionário Paulo Fernando Queiroz.

Bem humorados, quatro trabalhadores fantasiados de leões também aproveitaram a oportunidade. Ligados à Força Sindical, eles tentavam convencer a presidente Dilma Rousseff a reajustar a tabela do Imposto de Renda, que já acumula defasagem superior a 64%. Chamavam a atenção, não apenas pelas máscaras que usavam, mas pelas faixas que carregavam, com os dizeres “de mordida em mordida, vou devorando o seu salário” e “sou amigo da Dilma e inimigo do trabalhador”.

Brasília, 18h43min

CNTTL INICIA DIÁLOGO COM O GOVERNO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Em nota, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística, da CUT, recomenda que todos os transportadores suspendam os bloqueios nas estradas para que a pauta da categoria avance

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística da CUT (CNTTL) iniciou o diálogo com vários setores do governo federal, em Brasília,  para tratar das reivindicações dos caminhoneiros, que foi entregue no fim do ano passado à Casa Civil e à Secretaria-Geral da Presidência da República.

 A pauta foi construída durante o Encontro Nacional dos Transportadores Autônomos, nos dias 26 e 27 de novembro de 2014, em Votorantim (SP). O evento reuniu lideranças dos caminhoneiros autônomos de São Paulo, Santos, Campinas, Guarulhos, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Tocantins e de outras regiões do País. Entre as reivindicações está a criação de uma agenda permanente com o governo.

 A proposta  também inclui conveniar a CNTTL junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT),para que possa distribuir as senhas de cadastro nos caminhões, e definir um valor mínimo de frete para cada modalidade dos caminhoneiros autônomos: tanqueiros (transportam combustíveis), caçambeiros (caçambas e produtos diversos) e graneleiros (grãos, que atuam na região sul do País).

 A  construção de pontos de parada com estrutura de saúde, conforto, pouso, alimentação, segurança e higiene  também é outra prioridade para os transportadores.

 Bloqueio nas estradas

 A CNTTL recomenda que os caminhoneiros suspendam a paralisação nas estradas, porque entende que o governo está com as portas abertas para negociar a pauta da categoria e há diálogo, portanto, não há necessidade de manter este tipo de ação. 

 Comissão das lideranças

 A qualquer momento, será convocada a Comissão das Lideranças dos Caminhoneiros Autônomos, formada durante o Encontro em Votorantim e composta por membros de  modalidades diferentes,  que junto à CNTTL irá aprofundar o debate das revindicações.

Brasília, 16h45min

PLANEJAMENTO CONVIDA ENTIDADES SINDICAIS PARA REUNIÃO COM O MINISTRO NELSON BARBOSA

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria
Servidores mantêm manifestação agendada para amanhã, às 9 horas.

O Ministério do Planejamento, por meio de sua Secretaria de Relações de Trabalho no Serviço Público (SRT/MP), informou, em nota no site do órgão, que encaminhou às entidades representativas dos servidores públicos federais ofício-circular convidando-as para uma reunião com o ministro Nelson Barbosa, no dia 20 de março, sexta-feira, às 10h, no edifício-sede (bloco K da Esplanada dos Ministérios). No encontro, o ministro ouvirá os representantes dos servidores, fará uma apresentação abordando a conjuntura econômica de 2015 e falará sobre as diretrizes que nortearão o processo de negociação deste ano.

As lideranças sindicais, no entanto, não vão suspender o ato programado para amanhã, às 9 horas, em frente ao ministério. “Foi uma sinalização importante, mas o prazo está muito dilatado. Manteremos as manifestações e queremos ser atendidos logo e discutirmos pelo menos as premissas dessa reunião agendada. Por que um encontro tão longe?”, questionou Sérgio Ronaldo da Silva, secretário-geral da da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef).

O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos, que reúne 33 representantes de classe, criou uma agenda de atividades para março, com discussão sobre indicativo de greve, e jornada nacional, em Brasília, em 7, 8 e 9 de abril, para uma força tarefa no Congresso. Foi definido um índice linear de reajuste de 27,3%.

