Governador João Azevêdo anuncia novo edital de concurso com 1.000 vagas

Publicado em Deixe um comentárioeducação

Foi anunciado pelo governador da Paraíba, João Azevêdo, a abertura de um novo concurso público para o magistério estadual. O aviso foi feito durante o programa “Fala governador”, em que ele afirmou que serão ofertadas 1.000 vagas para a área da Educação. A previsão é que o edital seja lançado já em abril deste ano!

Os candidatos poderão optar entre as áreas de artes (72), biologia (150), educação física (68), filosofia (6), física (47), geografia (72), história (78), língua espanhola (18), língua inglesa (61), língua portuguesa (195), matemática (199), química (28) e sociologia (6).
De acordo com o governador, já foi concluído o edital do certame e o processo está agora na fase final para contratação da empresa organizadora que será responsável pela realização do concurso.
“Nós estaremos lançando o edital no começo de abril e, a partir daí, desejo boa sorte a todos os concorrentes. Essa é uma busca constante por qualificação para que a gente possa ter uma educação cada vez mais qualificada, com profissionais selecionados e que entrarão para o Estado pela porta da frente, por meio do concurso público”, confimou João Azevêdo.

Último concurso

Em 2017 ocorreu o último concurso da Secretaria de Educação do estado da Paraíba que também ofertou 1.000 vagas. Os aprovados exerceram jornadas de trabalho de 30 horas semanais para receber remuneração de R$ 1.896,51. Os candidatos deviam possuir licenciatura e Registro no Conselho de Classe específico da área escolhida.
seleção foi realizada pelo Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade), que aplicou por prova objetiva e de títulos. A prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório contou com 100 questões das disciplinas de língua portuguesa, legislação básica em educação, conhecimentos pedagógicos e específicos.
As oportunidades foram para as áreas de língua portuguesa, química, artes, física, filosofia, biologia, educação física, língua inglesa, geografia, língua espanhola, história, sociologia e matemática. O concurso teve validade de seis meses.

Governador de São Paulo autoriza 15.000 vagas para a Secretaria de Educação

Publicado em Deixe um comentárioeducação

Em um novo despacho, publicado no Diário Oficial do estado nesta terça-feira (21/8), o governador de São Paulo, Márcio França, autorizou a realização de um novo concurso público no estado. Serão abertas nada menos que 15.000 mil vagas para professores da Educação Básica II. Segundo o despacho, as vagas são exclusivamente para efeito de reposição de docentes contratados em caráter excepcional e temporário, observadas as vedações previstas na Lei Eleitoral e na Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo informações da pasta, a remuneração inicial do cargo é de R$ 2.585.

 

Reprodução/DOU/SP
Reprodução/DOU/SP

Mais concursos em São Paulo

Um novo concurso público foi lançado pela Polícia Militar de São Paulo (PMSP) neste mês. O edital de abertura oferece 2.700 vagas para soldados de segunda classe, tanto para homens quanto para mulheres. Segundo o regulamento, a remuneração básica inicial é de R$ 3.143,70. A Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Fundação Vunesp) é a banca organizadora responsável pela seleção.

Os candidatos devem ter idade mínima de 17 anos e máxima de 30 anos, altura mínima de 1,60 para homens e 1,55 para mulheres, estar quites com as obrigações militares e eleitorais, além de outros requisitos descritos no edital. O aluno-oficial PM tem remuneração inicial de R$ 3.095,88. As inscrições serão aceitas de 27 de agosto a 24 de setembro. Saiba mais aqui!

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) também está com edital aberto. São disponibilizadas 60 vagas para analistas jurídicos, além de formação de cadastro reserva. Podem concorrer candidatos com nível superior em direito. A remuneração é de R$ 7.697,23. As inscrições vão até 22 de agosto e custam R$ 120. Saiba mais aqui!

Seduc/CE define banca para concurso com 2.500 vagas

Publicado em Deixe um comentárioeducação

Do CorreioWeb – A Secretaria de Educação do Ceará (Seduc/CE) vai publicar em breve um novo concurso público para professores. Nesta terça-feira (17/7), foi publicado no Diário Oficial do estado que a Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece) terá a responsabilidade de realizar as provas com o objetivo de selecionar 2.500 novos profissionais. De acordo com o governador do Ceará, Camilo Santana, a previsão é que o edital seja publicado na próxima sexta-feira (20/7).

As oportunidades serão para o cargo de professor, nível A, do grupo ocupacional do magistério-mag do quadro I, da Seduc/CE. Para concorrer é necessário ter graduação, de acordo com as áreas que serão definidas no edital de abertura. Vale ressaltar que as especialidades comuns na seleção de professores são: arte-educação, biologia, educação física, filosofia, física, geografia, história, língua espanhola, língua inglesa língua portuguesa, matemática, química e sociologia.

