Crédito: Reprodução/Internet
champions Crédito: Reprodução/Internet

Champions, a série que merece ser assistida mesmo após ter sido cancelada

Publicado em Séries

Criada pela NBC, Champions foi disponibilizada no Brasil pelo serviço de streaming Netflix

Lançada em março pela NBC e disponível no Brasil pela Netflix desde junho, a comédia Champions é daquelas produções que não mereciam o destino que teve: o cancelamento precoce. A série, de apenas 10 episódios, é de criação de Mindy Kaling (Oito mulheres e um segredo e Uma dobra no tempo) e Charlie Grandy, dois nomes ligados à produções televisivas norte-americanas — ela com The Mindy project, que teve seis temporadas, e ele com Guys with kids, com apenas uma temporada.

A história tem sido apontada como um Two and half men às avessas e tem motivo. A produção acompanha a vida do ex-atleta Vince Cook (Anders Holm), que gerencia uma academia ao lado do irmão Matthew (Andy Fravreau). Porém, ele não está feliz e resolve se desfazer o estabelecimento sem contar ao familiar. Em meio a isso, Vince é surpreendido com a presença de Priya Patel (Mindy Kaling), uma ex-namorada da juventude que reaparece pedindo para que ele assuma o filho Michael (J.J. Totah), de 15 anos, que foi aprovado em uma escola artística em Nova York, onde Vince mora.

É a partir dessa não relação entre Vince e Michael, que passam a conviver, que surge o lado mais interessante da trama. Ausente da vida do filho, ele precisa aprender a ser pai e assumir, pela primeira vez, as responsabilidades até então deixadas apenas para Priya. E, no momento atual, isso é extremamente importante de ser levado para a telinha.

Crédito: Jordin Althaus/NBC
Crédito: Jordin Althaus/NBC

Além disso, a dinâmica familiar entre o trio Vince, Michael e Matthew é bem legal e rende cenas engraçadas. Se Vince tem dificuldades em se conectar com o herdeiro, o contrário ocorre com Matthew, que consegue agir como um bom e atencioso tio criando uma conexão natural com o sobrinho.

Entre os personagens secundários, que fazem parte do time da academia Champions, destaque para Dana (Ginger Gonzaga), a contadora que vive falando do namorado e é excluída pelos funcionários, e Ruby (Fortune Feimster), a prima dos Cook. Ao lado de Michael — que rouba a cena da trama –, Ruby está entre as melhores personagens.

Champions é o tipo de série ideal para maratonas. Com um elenco carismático, é fácil seguir para o próximo episódio. Uma pena que tenha sido cancelada sem ter tido a oportunidade de se aprofundar em alguns personagens e também em outros temas.