O percentual tem como ponto de partida o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto de 2010 a julho de 2016, em torno de 44%, já descontados os 15,8%, em três parcelas (2013, 2014, 2015), mais ganho real de 2%. E não exclui outras demandas e a correção de distorções que, inclusive, fazem parte de termos de acordo já firmados com o governo.

Brasília, 12h30min

CAMPANHA SALARIAL INICIA

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Ato dá início a campanha 2015

Mais de 1,2 mil pessoas são esperadas amanhã no ato que os servidores públicos farão em frente à sede do Ministério do Planejamento (MPOG) para marcar o lançamento da campanha salarial unificada de 2015 dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. A manifestação tem como objetivo, também, cobrar uma audiência com o ministro Nelson Barbosa, que segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condesef), no discurso de posse afirmou que abriria o diálogo com a categoria, e até agora não recebeu as lideranças.

De acordo com o MPOG, o encontro do ministro com representantes dos servidores já tem data marcada, 20 de março.

Os servidores reivindicam reajuste linear de 27,3%, que considera o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto de 2010 e julho de 2016. A projeção do período feita pelo Dieese é de algo em torno de 44%, já descontados os 15,8% concedidos pelo governo em três parcelas (2013, 2014 e 2015), mais ganho real de 2%.

O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos, que reúne 33 representantes de classe, criou uma agenda de atividades para março, com discussão sobre indicativo de greve, e jornada nacional, em Brasília, em 7, 8 e 9 de abril, para uma força tarefa no Congresso. E não exclui outras demandas e a correção de distorções que, inclusive, fazem parte de termos de acordo já firmados com o governo.

A campanha unificada envolve outros eixos a serem defendidos ao longo do ano como concurso público; aprovação da PEC 555 que extingue cobrança previdenciária dos aposentados; revogação das MPs 664 e 665 e das que retiram direitos dos trabalhadores; transposição dos anistiados para o Regime Jurídico Único; liberdade de organização sindical nos locais de trabalho; política adequada de saúde do servidor e combate ao assédio moral e às opressões; readmissão dos temporários demitidos na greve do IBGE; regulação da jornada de trabalho de 30 horas no serviço público sem redução salarial, entre outros. Os federais protocolaram também uma carta no Congresso apontando projetos, na Câmara e no Senado, que devem ser votados ou rejeitados, caso interessem ou prejudiquem as categorias

Apagão no Judiciário

Os trabalhadores do Judiciário e do Ministério Público (MPU) se anteciparam ao dia de luta e fazem hoje manifestação em frente ao Congresso Nacional. O movimento está sendo chamado por eles de “apagão” contra o tratamento diferenciado entre servidores, magistrados e procuradores. No fim de 2014, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o procurador-geral da República tiveram os salários aumentados de R$ 29,4 mil para R$ 33,7 mil.

“Vamos mostrar que estamos insatisfeitos, usando roupas pretas e guarda-chuvas pretos, em alusão ao luto pela Justiça e a favor da inclusão dos recursos na Lei Orçamentária Anual (LOA)”, declarou Ana Paula Cusinato, diretora do sindicato da categoria (Sindijus-DF). Ontem, os servidores cruzaram os braços durante uma hora.

Brasília, 11h45min

ATO EM DEFESA DA PETROBRAS

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

CUT e FUP lideram ato em defesa da estatal nesta terça-feira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participará do ato “Defender a Petrobras é defender o Brasil”, organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pela Federação Única dos Petroleiros (FUP).

A manifestação, nesta terça-feira, às 18h, na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio de Janeiro, vai reunir sindicalistas, advogados, jornalistas, intelectuais e todos que quiserem apoiar a iniciativa.

