Secretaria de Saúde do DF nomeia novos servidores e aumenta carga horária

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Distrito Federal, GDF, Nomeação, Poder Executivo, Saúde
Victória Olímpio* – A rede pública de saúde do Distrito Federal vai nomear 148 novos profissionais, dentre médicos, enfermeiros e pessoal da área técnica! Os aprovados terão até 30 dias para tomar a posse.
.
“As nomeações vão fortalecer vários serviços da rede, tais como UTI Neonatal, Doenças Raras, Ginecologia e Obstetrícia, Oncologia e Emergência Clínica. Além da área médica, teremos um aporte de técnicos em contabilidade para atuar na área de gestão de custos e administração geral, incrementando as equipes da área meio que lidam com os mais diversos processos de trabalho da administração central,” apontou a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida.
.
Até o momento, foram chamados 10 farmacêuticos e 82 médicos de várias especialidades, como medicina de família, pediatria, cardiologia e hematologia. De acordo com a subsecretária, as contratações fazem parte da política prioritária da gestão determinada pelo governador Ibaneis Rocha, que é a melhoria na assistência e a recuperação do sistema de saúde do DF.
.

Aumento da carga horária

Outra ação da Secretaria foi a ampliação de 20 para 40 horas semanais a carga horária de 71 servidores da pasta, com o intuito de reforçar a assistência à população. A região administrativa de Brazlândia foi a mais beneficiada, com 22 técnicos de enfermagem com a jornada de trabalho estendida.
.
“A ampliação em Brazlândia vai possibilitar o funcionamento adequado da Sala Amarela do Pronto-socorro do hospital, deixando a Sala Vermelha mais efetiva para atender aos casos mais graves. Essa é uma ação articulada para promover a melhor assistência à população daquela região”, afirmou a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Silene Almeida.
.
Outros hospitais que também foram beneficiados com a mudança foram  os hospitais do Gama (HRG), Asa Norte (Hran), Paranoá (HRL), Sobradinho (HRS), Ceilândia (HRC) e Materno Infantil de Brasília (Hmib), além de áreas estratégicas, como o Complexo Regulador do Distrito Federal (CRDF) e unidades das regiões de Saúde Oeste e Sudoeste.
.

Sobre a ampliação

A mudança também será algo positivo para os cofres públicos, visto que as ampliações foram feitas em vagas de retratação. “Ou seja, são de servidores que tinham carga horária de 40 horas, pediram a redução para 20 horas e voltaram para 40 de novo. Esse banco de horas fica disponível para atender as necessidades da gestão, e usamos para fortalecer os serviços nos locais onde precisam da ampliação”, disse Silene Almeida.
.
Com a ampliação, 1.420 horas a mais serão ofertadas, estando inclusos 20 médicos, 36 técnicos de enfermagem, sete técnicos administrativos, três enfermeiros, um fisioterapeuta, um psicólogo, um cirurgião dentista, um técnico em higiene bucal e um auxiliar operacional de serviços diversos (AOSD) em ortopedia.
.
Este ano foi ampliada a carga horária de 470 servidores, totalizando em 9,4 mil horas a mais de atendimentos à população. No mês de setembro 328 profissionais foram contemplados.
.
* Com informações da Agência Brasília
* Estagiária sob supervisão de Lorena Pacheco

Iges DF ultrapassa a marca de 3 mil contratações em 2019

Publicado em Deixe um comentárioSaúde

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges DF), responsável pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital de Base (HB) e Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), ultrapassou a marca de 3 mil contratações em 2019. Segundo informações do instituto, até novembro deste ano, já foram contratados 3.169 empregados.

As primeiras contratações, feitas entre janeiro e maio, somaram 614 novos trabalhadores. Depois, com o lançamento do processo seletivo que ofereceu 2.420 vagas, em maio, foram contratados mais 2.555 profissionais até o último 5 de novembro.

