Sefaz da cidade de São Paulo é autorizada a abrir concursos com 50 vagas

Foto: Divulgação/Prefeitura São Paulo
Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Um novo concurso público será aberto pela Secretaria Municipal da Fazenda da cidade de São Paulo. De acordo com publicação, divulgada no Diário Oficial local desta quarta-feira (9/5), a pasta foi autorizada a abrir 30 vagas para o cargo de analista de planejamento e desenvolvimento organizacional, da área de ciências contábeis. As chances se juntam às outras 20 oportunidades autorizadas para o mesmo órgão em novembro de 2017. Segundo a assessoria da Sefaz municipal, o salário atual do posto de analista é de R$ 6.106,33.

Mais em São Paulo

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), com sede em São Paulo, abriu concurso com 320 oportunidades de preenchimento imediato, além de formação de cadastro reserva, para técnicos e analistas judiciários. Os salários variam de R$ 6.780,53 a R$ 11.006,83. As inscrições estão abertas até 21 de maio.

 

A  Polícia Civil do Estado de São Paulo abriu mais um concurso público com 500 vagas, sendo 300 para o cargo de agente de telecomunicações e 200 para papiloscopista policial. Ambas as oportunidades são para nível médio e oferecem remuneração de R$ 3.589,86. As inscrições vão até 1º de junho.

 

E a Fundação Pró-sangue Hemocentro de São Paulo está com as inscrições abertas até 14 de maio para o concurso que visa preencher oito vagas em cargos de nível médio e superior. Os salários são de até R$ 5.455,94. As oportunidades são para os cargos de: técnico em enfermagem (5 vagas, sendo 1 para pessoa com deficiência), enfermeiro do trabalho (1), médico hemoterapeuta/hematologista (1) e médico do trabalho (1).

 

Especialista revela qual disciplina será carro-chefe na seleção da Sefaz/DF

Caroline Gomes estava estudando para postos na área de segurança, mas pretende se inscrever nesta seleção (foto: arquivo pessoal)
Publicado em 1 ComentárioDistrito Federal

Andressa Paulino* – A Secretaria de Fazenda do Distrito Federal (Sefaz-DF) vai abrir 120 vagas. A realização do concurso foi autorizada pela Secretaria de Planejamento em edital publicado no Diário Oficial do DF de 30 de outubro. Caberá à Sefaz contratar a banca organizadora do certame. As oportunidades são de nível superior, para auditor tributário — 40 para contratação imediata e 80 para formação de cadastro reserva. O salário é de R$ 14.970.

A seleção é bastante atrativa e a procura deve ser grande. Mesmo com o foco na área de segurança pública, Caroline Gomes, 27 anos, já pensa em se candidatar. A remuneração enche os olhos de muita gente. “Só estou esperando sair mais informações sobre a prova para me inscrever. Não é meu foco, mas acho que a função se encaixa muito bem na minha área de formação, que é direito”, contou.

Leia também: Autorizado novo concurso público com 120 vagas para a Sefaz/DF 

Especialistas recomendam que os interessados comecem a estudar o quanto antes, mesmo antes de o edital da prova estar publicado. “É importante já estar focado e ir se preparando com matérias comuns, como português, informática e direito”, explicou o especialista em concursos Deodato Neto, professor de informática do IMP.

Caroline afirma que não é só o salário que chama a atenção no concurso. “A estabilidade financeira é um fator que me atrai bastante nas carreiras públicas”, comentou. Para ela, que é formada em direito e estuda para as provas há dois anos, a formação superior pode ser um diferencial na hora da prova. “Ter feito direito vai me ajudar bastante no concurso. Acredito que terei mais facilidade do que muitas pessoas”, avalia.

Prova
Os interessados, segundo especialistas, podem se preparar para uma prova com muitas questões de conhecimentos específicos. “O carro-chefe do exame é legislação tributária. As bancas examinadoras costumam cobrar bastante para que a pessoa já entre entendendo das atribuições de um fiscal”, observa Vilson Cortez, especialista em concurso na área fiscal do Gran Cursos Online. “Vale começar a estudar direito tributário e distribuição de tributos, tanto estaduais quanto municipais”, aconselhou.

Professor de português do IMP, Claiton Natal reitera a importância de ter disciplina nos estudos. “Não adianta ficar dependente só de cursinho preparatório, é necessário que o concurseiro tenha foco e saiba montar um cronograma de estudos”, destacou.

* Estagiária sob supervisão de Rozane Oliveira