Direito à besteira

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Chicão gostava de comparar algumas mulheres a livros de matemática: só têm problema, dizia corajosamente e em voz alta – muito alta. Hoje seria crucificado. Chicão nos deixou há alguns anos; frequentador assíduo do bar do Luizão, no Lago Norte, era dono de um finíssimo mau humor, além de ser diletante observador de passarinhos – a prova de que Dr. […]