Segundo Francisco Araújo, diretor-presidente do Iges DF, “quando a população chega à unidade de saúde, ela busca atendimento. Nós queremos que ela seja atendida de forma humanizada, com qualidade, rapidez e precisão, por isso, contratamos profissionais e completamos as escalas para garantir que haja melhoria nesse cenário.”

Outra medida que visa disponibilizar os profissionais quando for preciso, foi a criação do médico de sobreaviso, assinada por Araújo na semana passada. Trata-se de médicos que serão convocados para substituir faltosos, ampliar o atendimento em horário de pico ou atender em situações emergenciais.

Seleção do Iges/DF aberta

Com prazo de inscrição se encerrando nesta terça-feira (12/11), o Iges DF oferta uma vaga para médico de cirurgia do trauma. O salário para 12h é de R$ 4.974,90, para 18h é de R$ 7.462,35 e para 24h, R$ 9.949,80. O regime de trabalho é CLT e a lotação é na Asa Sul, Brasília/DF. Os candidatos serão avaliados por análise curricular, testes presenciais, avaliação técnico-comportamental, testagem psicológica, e entrevistas. Confira o edital completo aqui. 

EBSERH confirma: concursos com 2.250 vagas serão publicados na próxima segunda!

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Saúde

Falta pouco, bem pouco, para que a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) publique os editais de abertura de seus novos concursos públicos! De acordo com a assessoria da estatal, a divulgação do edital está confirmada para a próxima segunda-feira (4/11).

O extrato do edital de abertura será publicado no Diário Oficial da União. Já o edital completo estará disponível nos sites das respectivas bancas organizadoras, e também no site da EBSERH e (claro) no site de Concursos, do CorreioWeb.

Serão abertas, ao todo, 2.250 vagas, sendo 1.363 vagas em um concurso nacional para 40 unidades em todo país, incluindo hospitais, complexos hospitalares e a sede da Ebserh, em Brasília. Destas, estão previstas 448 vagas para médicos de 69 especialidades, 800 vagas para profissionais da área assistencial e 115 administrativos. A banca organizadora é o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Já o segundo concurso contará com 887 vagas para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). Serão 173 vagas para médicos de 71 especialidades, 614 vagas para a área assistencial e 100 administrativos. Em ambos os casos, os números podem variar em 25% para acréscimos ou supressões. Nesta caso, a banca organizadora é a Fundação Vunesp.

Em ambos os concursos, os candidatos passarão por duas etapas de seleção: prova objetiva e análise de títulos e de experiência profissional.

 

Informações exclusivas

Em entrevista exclusiva, cedido ao Papo de Concurseiro, no mês passado, o presidente da EBSERH, Rodrigo Barbosa, nos adiantou que as datas de aplicação das provas serão em 2 de fevereiro de 2020, para o concurso nacional; e em 9 de fevereiro de 2020, para o Hospital de Uberlândia. “A expectativa é de que os concursos sejam homologados em abril e maio, respectivamente,” contou.

Outra informação exclusiva é que o concurso vai formar cadastro de reserva! O diretor confirmou também que haverá sim vagas para o Hospital Universitário da Universidade de Brasília (HUB) e para a sede da EBSERH, em Brasília.

Também já dá para ter noção da faixa salarial dos cargos! Segundo Barbosa, os salários vão variar de cerca de R$ 2.500, para nível médio (área administrativa), até R$ 12.000, para 24 horas semanais de trabalho, para médicos. Veja a entrevista completa aqui! 

 

Gostou da notícias? Comente no Fórum CW!

Em entrevista exclusiva, diretor da EBSERH revela data de novos concursos!

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Concursos, Distrito Federal, DOU, Governo federal, Ministério da Educação, Saúde

Em entrevista exclusiva ao Papo de Concurseiro, o diretor de gestão de pessoas da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Rodrigo Barbosa, afirmou que os editais de abertura dos próximos concursos públicos da estatal serão lançados já em 4 de novembro! Ou seja, em menos de um mês!