Histórico

Em 2009 e 2013 aconteceram os últimos concursos promovidos pela Seduc/CE. Esses concursos foram executados pelo Cespe/Cebraspe e abriram, respectivamente, 1.000 e 3.000 vagas para professores, classe pleno I. Na época, o salário era de R$ 1.222,46 para carga horária de 20 horas semanais.

A seleção de 2013 foi para nível superior nas áreas citadas acima. A seleção dos candidatos foi por meio de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, prova prática (aula), de caráter eliminatório e classificatório, e avaliação de títulos, de caráter classificatório. Veja todos os detalhes do concurso aqui.

Leia também: Secretaria de Educação do DF dá primeiro passo para abrir nova seleção pública

Secult/CE

A Secretaria da Cultura do Ceará (Secult/CE) abriu 103 vagas para profissionais de nível superior para diversos cargos, com salários iniciais de R$ 1.343,89, mas que podem chegar a R$ 5.531,76 ao fim da carreira. O concurso prevê a realização de provas objetivas e de títulos. As inscrições iniciam-se em 24 de julho e vão até 4 de setembro. Leia mais sobre o concurso aqui!

Secretaria de Educação de São Paulo vai abrir 1.495 vagas em junho

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Um novo concurso público vai ser lançado pela Secretaria de Educação de São Paulo (SEE/SP). Após receber, nesta terça-feira (22/5), autorização do governador do estado para abrir 167 vagas para o cargo de oficial administrativo (saiba mais abaixo), a pasta vai oferecer 1.495 oportunidades para agente de organização escolar. O cargo exige nível médio de formação e oferece salário R$ 1.142,64.

 

De acordo com a assessoria da SEE/SP, o edital será lançado no início de junho, mês que as inscrições devem ser abertas. As provas devem ficar para o segundo semestre do ano.

 

E a banca organizadora do concurso já foi escolhida. Caberá a CKM Serviços a responsabilidade pela seleção dos aprovados.

 

167 vagas

Em um novo despacho, divulgado nesta terça-feira (22/5), o governador de São Paulo autorizou a realização de um novo concurso público. A Secretaria de Educação estadual (SEE/SP) está autorizada a abrir 167 vagas para o cargo de oficial administrativo. A abertura da nova seleção será possível devido a vacâncias decorrentes de exonerações, demissões, falecimentos e aposentadorias que ocorreram a partir de junho de 2017, “observadas as disponibilidades orçamentárias e obedecidos os demais preceitos legais”.

 

O salário inicial do cargo é de R$ 1.339,29, podendo chegar a R$ 1.535,94. Para concorrer é necessário ter nível médio de formação.

 

Fique por dentro de mais vagas para São Paulo aqui!

MEC anuncia contratação de 5 mil novos aprovados em concursos

Publicado em Deixe um comentárioGoverno federal

Ao longo deste ano, 5 mil candidatos aprovados em concursos públicos promovidos pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) serão contratados. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, nesta terça-feira (6/2), durante o 1º Encontro de Gestão da Alta Administração da Rede EBSERH. Os novos funcionários vão atuar em hospitais universitários federais.

O número é maior que o volume de contratações feitas pela empresa no ano passado, quando foram contratados 3 mil concursados. Segundo a EBSERH, os novos servidores fizeram com que houvesse aumento de 8% no número de atendimentos à população, o que equivale a mais de 16,2 milhões de exames, 6,8 milhões de consultas, 390 mil cirurgias e 299 mil internações.

“Essa nova leva de contratação consolida a renovação e a ampliação dos recursos humanos que estão disponíveis nos hospitais da Rede EBSERH. Com isso, garantimos o atendimento de saúde à população de baixa renda e comprometemos, cada vez mais, esses hospitais com a boa formação médica e de profissionais na área da saúde”, afirmou o ministro.

A EBSERH é uma estatal vinculada ao Ministério da Educação e tem como objetivo, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. A empresa foi criada em dezembro de 2011 e também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla atua em todas as unidades do país, incluindo as não filiadas à empresa.

Vagas na área da Saúde
O Instituto Nacional de Ciências da Saúde, em São José dos Campos, São Paulo, abriu novo concurso público para formação de cadastro reserva. De acordo com o edital do certame, os cargos de nível médio são: auxiliar administrativo, recepcionista, técnico de enfermagem e técnico de radiologia. Já para nível superior os postos são: assistente social, enfermeiro, médico clínico geral e médico pediatra.

