IBGE deixa claro que tem pressa em contratar

Nova autorização oferece mais de 26 mil oportunidades
Publicado em Deixe um comentárioGoverno federal, temporário

Vera Batista – Apesar da autorização do novo concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) não estabelecer a data limite para publicação do edital de abertura, que vai oferecer nada menos que 26.440 vagas, o órgão tem pressa em contratar. Isso porque, segunda a norma, o Censo agropecuário precisa ser feito a cada cinco anos, e o levantamento não é feito desde 2007 – o cancelamento da seleção no ano passado, com previsão de 82,2 mil vagas e que recebeu mais de 124 mil inscrições, contribuiu ainda mais para esse atraso.

Mas, de acordo com a assessoria de imprensa do IBGE, o certame deverá ocorrer o mais breve possível. Para evitar novo adiamento, em outubro passado, a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado aprovou R$ 1,825 bilhão em emendas ao Orçamento 2017,  prevendo o custo total da pesquisa e, até o início de abril, estarão definidos a banca examinadora, o número de vagas por estado e os salários para cada um dos cargos.

 

Com base no edital anterior, divulgado pela Fundação Cesgranrio em 2016, os salários estavam entre R$ 1,6 mil e R$ 7,1 mil, para cargos de níveis médio e superior. O valor das inscrições variava de R$ 35 a R$ 120. O prazo de duração dos contratos deve ser mantido em um ano, com prorrogação de até três anos. Os selecionados terão direito a 13º salário, férias e auxílio-alimentação de R$ 458.

Veja aqui a distribuição das vagas do número de vagas para cada cargo aberto.

O Censo Agropecuário tem como objetivo levantar informações sobre estabelecimentos agropecuários, florestais e aquícolas do país e coletar dados econômicos, sociais e ambientais da atividade. De acordo com o IBGE, a coleta será digital, de forma a evitar erros humanos.

Controvérsias
O Sindicato Nacional dos funcionários do IBGE (Assibge) vem chamando a atenção da sociedade para a crise de gestão no instituto desde 2015, quando o governo retirou cerca de R$ 500 milhões das pesquisas, o que representou um corte de cerca de 70% dos recursos inicialmente previstos. Neste momento, segundo Cleiton Batista, diretor da Assibge, os servidores estão mais animados porque o Censo Agropecuário vai finalmente acontecer, mas também muito preocupados com a qualidade do resultado que virá a ser divulgado futuramente.

“Internamente, está sendo chamado de censo cadastro. Pela falta de recursos, o formulário que será usado não é o adequado. Foi reduzido e, por isso, não vai permitir identificar com clareza a origem dos alimentos”, alertou Batista. Com isso, disse, será difícil saber se a produção é majoritariamente de agricultores familiares ou de grandes propriedades. “Parece um detalhe, mas não é, porque mais de 50% de tudo que chega à mesa da população vem da agricultura familiar. Sem dados seguros, ficará difícil desenvolver políticas públicas”, explicou.

IBGE altera divulgação de resultados para quase meio milhão de candidatos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Governo federal

A aflição dos 476.437 candidatos ao cargo de técnico em informações geográficas e estatísticas parece só aumentar. Isso porque a Fundação Getúlio Vargas (FGV) decidiu prorrogar a divulgação do resultado final do concurso aberto pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Assim, será preciso esperar até 30 de maio para saber se você foi ou não classificado para as 460 oportunidades abertas.

 

O resultado definitivo da prova objetiva, assim como o gabarito final, também foram adiado e deverão ser divulgados no dia 13 de maio, no site da organizadora. Os exames foram aplicados no dia 17 de maio.
Saiba mais em: IBGE escolhe examinadora das próximas seleções com mais 7 mil vagas 

Fique ligado: 20 mil vagas abertas, autorizações e polêmica sobre o cadastro reserva

Publicado em Deixe um comentárioautorização, cadastro reserva, Concursos Públicos, Distrito Federal, Governo federal

20 mil vagas e salários de até R$ 27 mil
Mais de 160 concursos públicos estão com as inscrições abertas pelo país nesta semana. São cerca de 20 mil oportunidades ao todo, com salários que chegam a R$ 27 mil (remuneração paga a juízes substitutos no Tribunal do Trabalho do Rio Grande do Sul). As oportunidades estaduais são boas opções para concorrer.