Barbosa ainda adiantou as datas de aplicação das provas, que serão em dias diferentes: em 2 de fevereiro de 2020, para o concurso nacional; e em 9 de fevereiro de 2020, para o Hospital de Uberlândia. “A expectativa é de que os concursos sejam homologados em abril e maio, respectivamente,” previu.

Outra informação exclusiva é que o concurso vai formar cadastro de reserva! Ou seja, dependendo das vagas nos hospitais e do orçamento, a EBSERH poderá chamar mais aprovados do que as 2.250 vagas já previstas.

O diretor confirmou também que haverá sim vagas para o Hospital Universitário da Universidade de Brasília (HUB) e para a sede da EBSERH, em Brasília; mas não afirmou com precisão a quantidade de oportunidades para estes locais. “Estamos esperando a finalização de um concurso de movimentação, que iniciamos internamente. Somente a partir daí teremos o número exato de vagas de cada lotação.”

Também já dá para ter noção da faixa salarial dos cargos! Segundo Barbosa, os salários vão variar de cerca de R$ 2.500, para nível médio (área administrativa), até R$ 12.000, para 24 horas semanais de trabalho, para médicos.

Sem nota de corte

Segundo Barbosa, como a demanda para a área médica é muito grande, a própria área de gestão de pessoas da EBSERH sugeriu que não houvesse nota de corte para candidatos a médico. Isso quer dizer que qualquer candidato que for aprovado estará automaticamente classificado, seja nas vagas imediatas ou no cadastro reserva.

“É muito difícil encontrar médicos, há uma rotatividade muito grande e nós não queremos experimentar períodos com faltas,” disse o diretor.

Haverá vagas para as áreas médica, assistencial e administrativa! Saiba mais aqui! 

 

Escolha das bancas organizadoras

Sobre a escolha das bancas organizadoras, divulgadas nesta terça-feira (8/10), por meio de dispensa de licitação, Barbosa explicou que a decisão pelo IBFC (para o concurso nacional) e pela Fundação Vunesp (para a seleção de Uberlândia) foi tomada após um processo seletivo baseado em vários requisitos técnicos, com avaliação de atestados de capacidade técnica e da proposta financeira.

“Acrescentamos ainda visita in loco às entidades, já que em alguns casos tivemos experiências anteriores que não foram positivas. Vimos também que algumas instituições estavam querendo apresentar atestado de capacidade técnica não da própria empresa, mas de funcionários, e não vimos isso como um ponto 100% positivo. Avaliamos ainda condições de segurança, logística, pessoal já contratado e em atividade… isso tudo somou pontos e chegamos nesse resultado.”

Próximos concursos da EBSERH terão edital até o fim do ano; bancas saem amanhã

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Poder Executivo, Saúde

De acordo com a assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), os próximos concursos públicos da estatal vinculada ao Ministério da Educação terão seus respectivos editais de abertura publicados até o fim deste ano (2019). Já nesta terça-feira (8/10) serão divulgados os nomes de duas bancas organizadoras que serão responsáveis pelos certames. O chamamento público para contratação das examinadoras foi publicado no último 12 de agosto.

 

Os concursos preveem a contratação de 2.000 profissionais para 40 hospitais universitários federais no país. O primeiro é um concurso nacional, que vai oferecer 1.363 vagas em 40 unidades em todo o país, incluindo hospitais, complexos hospitalares e a sede da Ebserh, em Brasília. Estão previstas 448 vagas para médicos de 69 especialidades, 800 vagas para profissionais da área assistencial e 115 para a área administrativa.

 

Já o segundo concurso conta com 887 vagas para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). São 173 vagas para médicos de 71 especialidades, 614 vagas para a área assistencial e 100 administrativos.

 

Nos dois concursos, os candidatos passarão por duas etapas de seleção: prova objetiva e análise de títulos e de experiência profissional.

