Doria autoriza concurso com 5.400 vagas para soldados da PMSP

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar, Concursos

Quem busca ingresso na carreira militar já pode começar os estudos para o novo concurso da Polícia Civil de São Paulo (PMSP). O governador João Doria autorizou, no Diário Oficial do estado da última sexta-feira (29/3), dois novos concursos públicos para ingresso na corporação em 2020. Serão abertas nada menos que 5.400 oportunidades para soldado de segunda classe, sendo que metade será provida em maio do ano que vem e a outra em novembro.

 

Último concurso

O edital para o cargo foi lançado pela PMSP em junho do ano passado, com 2.700 vagas, tanto para homens quanto para mulheres. Segundo o regulamento, a remuneração básica inicial foi de R$ 3.143,70. A Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Fundação Vunesp) foi a banca organizadora responsável pela seleção.

Puderam concorrer candidatos com nível médio de formação escolar completo e idade mínima de 17 e máxima de 30 anos. A altura mínima deve ser de 1,55m para mulheres e 1,60m para homens.

As inscrições custaram R$ 50. Houve provas objetivas, dissertativas, exames de aptidão física e de saúde, exame psicológico, avaliação da conduta social, da reputação e da idoneidade, análise de documentos e curso de formação.

As provas objetivas tiveram 60 questões que abordaram as disciplinas de língua portuguesa, interpretação de texto, matemática, conhecimentos gerais, noções básicas de informática e noções de administração pública.

 

Outras concursos estão por vir

No mês passado, a Polícia Militar de São Paulo escolheu a banca organizadora de um outro concurso público, desta vez para aluno-oficial do Curso de Formação de Oficiais (CFO). A Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Fundação Vunesp) já foi contratada, por meio de dispensa de licitação, para preparar e organizar o certame.

Com a finalidade de contratar 190 novos profissionais, o concurso da PM também será para atuação em 2020. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 3.095,88, equivalente a vencimento básico (R$ 1.202,12), regime especial de trabalho policial (RETP) no valor de mais R$ 1.202,12 e insalubridade de R$ 691,64.

O cargo de oficial da Polícia Militar de São Paulo é de nível médio, para candidatos com idade entre 17 e 30 anos e altura mínima de 1,55m para mulheres e 1,60 para homens.

Para ingressar na carreira, os interessados são submetidos a seis fases de avaliações durante o concurso, sendo elas: exame de conhecimento (prova objetiva e discursiva), exame de aptidão física, exame de saúde, exame psicológico, avaliação de conduta social e análise de documentos.

O governador do estado de São Paulo, João Doria, ainda anunciou que um outro concurso da PMSP será lançado em breve, para até 300 vagas. Além disso, serão criados 17 novos batalhões especiais. A informação foi revelada durante uma coletiva com a imprensa local. Doria, após ser eleito, anunciou que uma das grandes prioridades em seu governo seria a realização de concursos para a área de segurança.

Com salário de R$ 6,4 mil, PMSP escolhe banca para o próximo concurso

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Do CorreioWeb – A Polícia Militar de São Paulo (PMSP) definiu a banca organizadora de seu novo concurso público para oficiais. Foi divulgado no Diário Oficial do estado, no último sábado (14/7), que a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Vunesp) será responsável pelo planejamento, organização, execução e classificação dos novos profissionais.

O concurso foi autorizado no mês passado. De acordo com a autorização, também publicada no Diário Oficial do estado, serão abertas 270 vagas para o curso de formação de oficiais (CFO) e os aprovados devem ser convocados para exercício em 2019.

O CFO é realizado na Academia de Polícia Militar do Barro Branco e, durante esse período, os alunos-oficiais recebem remuneração de inicial de R$ 2.946,54. Após a conclusão do curso e término do estágio probatório, o aprovado é promovido ao posto de 2º tenente e passa a ter remuneração de R$ 6.417,06, conforme tabela de vencimentos anexa à Lei Complementar nº 1.249, de 3 de julho de 2014.

Outros benefícios do cargo são: regime próprio de previdência e assistências médica, odontológica e psicológica.

A carga horária é de 40 horas semanais para aqueles que atuarem em atividades administrativas e de 12 horas de serviço por 36 horas de folga para os que atuarem em atividades operacionais.

São requisitos básicos para concorrer, conforme dispõe a Lei Complementar nº 1.291, de 22 de julho de 2016: ser brasileiro; ter idade mínima de 17 anos e máxima de 30 anos, exceto para quem já é policial militar; ter altura mínima de 1,55m, se mulher, e de 1,60m, se homem; é permitido o uso de tatuagem, desde que sua simbologia não seja conflitante com os valores policiais-militares e não faça alusão a condutas ilícitas, a tatuagem ainda não pode estar visível na hipótese de uso de uniforme operacional “de verão”, composto por camisa de manga curta e bermuda; estar quite com as obrigações militares e eleitorais; possuir boa saúde, higidez física, mental e perfil psicológico compatível com o cargo; e ter concluído o Ensino Médio ou equivalente.

 

Último concurso

Também realizado pela Vunesp, em 2017, a corporação abriu 221 vagas para o cargo de oficial. O concurso avaliou os candidatos por meio de prova objetiva, dissertativa, exames de aptidão física, exames de saúde, psicológicos, avaliação da conduta social, da reputação e da idoneidade, e análise de documentos.

Em 19 de novembro de 2017 foram aplicadas as provas objetivas (80 questões de múltipla escolha) e a redação. Confira mais detalhes sobre o edital aqui.