Cadastro reserva é inconstitucional
O cadastro reserva – banco de candidatos aprovados, mas não classificados em um concurso público -, foi considerado inconstitucional pelo juiz do trabalho Paulo Henrique Blair de Oliveira, da 17ª Vara de Brasília. De acordo com Max Kolbe, advogado da ação, trata-se da primeira decisão a nível nacional sobre a inconstitucionalidade do cadastro de reserva.

Ibama abre mais de 40 vagas para Brasília
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) abriu dois novos processos seletivos simplificados para contratação de 30 brigadistas de combate, seis chefes de esquadrão, dois chefes de brigada e três gerentes do fogo para a atuação em prevenção e combate aos incêndios florestais em Brasília. Os salários vão até R$ 3.520 e as inscrições são gratuitas.

IBGE escolhe examinadora para mais de 7 mil vagas  
A seleção simplificada com 7.825 vagas, autorizadas em janeiro para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), está confirmada. A banca examinadora já foi escolhida: a Fundação Cesgranrio vai ser a responsável pela aplicação das provas. Serão dois processos seletivos.

Fiocruz vai abrir 150 vagas
E a semana fechou com uma ótima notíci: a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu autorização, do Ministério do Planejamento, para abrir 150 vagas em cargos do plano de carreiras e cargos de Ciência e Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública. A seleção é para substituição de terceirizados irregulares. Serão extintos 170 postos.  O edital da nova seleção poderá ser publicado até outubro deste ano.

IBGE: redução no Orçamento suspende seleção e outras 80 mil vagas autorizadas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos Públicos, Governo federal

Lorena Pacheco – Mais de 81 mil vagas que haviam sido autorizadas pelo Ministério do Planejamento para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estão suspensas. De acordo com o órgão, o motivo foi a inviabilidade de realização do Censo Agropecuário 2017, já que o orçamento, constante no Projeto de Lei Orçamentária, baixou de R$ 330.800.000 para R$ 266.856.444 na Lei Orçamentária (LOA) aprovada pelo Congresso Nacional em 14 de janeiro. Desde então, a direção vinha tentando obter, junto ao Planejamento, os recursos necessários às atividades de preparação da operação censitária e à aquisição de equipamentos, porém sem êxito, o que adiou o Censo. Uma nova data a realização da pesquisa está agora condicionada à liberação dos recursos necessários em tempo hábil à organização da operação.

 

A má notícia pegou de surpresa principalmente os concurseiros já inscritos no processo seletivo simplificado com 1.409 vagas e já em andamento pela Fundação Cesgranrio (as provas seriam aplicadas em maio). Quem havia se inscrito terá o reembolso das taxas de participação. Mais informações serão fornecidas pela banca examinadora.

 

Em nota, a direção do IBGE afirmou que “as demais atividades previstas para 2016 no plano de trabalho do IBGE estão, até o momento, preservadas”. Isso inclui o concurso com 600 vagas para técnicos e analistas (as provas foram aplicadas neste último fim de semana) e a seleção com 7.825 oportunidades temporárias autorizadas para atuar em pesquisas econômicas e sociodemográficas, que deve sair até junho – desse total, 7,5 mil serão para o cargo de agente de pesquisa e mapeamento, 300 para agente de pesquisa por telefone e 25 para supervisor de entrevista por telefone.

Semana quente: Fique por dentro de tudo que rolou em Concursos

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos

IBGE: tudo que você precisa saber para a prova de domingo
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai aplicar provas em todo o país neste domingo (17/4). Estão em jogo 460 vagas no cargo de técnico em informações geográficas e estatísticas, que exige nível médio. A remuneração inicial é de R$ 3.098,85, mas com possibilidade de chegar a R$ 4.858,61, com titulações. O concurso é um dos mais aguardados do ano e mais concorrido também.

22 mil vagas com inscrições abertas
Concurseiros de todo Brasil tem à disposição 154 concursos públicos que, juntos, acumulam mais de 22 mil oportunidades com inscrições abertas. Há vagas para todos os níveis de escolaridade, com salários de até R$ 27 mil.

Não consegue estudar sozinho? Novo método promete ajudar
O coach de concursos Alexandre Bento aprimorou sua forma de estudar após ter um desempenho ruim no primeiro concurso que fez. Hoje ele acumula 15 aprovações e atua como analista da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), além de se dedicar a passar seu método de preparação para concurseiros.