 

De acordo com o diretor de Gestão de Pessoas da Ebserh, Rodrigo Barbosa, a Empresa não conta com cadastro de reserva vigente e, por outro lado, há um déficit de, aproximadamente, 20% no quadro de pessoal.

 

Leia também: Justiça determina que Ebserh deverá contratar pessoas com deficiência aprovadas em concursos 

Sesau AL: Governador de Alagoas anuncia concurso com 800 vagas na área da saúde

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Saúde

Foi anunciada, pelo governador do estado de Alagoas, Renan Filho, a autorização para realização de um novo concurso para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau/AL). O anúncio foi feito durante a inauguração do Hospital da Mulher Dra. Nise da Silveira, o primeiro de Alagoas totalmente dedicado à saúde da mulher.

A previsão é que sejam ofertadas 800 vagas, para todas as categorias, inclusive para assistentes sociais e terapeutas ocupacionais. O governador destacou que até o fim deste ano o estado vai lançar o edital do certame.

De acordo com a assessoria da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau/AL), as datas específicas para definição da comissão organizadora e publicação do edital ainda não foram definidas.

Em junho, o governador anunciou que previa a realização de um novo concurso para contratação de profissionais para os cinco novos hospitais que estão em construção. Ele afirmou que seria avaliada a possibilidade de mais de um concurso para substituir profissionais que já estejam na rede ou para os novos hospitais.

Outras autorizações em Alagoas

A Secretaria de Fazenda do Alagoas (Sefaz/AL) também está autorizada a realizar um novo concurso público. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) já está definido para organização e realização do certame.

De acordo com a assessoria, o intuito do órgão é disponibilizar, a princípio, 60 vagas para o cargo de auditor fiscal da receita estadual e 25 para auditor de finanças e controle de arrecadação (AFCA). O salário inicial é de aproximadamente R$ 9 mil para auditor fiscal e cerca de R$ 8 mil para auditor de finanças.

Servidora vai receber mais de R$ 25 mil do DF por uso de carro próprio em serviço

Publicado em Deixe um comentárioConcursos Públicos, Distrito Federal, GDF, Saúde

Victória Olímpio* – A juíza do 2º Juizado Especial da Fazenda Pública condenou o Distrito Federal a pagar indenização de mais de R$ 25 mil a uma servidora da Secretaria de Saúde local (SES/DF), por uso do próprio veículo durante sua atuação como agente de vigilância ambiental do órgão.

A Administração Pública do DF argumentou, em defesa, que não havia provas dos fatos, sendo inviável a interpretação extensiva para conceder vantagens de outras carreiras. A magistrada, por sua vez, ressaltou na sentença que foi constatado que a servidora desempenha as funções do cargo e que é determinado pela legislação o pagamento da verba indenizatória.

“A previsão de indenização de transporte ao servidor que realizar despesas com a utilização de meio próprio de locomoção para a execução de serviços externos, por força das atribuições próprias do cargo, conforme se dispuser em regulamento foi reproduzida pelo art. 106 da Lei Complementar Distrital nº 840/2011 (Lei Orgânica do DF)”, observou a juíza.

Ainda foi reforçado pela julgadora que a legislação distrital ampara contratações locais, determinando o pagamento de indenização de transporte para todos os servidores que exerçam
funções que exigem execução de serviços internos, como é o caso da servidora.

“Ademais, se, por ventura, em razão de fatos extraordinários (por exemplo, readaptação, exercício de função de confiança etc.), o autor não estivesse no exercício regular de suas atribuições, caberia ao ente distrital demonstrar o fato desconstitutivo do direito do requerente, o que não ocorreu,” acrescentou a juíza.

O direito da servidora foi reconhecido e o réu foi condenado a pagar à servidora as parcelas retroativas referentes ao período de julho de 2014 a agosto de 2019, correspondente ao valor de R$ 25.998, além das parcelas vencidas no curso do processo, a serem atualizadas e corrigidas monetariamente.

* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco 
* Com informações do TJDFT 

Hmib vence concurso na área de inovação no setor público

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, Saúde

Após concorrer com outros 241 projetos, o Hospital Materno e Infantil de Brasília (Hmib) foi um dos vencedores do 23º Concurso Inovação no Setor Público, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap)! A comissão de avaliadores do concurso selecionou 30 iniciativas para a final da edição. O Hmib foi o único selecionado do Governo do Distrito Federal na categoria em que concorreu.

O projeto vencedor foi sobre a criação de uma plataforma no Google Docs, disponibilizando informações públicas sobre o hospital, como números de atendimentos, internações, cirurgias, partos, exames, materiais, medicamentos, satisfação dos usuários e custos de cada setor.

O trabalho concorreu na categoria Inovação em Processos Organizacionais, Serviços ou Políticas Públicas no Poder Executivo Estadual/Distrital. Com o título Gestão na Saúde baseada em indicadores: Case Hmib, a equipe de Planejamento ficou entre os 30 selecionados que chegaram à final. O concurso foi divido em mais duas categorias: Inovação em processos organizacionais no Poder Executivo federal e Inovação em serviços e políticas públicas no Poder Executivo federal.

 

HMIB mapeado

“O desenvolvimento desta plataforma onde todo nosso hospital está mapeado, tanto na parte assistencial, quanto na administrativa, é um facilitador para nós, gestores. Por meio desses dados, podemos promover e monitorar ações para uma melhor assistência ao usuário”, ressaltou o diretor do Hmib, Rodolfo Alves Paulo de Souza.

“Serve também como ferramenta para alunos, pesquisadores e para que a população possa acompanhar o que acontece aqui dentro. É uma ferramenta bastante eficiente na questão da organização dos dados e da transparência, o que nos enche de orgulho”, destaca a gerente de Planejamento, Monitoramento e Avaliação do Hmib, Elenilde Ribeiro Costa.

A iniciativa é promovida todos os anos pela Enap, desde 1996, em parceria com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O intuito é valorizar as equipes de servidores públicos que se dedicam a pensar nas atividades cotidianas de uma maneira diferente, inovadora, que traga benefícios à gestão das organizações e às políticas públicas, contribuindo para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à população.

A cerimônia de premiação acontecerá durante a 5ª Semana de Inovação, a ser realizada em Brasília entre os dias 4 e 7 de novembro.

Hemocentro: aprovados fazem doação para ressaltar falta de servidores

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, GDF, Manifestação, Poder Executivo, Saúde

Victória Olímpio* – A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) sofre devido à falta de funcionários e ao alto número de atestados requeridos pelo excesso de volume de trabalho. De acordo com o GDF, o Hemocentro apresenta deficit de 33% do número de servidores, ou seja, dos 450 cargos existentes, 149 estão vagos. A Secretaria de Economia informou que a última nomeação para o Hemocentro foi realizada em outubro de 2017, quando 70 dos 79 nomeados entraram em exercício (não houve nova nomeação para suprir as vagas dos que não tomaram posse, embora a FHB tenha solicitado), e que todos os candidatos aprovados, dentro do número de vagas do edital, foram convocados.

Para tentar sanar o problema, em abril de 2019, a Fundação Hemocentro de Brasília solicitou autorização à Secretaria de Economia para nomear 33 analistas e 67 técnicos. Apesar da aprovação, o processo de nomeação está parado na pasta.

Atualmente estão sendo analisados os aspectos financeiros relacionados à solicitação de contratação de novos servidores que integram o cadastro reserva do último concurso – a validade do concurso de provimento para técnicos e analistas de atividades do Hemocentro foi prorrogada até 2021.