Os salários variam de R$ 1.316,02 a R$ 5.200 para jornadas de trabalho que variam de 24 horas a 44 horas semanais de trabalho. Saiba mais em: Instituto Nacional de Ciências da Saúde abre concurso com salários até R$ 5,2 mil

Seplag de Minas Gerais autoriza concurso com 16.700 vagas para Educação

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Secretaria de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag/MG) autorizou a abertura de um novo concurso público para a Secretaria de Educação. Serão abertas 16.700 oportunidades para a Educação Básica, sendo 16 mil para professores e 700 para especialistas. O objetivo é distribuir os novos profissionais entre as 47 superintendências regionais espalhadas por todo o estado.

“Quando assumimos a gestão, em 2015, tínhamos um quadro de pessoal no qual menos de 1/3 era de servidores efetivos. Com grande esforço, chegamos agora em 2017 à marca de mais de 50 mil servidores nomeados. Em algumas carreiras, como a de professor, o índice de efetivos chega a 42%; mas em outras já ultrapassamos os 70% de efetivos. São dados que devem ser comemorados, porque não há dúvida que vão impactar positivamente no desenvolvimento de nossos estudantes”, afirmou a secretária de Educação de Minas Gerais, Macaé Evaristo.

Mais vagas em Minas
Quem gostaria de ingressar na carreira militar, a Polícia Militar de Minas Gerias lançou novo concurso para oficial. São 120 vagas, sendo 12 para mulheres. Podem concorrer candidatos com formação em direito, com idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,60m. Quem conseguir classificação, após passar por oito etapas (provas objetiva e dissertativa, avaliações psicológicas, teste de capacidade física, exame de saúde, exame toxicológico, prova oral e de títulos), vai receber r remuneração básica inicial para o posto de cadete do 1º ano do CFO/2018, que é de R$ 5.769,43. Participe aqui. 

Tribunal de Contas de Minas
Também está aberto o período de inscrições para o concurso do Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCE/MG). São duas vagas para o cargo de auditor, com salário inicial de R$ 28.947,55. As inscrições já estão abertas e poderão ser feitas até 21 de dezembro. Veja mais detalhes aqui.

Com salários de até R$ 6,2 mil, Espírito Santo anuncia 1.025 vagas para Educação

Publicado em 2 ComentáriosConcursos

Do CorreioWeb – O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB/ES), anunciou que irá realizar um novo concurso para o magistério estadual com mais de mil vagas para professor e pedagogo. Segundo Hartung, o estado tem avançado em políticas públicas inovadoras na área da educação. “Estamos abrindo este concurso com mais de mil vagas para professores e, com isto, vamos trocar profissionais de designação temporária por efetivos. Esta medida dá mais estabilidade na rede de ensino estadual”. O edital está previsto para ser publicado em 20 de novembro.

Das 1.025 oportunidades que serão oferecidas, 87 vagas vão para formados em pedagogia e 938 para professores distribuídas em 78 municípios capixabas, para as áreas de arte (58), biologia (108), educação física (73), espanhol (1), filosofia (3), física (67), geografia (117), história (58), língua inglesa (10), língua portuguesa (170), matemática (227), química (44) e sociologia (2).

A seleção será feita em três etapas: provas objetivas, discursivas e prática didática (esta apenas para candidatos das disciplinas de matemática, física e química).

O salário dos professores varia entre R$ 1.982,55, para quem tem licenciatura plena, e R$ 3.554,92, para os que têm doutorado, além de auxílio alimentação. A jornada de trabalho é de 25 horas semanais, e pode ser estendida para 44 horas, possibilitando uma remuneração de R$ 3.489,28 e R$ 6.256,65, respectivamente.

As vagas atualmente ocupadas por professores em contrato temporário serão substituídas pelos efetivos aprovados neste certame. A última seleção realizada para a área aconteceu em 2015, quando foram abertas 1.178 vagas para 76 municípios capixabas.

Mais segurança
Além do certame para a educação, o governador informou também que nas próximas semanas serão anunciados também os certames para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil, que estão dentro da lei orçamentária de 2018.

Adoção de provas práticas em concursos para professor segue ao Plenário do Senado

Publicado em Deixe um comentárioeducação, Senado Federal

Da Agência Senado – A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou nesta terça-feira (17) o substitutivo de Pedro Chaves (PSC-MS) ao projeto que obriga os sistemas educacionais a adotarem provas práticas de docência nos concursos para professores da educação básica (PLS 76/2016). A proposta nasceu de sugestão legislativa do programa Jovem Senador de 2012, e agora será analisada pelo Plenário do Senado.

O texto aprovado modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), para que as provas práticas de docência se juntem às provas escrita e de títulos nos processos seletivos para o magistério de todo o país. A ideia foi proposta pelos estudantes que participaram da edição de 2012 do projeto Jovem Senador e virou projeto de lei em 2016.

A mudança não será imediata. Pedro Chaves incluiu em seu texto a previsão de que as provas práticas sejam implantadas de forma gradativa, estabelecidas por regulamentação futura.