Câmaras oferecem salários de até R$ 11 mil
As câmaras municipais dos estados de Pernambuco, Piauí, São Paulo, Paraíba, Rio de Janeiro, Tocantins e Mato Grosso do Sul estão com inscrições abertas em 14 concursos públicos. Juntas as seleções oferecem 201 vagas para os níveis fundamental, médio e superior. As remunerações variam entre R$ 880 e R$ 11.488,57.

Concursos com mais de 500 vagas e salários até R$ 9 mil
Instituto de educação, polícias e prefeituras reúnem mais de 9 mil vagas com prazo de inscrições aberto. Os concursos são de cinco estados distintos das regiões norte e nordeste do país. O maior número de oportunidades vem do Maranhão, com mais de 4 mil chances para professores. Já quem detém o maior salário é a Prefeitura de Parintins, que paga R$ 9,2 mil a médicos.

Marinha abre 32 vagas de nível superior
O Corpo Auxiliar da Marinha abriu novo concurso público com 32 oportunidades para compor seu quadro técnico. Podem concorrer candidatos com nível superior em biblioteconomia, comunicação social, direito, estatística, geologia, informática, meteorologia, oceonografia, pedagogia, serviço social e segurança do tráfego aquaviário (para formados em engenharia naval e ciências náuticas). Cinco chances são reservadas a negros.

Serviços de Água e Esgoto abrem 161 vagas
Apostar nos concursos públicos abertos pelos Serviços de Água e Esgoto pode ser uma boa opção para os concurseiros de plantão. As empresas localizadas no Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia estão com 161 vagas abertas, além de cadastro reserva. O maior salário é oferecido pela cidade de Novo Hamburgo, que paga até R$ 5.062,05.

Bombeiros do DF, IBGE e bons salários: o que bombou na semana de Concursos

Foto: Minervino Junior/CB/D.A. Press
Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Distrito Federal, Governo federal, segurança

Corpo de Bombeiros Militar do DF vai abrir concurso
Mais um concurso militar está confirmado para o Distrito Federal. Além da Polícia Militar, que vai abrir seleção com mais de 50 vagas, agora o Corpo de Bombeiros lançará edital. De acordo com o extrato de contrato, divulgado no Diário Oficial local, a nova seleção já tem banca organizadora escolhida. Serão vagas para oficiais e praças. Saiba quantas vagas podem sair em breve e entenda como foi a última seleção.

Bombeiros do DF contam suas estratégias de estudo para aprovação
Com o anúncio de que o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal vai abrir concurso público em breve, não há tempo a perder. Afinal, a expectativa é que mais de 700 oportunidades para oficiais e praças sejam abertas. E nada melhor do que aprender com quem já conseguiu ser aprovado na última seleção, em 2011, e hoje trabalha para a corporação. Conheça as histórias dos aprovados e saiba como se prepararam para a prova objetiva e para o teste físico.

IBGE: mais de 88 mil vagas serão abertas até junho
Se 2016 ainda está fraco para o lançamento de concursos grandes, o primeiro semestre do ano ainda guarda as melhores vagas. Nada menos do que 88.416 oportunidades serão abertas em concursos a serem oferecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até junho. Os editais já foram autorizados pelo Ministério do Planejamento e, segundo informações da assessoria do órgão, o que está faltando é apenas a conclusão do processo de escolha da banca organizadora. Não perca as oportunidades e confira a distribuição de vagas e cargos na matéria. Há ainda, dicas de especialista para passar nos exames do concurso de 600 vagas.

Cartórios do DF arrecadam mais de R$ 218 milhões anuais
Quem procura carreiras com ótimos rendimentos deve ficar atento aos concursos públicos para tabelião. No Brasil, há 13.550 cartórios, sendo que 4.692 ainda estão ‘vagos’, ou seja, são ocupados por profissionais interinos que não realizaram concurso público, o que contraria a Constituição de 1988. No Distrito Federal, existem 37 cartórios extrajudiciais, que juntos faturaram aproximadamente R$ 218.524.291 milhões no ano passado, segundo levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Saiba mais sobre os faturamentos nacionais e sobre como esse setor pode gerar oportunidades vantajosas.