Estão confirmadas também as presenças do ator Antônio Pitanga, do cientista político Wanderley Guilherme dos Santos, dos escritores Eric Nepumoceno e Fernando Moraes, dos jornalista Hildegard Angel e Luís Nassif, do cineasta Luiz Carlos Barreto, dos economistas Luiz Gonzaga Belluzzo e Márcio Pochmann, do presidente da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz, de João Pedro Stédile, da Coordenação Nacional do MST, da presidente da UNE, Vic Barros, do presidente da CUT nacional, Vagner Freitas, do Coordenador Geral da FUP, José Maria Rangel, alėm de sindicalistas e lideranças de movimentos sociais de todo o Brasil.

O manifesto do ato é taxativo quanto à urgência e à necessidade de  “investigação, julgamento e punição de corruptos e corruptores, doa a quem doer”. Mas, deixa claro que isso “não pode significar a paralisia da Petrobras e do setor mais dinâmico da economia brasileira”. O documento também defende que “cabe ao governo rechaçar com firmeza as investidas políticas e midiáticas desses setores, para preservar uma empresa e um setor que tanto contribuíram para a atração de investimentos e a geração de empregos nos últimos anos”. Veja a íntegra do texto aqui: http://www.fup.org.br/2012/assinatura-de-manifesto.

Brasília, 18h15min

EWAVE DO BRASIL FECHA CONTRATO COM ADASA

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

O contrato tem duração de 12 meses e valor de R$ 1,2 milhão

A eWave do Brasil acaba de fechar contrato com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). Em publicação no Diário Oficial da União, a multinacional de TI venceu a licitação de serviços técnicos especializados para desenvolvimento e melhorias de sistemas, envolvendo a modelagem do negócio, especificação de requisitos, desenho do sistema, codificação e implantação. O contrato tem duração de 12 meses e valor de R$ 1,2 milhão.   Sobre a eWave do Brasil A eWave do Brasil é uma empresa provedora de soluções de Tecnologia da Informação, especialista em desenvolvimento, implantação e integração de sistemas. Parte da multinacional israelense The eWave Group, atua desde 2006, com escritórios em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), Salvador (BA) e São Paulo (SP). O rol de clientes da eWave já soma mais  de 100 das principais empresas do Brasil, com nomes de peso de diversos segmentos de mercado.

Brasília, 13h20min

DIA MUNDIAL EM DEFESA DO DIREITO DE GREVE – 18 DE FEVEREIRO

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) convoca sindicatos, fderações e confederações a participar do Dia Mundial em Defesa do Direito de Greve, em 18 de fevereiro, convocado pela Confederação Sindical Internacional (CSI). Na mesma data, lideranças sindicais brasileiras serão recebidas em audiência pelo ministro do Trabalho, Manoel Dias, em Brasília.

“O direito de greve é um direito humano que tem sido alvo de reiterados ataques por parte do grande capital e de governos autoritários, avessos ao diálogo. Por isso, em cada um dos 161 países onde está enraizada, a CSI reafirmará a importância desta conquista da classe trabalhadora para o aumento da renda, a manutenção de empregos e a garantia de direitos”, destacou João Felicio, presidente da entidade mundial.

Em um momento de acirramento da crise, alertou o dirigente, “cresce a tendência, particularmente nas chefias das transnacionais e do sistema financeiro, de criminalizar o protesto e se fazer com que o trabalhador pague o pato”.

NÃO AO RETROCESSO

Como o direito de greve está protegido pelo Convênio 87 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), explicou o secretário de Relações Internacionais da CUT, Antonio Lisboa, “desde 2012 tem sido alvo de reiterados ataques por parte de um grupo de empregadores que, para aplicar a lei da selva e deixar os trabalhadores à mercê de todo tipo de abusos e violências, busca sabotar o mínimo regramento existente”.

De acordo com Lisboa, as greves têm sido historicamente instrumentos de pressão para a elevação do poder de compra, passo fundamental para o avanço das sociedades no combate à desigualdade e à injustiça. “Mais do que uma demonstração de força, que ganha corpo como mobilização de dezenas, centenas ou milhares, as paralisações são fruto de organização, de tomada de consciência coletiva sobre problemas comuns, que constroem pautas e alternativas de solução”, acrescentou Felicio.

