Folia na capital

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

O presidente Juscelino Kubistchek tinha acabado de completar um ano no Palácio do Catete quando pipocou o primeiro protesto musical contra a transferência da capital para o meio do país. Gravada dia 30 de agosto de 1956 e lançada em novembro pela RCA Victor, a marchinha Nova Capital foi a aposta de Linda Batista para o carnaval. Os autores, Aldaci […]

Licença para pecar

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

O carnaval vive um paradoxo. Já faz alguns anos que a folia nas ruas, o que antigamente se chamava de bloco de sujos, voltou com força, mas além de uma violência incomum para um período festivo e de suposta alegria e descontração, a música não se renova; são as velhas (e boas) marchinhas de sempre que embalam os foliões. Mas […]

Pulando de cara feia

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Era para ser três dias de folia e brincadeira, como se cantava na marchinha, mas parece que o mau humor tomou conta até do carnaval. O que antes misturava lirismo, deboche, crítica e até esculacho, virou panfleto. E panfleto é chato, não combina com carnaval. Protesto combina. Ao mesmo tempo em que o folião pergunta à jardineira porque está tão […]

Dá licença de brincar?

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

O telefone toca e do outro lado da linha está um amigo que tem pinta de roqueiro, usa anel de roqueiro, é irmão de roqueiro e dança rock até com a cachorra. Mas ele queria falar de carnaval, assunto que eu imaginava estar longe das preocupações dele. – Irmão, você consegue alguém que pode nos ajudar? A gente quer licença […]

A música abandonada

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Ninguém me tira da cabeça que Renato Vivacqua desistiu de escrever sobre música brasileira, principalmente sobre marchinhas de carnaval, só para não ter que comentar o que achava de Jenifer, Dalila, Juliana e outras mulheres – temas carnavalescos recentes – que tomaram o lugar das mulatas, loirinhas e outras musas sem nome, mas com graça, de ontem. Vivacqua é um […]

O resultado da folia

Publicado em Deixe um comentárioCrônica

Como esse negócio de carnaval em março é meio estranho, a folia já começou. A data é definida a partir do equinócio da primavera do hemisfério norte, embora moremos do lado de baixo do Equador. O domingo de Páscoa cai no primeiro domingo depois da lua cheia que se segue ao equinócio e é o que, sete semanas antes, define […]

JK no carnaval

Publicado em Deixe um comentárioCrônica, MPB

Em fevereiro de 1964, pouco mais de dois meses antes da eclosão da então chamada Redentora de 31 de março, Brasília torcia pela volta de seu fundador nas eleições marcadas para 1965. Uma das músicas do carnaval brasiliense daquele fevereiro era justamente JK, cantada por Selma Costa, que era mais conhecida como intérprete de rumbas. A marcha era praticamente um […]

Folia brasiliense

Publicado em Deixe um comentárioCrônica, MPB

Dez meses depois da inauguração, Brasília viveu seu primeiro carnaval, já com músicas próprias e um concursos que elegeu as melhores do ano. O samba Me Ajude, Doutor, de autoria do servidor público, Lauro Passos, venceu sua categoria com a interpretação de Fernando Lopes, que na Rádio e TV Nacional cantava apenas boleros. O samba faz referência a um dos […]