Ao Papo de Concurseiro, a FHB ressaltou que não há “racionamento” de sangue nem desabastecimento da hemorrede do Distrito Federal. No entanto, a fundação tem executado suas ações de maneira limítrofe. Devido ao déficit de profissionais, há um comprometimento do horário de funcionamento para atendimento ao público, escalas exaustivas de trabalho – que contribuem para apresentação de atestados médicos –, bem como lentidão nos processos internos para aquisições de insumos e serviços.

Foto: Arquivo pessoal

Ação

Com o objetivo de chamar a atenção do Governo do Distrito Federal para a atual situação do órgão, nesta semana foi realizada uma campanha de doação de sangue no Hemocentro de Brasília pela comissão de aprovados do concurso, onde participaram cerca de 20 candidatos.

Na ocasião, eles constataram a falta de servidores, já que no espaço de coletas havia várias baias de atendimento vazias, o que aumenta o tempo de espera e causa lesões por esforços repetitivos, por exemplo.

 

Último concurso do Hemocentro

O último concurso foi realizado em 2016, com 400 vagas, sendo 79 para contrato imediato e 321 para formação de cadastro reserva, para os cargos de analista e técnico de atividades. De acordo com o edital, os salários são de R$ 5.820 e R$ 3.705, respectivamente. A seleção foi realizada por provas objetivas e discursivas para todos os cargos, além de avaliação de títulos para os candidatos que concorreram ao cargo de nível superior.

No cargo de analista de atividades – de nível superior – foram chances nas especialidades de administração, arquivologia, assistência social, biologia, biomedicina, contabilidade, direito e legislação, economia, enfermagem, estatística, farmácia, fisioterapia, jornalismo, odontologia, psicologia, relações públicas e tecnologia da informação. Já as oportunidades de nível médio foram para técnico de hemoterapia e hematologia, técnico de informática, técnico em contabilidade, técnico em radiologia e técnico em saúde bucal.

 

Hemocentro é órgão essencial para o SUS no DF

O Hemocentro, fundação que coordena o Sistema de Sangue, Componentes e Hemoderivados (SSCH), é responsável pelo atendimento de 100% das demandas de sangue do Sistema Único de Saúde (SUS) no Distrito Federal e também pelo suprimento de insumos e equipamentos e pela coordenação das 13 agências transfusionais dos hospitais públicos do DF.

O Hemocentro atualiza frequentemente o nível do estoque de sangue. O tipos sanguíneos O+, AB- e B- são os que atualmente se encontram em menor quantidade. Confira aqui e contribua com as doações você também!

* Estagiária sob a supervisão de Lorena Pacheco  

2.420 vagas: Seleção do Iges/DF tem mais de 11 mil inscritos em menos de dois dias

Publicado em Deixe um comentárioDistrito Federal, Saúde

Em menos de 48 horas após o lançamento do edital do processo seletivo aberto pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), para contratação de 2.240 profissionais de saúde, as inscrições já chegaram à marca de 11.598 cadastrados, segundo o Governo do Distrito Federal (GDF). As chances são para lotação no Hospital de Base, no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e nas seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) locais.

Além das vagas de preenchimento imediato, o objetivo da seleção também é formar cadastro reserva de aprovados. As inscrições podem ser feitas até o próximo domingo (19/5). Saiba como aqui.

Para o HRSM são oferecidas 1.190 oportunidades, sendo 280 para técnico de enfermagem, 190 para enfermeiro e 127 para médico plantonista. Para o Hospital de Base são 701 vagas, sendo 255 para técnico de enfermagem, 55 para enfermeiro e 36 para clínico médico. Para as UPAs, por sua vez, são 529 oportunidades, sendo 152 para técnico de enfermagem, 76 para enfermeiro e 53 para médico plantonista.

O GDF tem pressa, A previsão é de que os aprovados para o Hospital de Base devem ser convocados ainda em maio. A prioridade é para o chamamento de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. O governo planeja convocar os profissionais das UPA’s e para o HRSM em junho, quando a administração dessas sete unidades será completamente transferida para o Iges-DF.