16 concursos com inscrições abertas pagam mais de R$ 10 mil
Órgãos de 10 estados brasileiros abriram concursos públicos com salários que variam de R$ 10.047,03 a R$ 27.500,17. No total, 1.245 vagas são oferecidas para os níveis fundamental, médio e superior em tribunais de justiça, prefeituras, câmara municipal e defensoria pública. Há oportunidades para diversos cargos, dentre eles os de juiz, defensor e médico. Confira as melhores opções e fique atento ao prazo para se inscrever.

IBGE: preparação se intensificou devido a ideia de crise, diz especialista

Foto: André Violatti/Esp.CB/D.A Press
Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos

Do CorreioWeb – O concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que oferece 600 vagas, é uma das seleções nacionais que mais despertam interesse para este ano. Apesar da euforia dos concurseiros, as provas serão aplicadas daqui a cerca de dois meses, tempo hábil para aprimorar a preparação – a prova para nível superior será aplicada em 10 de abril e para nível médio, no dia 17 do mesmo mês.

 

De acordo com o professor de informática do IMP Concursos Deodato Neto, a preparação dos alunos se intensificou este ano devido à ideia de crise econômica. O especialista recomenda que o estudo seja mais concentrado nos exercícios, com 80% de aplicação prática do que o candidato tenha aprendido com a teoria. “Agora é hora de se testar, colocar em prática o que está sendo estudado e procurar na internet simulados referentes aos temas para colocar o conhecimento em prática.”

 

Já Juan Ferreira, coordenador geral do GranCursos, a melhor forma de estruturar a aprendizagem é elaborar um plano de estudos com delimitação de tempo para cada conteúdo. “É recomendável dividir o estudo diário em duas disciplinas. Assim fica mais fácil assimilar o conteúdo”, aconselha.

 

Apesar de ser cobrado em todo concurso público, o coordenador defende que o candidato deve dar destaque especial ao conteúdo de língua portuguesa. “A prova de português deve apresentar textos longos em que a capacidade de interpretação será muito exigida. Serão 20 questões. O candidato com uma boa base na disciplina larga na frente”, adverte.

 

Para o especialista, o estudante deve ficar atento ao seu perfil de rendimento nos estudos e perceber em qual período do dia consegue melhor desempenho para dar maior atenção às disciplinas mais complexas.

 

Ferreira indica ainda como macete a elaboração de mapas mentais com enfoque nos pontos chaves dos conteúdos.  Ele lembra também que o estudante deve se distanciar do que compromete sua concentração. “Em tempos de redes sociais é muito difícil se desconectar, mas se não houver esforço os resultados não virão.”

 

Outra orientação do coordenador é que os candidatos priorizem a boa alimentação e a qualidade no período de sono, com pelo menos seis horas de descanso.

 

“Meu maior concorrente sou eu mesma”

A empresária Míriam Alves decidiu concorrer ao cargo de técnico em informações geográficas e conta que escolheu o concurso por ter pouco conteúdo, o que torna mais fácil o processo de aprendizagem em um tempo mais curto. Sobre a concorrência, ela diz prefere se concentrar na sua própria evolução, por pensar que grande parte não tem uma preparação efetiva. “Muitos dos meus amigos concurseiros despendem um tempo considerável especulando sobre qual será o número efetivo da concorrência. Eu sou do pensamento de que ‘meu maior concorrente sou eu mesma’”.

 

Míriam enfrenta outros deveres, como ser mãe e dona de casa, e admite que nessa condição, estudar não é tarefa simples. “Diariamente travo uma árdua batalha contra meus argumentos mais justos e convincentes que me dizem que não tenho tempo para estudar”, explica após afirmar que, por não ter outra disponibilidade, sacrifica horas de sono em prol dos estudos.

A empresária dá prioridade às matérias de português e de geografia e acredita que a melhor forma de se manter calma é saber que tem conhecimento sólido sobre as disciplinas exigidas. Para ela, é importante estudar o conteúdo programático e também estar atenta ao modelo de avaliação da banca, a Fundação Getúlio Vargas (FGV). “Estou confiante, pois nesses últimos meses ‘estudar’ tem sido meu sobrenome.”

 

O concurso

As inscrições já foram encerradas. Serão disputadas 460 vagas para o cargo de técnico em informações geográficas e estatísticas e 140 para analistas e tecnologistas. As últimas exigem ensino superior. O salário oferecido pode chegar a R$ 4.858,61 para candidatos de ensino médio e a R$ 9.396,88 para candidatos de ensino superior. Resultados estão previstos para 30 de maio e 13 de junho. Leia mais aqui.