— Nesta regulamentação deve constar as condições e prazos a serem adotados na modalidade prática, e que esteja explícito que esta prova deverá tratar especificamente de temas relacionados à docência — esclareceu o senador durante a reunião na CE. “O domínio de conhecimento atestado por exame escrito não é necessariamente suficiente para indicar os candidatos mais hábeis para o exercício da docência, nesse sentido a adoção de prova prática pode ser considerada uma bem-vinda inovação”, afirmou.

Pedro Chavez fez modificações ao texto original para que as provas práticas sejam implementadas de forma gradual e que regulamentação posterior defina regras mais específicas. O relator ainda recomendou que essa regulamentação limite as provas práticas a temas relativos à docência, para evitar que um viés ideológico interfira na seleção de professores.

Já a senadora Regina Souza (PT-PI) prevê dificuldades para a regulamentação das provas práticas, devido a quantidade de pessoas que participa dos concursos para a rede pública de ensino. “Nas universidades a gente já faz prova prática, com a concorrência menor. Agora no Ensino Básico a gente precisa pensar em como vai ser isso”, alertou.

Permanência
O projeto também prevê que os sistemas de ensino deverão criar, respeitadas as condições financeiras e jurídicas, incentivos para que os professores cumpram suas jornadas de trabalho em um mesmo estabelecimento de ensino durante toda a carreira.

Chaves lembrou durante a reunião que este regime de dedicação exclusiva é recomendado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), para quem estes incentivos devem passar por benefícios salariais diferenciados e jornadas de trabalho específicas.
O texto aprovado na CE também determina que os sistemas de ensino terão o prazo de um ano para se adaptarem a estas mudanças na LDB, em caso de posterior aprovação pelo Congresso Nacional e sanção pela presidência da República.

Secretaria de Educação da Bahia vai abrir concurso com 3.460 vagas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Do CorreioWeb – O governo da Bahia vai realizar um novo concurso público para provimento de 3.460 vagas para o quadro de pessoal de Educação Básica da Secretaria de Educação do estado (SEE/BA). A previsão é que o edital de abertura seja publicado no Diário Oficial do estado até o fim de outubro. A Fundação Carlos Chagas será a responsável pela organização do certame.

Serão 2.796 chances para professor e 664 para coordenador pedagógico. As oportunidades de ingresso serão distribuídas entre a capital e o interior do estado.

Segundo o secretário de Educação, Walter Pinheiro, além das vagas ofertadas, o governo também vai aumentar a carga horária de 262 coordenadores pedagógicos de 20 para 40 horas semanais, com o objetivo de cobrir a totalidade de escolas da rede com coordenação pedagógica. “Isso possibilita uma maior interação e ambientação do professor com a escola, e consequentemente uma melhora do trabalho que é feito”, informou.

Último concurso
Em fevereiro deste ano a SEE/BA realizou três processos seletivos que juntos somavam 1.542 vagas, para contratação por tempo determinado de profissionais de nível médio e superior. A carga horária de trabalho variava entre 20 e 40 horas semanais, e as remunerações de R$ 989,92 a R$ 1.407,14, de acordo com o cargo pretendido e a escolaridade correspondente.

O certame teve prova objetiva para todos os cargos, prova de títulos para o cargo de professor da educação profissional e prova prática para os cargos de brailista, intérprete/tradutor de libras e técnico de atendimento educacional especializado.

As chances eram para os cargos de preceptor de estágio de enfermagem, tradutor/intérprete de libras, brailista, técnico de atendimento educacional especializado, cuidador educacional, instrutor de libras, professor substituto em diversas disciplinas e professor de educação profissional em diversas áreas.

Secretaria de Educação de Manaus vai abrir 400 vagas e CR

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Do CorreioWeb – A Prefeitura de Manaus vai realizar um novo concurso público. Serão oferecidas 400 vagas e formação de cadastro reserva para o cargo de professor de nível superior da área de magistério da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade) já foi contratado por meio de dispensa de licitação para organizar o certame. O edital ainda não tem data para ser lançado.

 

O último concurso da Semed aconteceu em 2014, organizado pela Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), e visava o preenchimento de 2.232 vagas, além de formação de cadastro reserva, para profissionais do magistério, de nível superior. Do total de chances, 108 eram reservadas para candidatos com deficiência.

 

As chances eram para pedagogos (130) e professores nas áreas de artes (34), ciências (90), educação física (117), ensino religioso (15), geografia (45), história (35), língua inglesa (58), língua portuguesa (97), matemática (138), do 1º ao 5º ano (919) e de educação infantil (554).

 

A seleção ocorreu por meio de provas objetivas e avaliação de títulos, todas realizadas na cidade de Manaus.

 

Leia também: Autorizado concurso da Seduc/AM com 8,1 mil vagas