Brasília, 08h00

MPF QUESTIONA EXCESSO DE NOMEAÇÕES SEM VÍNCULO EMPREGATÍCIO NA EMBRATUR

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Por lei, 50% dis cargos em comissão devem ser dos servidores

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) tem 30 dias para comprovar que pelo menos metade dos cargos em comissão é ocupada por servidores de carreira, conforme prevê a legislação. O prazo foi dado pelo Ministério Público Federal (MPF), que enviou nesta quinta-feira (12) uma recomendação ao presidente da autarquia vinculada ao Ministério do Turismo (MTur). O pedido é consequência de um inquérito civil de 2014 do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Distrito Federal. A entidade sustenta que a Embratur ignora a lei no momento de nomear os ocupantes para cargos de chefia, direção de assessoramento superior, os chamados DAS, preterindo servidores de carreira.

 

Na recomendação, a procuradora da República Ana Carolina Alves Araújo Roman explica que a Administração deve cumprir a Lei 8.460/92 que prevê a destinação de, no mínimo 50% das vagas de DAS nos níveis 1, 2 e 3 para servidores de carreira que estejam lotados e em exercício no respectivo no órgão. Ao ser questionada sobre a suposta irregularidade, a direção da Embratur respondeu que 36 dos 62 cargos que se enquadram na exigência legal eram ocupados por pessoas sem vínculo com a Administração, o que equivale a 58% do total. Ou seja, o desrespeito à lei foi confirmado em números fornecidos pela própria autarquia.

 

No mesmo documento que apresentou os dados oficiais, a Embratur informou que todas as nomeações para os cargos mencionados na investigação são precedidas de autorização do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG) e que o processo respeita as regras internas fixadas em 2005, por um decreto do Ministério. Para a procuradora, no entanto, este fato não tira a responsabilidade dos gestores de cada órgão de monitorar o cumprimento da lei que limita o acesso de pessoas sem vínculos. “ O decreto estipula o percentual para um conjunto de órgãos e entidades integrantes do Poder Executivo, cabendo aos dirigentes de cada um cumprir a regra prevista no artigo 14 da Lei 8.460”, enfatiza em um dos trechos da recomendação.

 

Ainda de acordo com a procuradora, o próprio MPOG informou que, ao ser consultado, apenas verifica se aquela nomeação é possível, considerando o total de cargos já ocupados por pessoas sem vínculo em toda a Administração, direta, indireta, autárquica e fundacional.

“Diante as informações reunidas no decorrer do inquérito, para o MPF, está claro que não há contradição entre as exigências do decreto e da lei.Ao contrário, estas normas se complementam, devendo ambas serem respeitadas para o preenchimento dos cargos em comissão no âmbito do Poder Executivo”, completa o texto.

 

Na recomendação a ser respondida pelo presidente da Embratur, Vicente José de Lima Neto, a procuradora pede que o gestor envie cópias dos documentos que comprovem a adoção das providências tomadas para garantir que a lei seja cumprida. Se isso não for feito, o próximo passo, como explicou Ana Carolina Roman, pode ser o uma ação judicial com o propósito de exigir o respeito aos limites previstos em lei.

Clique aqui para ver a íntegra da da recomendação.

Brasília, 14h39min

FENTAC DISCUTIRÁ PLANO DE TRABALHO PARA OS PRÓXIMOS DOIS ANOS

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Após o término da campanha salarial dos aeronautas e aeroviários, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC), no dia 2 de março, inicia sua primeira Oficina de Construção de Plano de Trabalho. A atividade acontecerá no Hotel Slaviero Congonhas, em São Paulo.

O objetivo do evento é criar um planejamento estratégico para definir as metas para os próximos dois anos de mandato (de março de 2015 a março de 2017). “Essa oficina era para ter acontecido logo no começo da nossa gestão, mas por conta da atribulada campanha salarial dos aeronautas e aeroviários, decidimos realizá-la neste momento com mais calma e foco”, explica Sergio Dias, presidente da Fentac.

Brasília, 17h25min