Prefeitura de Macaíba/RN suspende concurso público

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Prefeitura de Macaíba/RN anunciou, em publicação no Diário Oficial do Município e no site oficial, a suspensão temporária do concurso público de 627 vagas de nível médio e superior. A justificativa apresentada foi por falhas no edital e irregularidades da empresa organizadora, a Consulpam. A cidade está localizada a 14km da capital do estado, Natal/RN.

A nota divulgada pela prefeitura comunica que a decisão se deu devido a falhas da banca ainda no período de inscrições, entre 10 de dezembro de 2018 e 10 de janeiro de 2019, o que provocou reclamações dos candidatos. As irregularidades foram apontadas, principalmente, na emissão boletos para pagamento das inscrições, onde muitos candidatos relataram não conseguir gerar o documento ou, quando esse documento era gerado, apresentava informações incompletas.

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) também emitiu, em rede social, comunicado sobre a anulação do concurso. O órgão afirma que na segunda-feira, (14/01), foi realizada uma audiência extrajudicial para tratar da adequação das normas do edital e a resolução das irregularidades. Estavam presentes a Defensoria, a comissão do concurso e o representante da Consulpam.

A DPE também declarou que irá buscar, junto ao Município, maiores informações sobre a contratação de uma nova banca ou sobre a data de prosseguimento do certame, a fim de evitar qualquer prejuízo aos candidatos inscritos. A Prefeitura informou que quem efetuou o pagamento da taxa de inscrição não será prejudicado pela suspensão do certame. Os candidatos que não desejarem mais participar do concurso serão orientados como proceder para obter o reembolso dos valores pagos.

A Prefeitura de Macaíba também ressalta que está tomando todas as providencias necessárias, junto aos órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público e a Defensoria, para que o concurso seja retomado o mais rápido possível. Também garante que todas as notícias sobre o concurso serão divulgadas nos meios de comunicação oficiais.

O concurso ofertava 627 vagas para nível médio e superior, com salários que oscilam entre R$ 1.082,24 e R$ 10.573,50. As inscrições foram online e custavam entre R$ 85 e R$ 105. As provas objetivas estavam marcadas para 17 de fevereiro para o nível médio/técnico, e 24 do mesmo mês para os candidatos de nível superior.

Aulões beneficentes movimentam a rotina de estudos dos concurseiros

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Muitos concursos importantes estão previstos nesse novo ano que está por vir e, pensando nisso, o IMP Concursos vai promover aulões beneficentes para ajudar os concurseiros. No  sábado (12/01) o cursinho oferecerá dois aulões gratuitos para tirar dúvidas e testar conhecimentos. As aulas terão diferentes focos e serão realizadas ao mesmo tempo, de forma que o concurseiro possa escolher aquela que melhor atenda às suas necessidades.

A primeira aula é de controle de constitucionalidade, direcionada para carreiras fiscais, principalmente. É uma oportunidade para quem está estudando para a Sefaz/DF, cujo edital está previsto para sair esse mês ainda. A aula começa 8h15 e vai até 11h50, ministrada pelo professor Ricardo Blanco, especialista em Direito Administrativo e Direito Constitucional.

O segundo aulão será para comentar a prova de redação discursiva do concurso da AGU. A partir da análise dessa parte do certame, a professora especialista em língua portuguesa Grazy Souza vai traçar o perfil da banca responsável, o Idecan. A aula acontecerá no mesmo horário, das 8h15 às 11h50.

Para participar, é necessário fazer a matrícula pelo site www.impconcursos.com.br e doar 1kg de alimento não perecível, caso interesse seja no primeiro aulão, ou um material escolar, para a segunda aula, a ser entregue no dia. Como o evento é sujeito a lotação, apenas a matrícula não garante sua vaga.

Serviço: IMP Concursos
Local: L2 Sul SGAS 603 Conjunto C
Horário: 8h15 às 11h50
Inscrição: www.impconcursos.com.br
Entrada: Material escolar ou 1kg de alimento (a depender do aulão escolhido)
Telefone: 3029-9700

Exército: edital para sargentos será lançado mês que vem e terá novidades

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar

O concurso da Escola de Sargentos das Armas (ESA) do Exército, feito anualmente, tem edital de novo certame previsto para fevereiro. O documento tem tradição de oferecer 1.100 vagas para formação de sargentos para geral/aviação, música e saúde. A novidade deste ano é a inclusão da disciplina de inglês nas provas objetivas, além do fato de que os alunos que concluírem o Curso de Formação de Sargentos receberão diploma de graduação de nível superior tecnológico.

As outras possíveis matérias aplicadas serão matemática, português, geografia e história do Brasil, além de teoria musical para os candidatos inscritos em música, e enfermagem para os candidatos da área de Saúde.

Confira aqui a relação dos assuntos e a bibliografia recomendada para a disciplina de inglês.

Concorrência acirrada

No concurso do ano passado, que contou com cerca de 94 mil inscritos, as vagas foram distribuídas da seguinte forma:

  • 910 vagas para candidatos do sexo masculino na área geral/aviação;
  • 100 vagas para candidatas do sexo feminino na área geral/aviação;
  • 60 vagas para área de saúde; e
  • 30 vagas para área de música.

Para participar, é necessário ter nível médio completo, idade entre 17 e 24 anos para as áreas geral e aviação, e 17 e 26 anos para saúde e música, até a data da matrícula. Os homens não podem ter menos de 1,60m de altura, e as mulheres devem ter, no mínimo, 1,55m.

O curso deverá ser dividido em dois períodos de instrução: o período básico e o período de qualificação, com duração prevista de 48 semanas cada. Ambos serão realizados em diferentes organizações militares e estabelecimentos de ensino, conforme disponibilidade de vagas e desejo de atuação do candidato.

 

Benefícios durante o curso de formação e graduação 2020/21

  • Assistência Médica, Odontológica e Psicológica;
  • Alimentação;
  • Fardamento básico para realização do curso;
  • Ajuda de custo, em um valor aproximado de R$ 1.141,00 (janeiro de 2018);
  • Alojamento coletivo dentro da escola;
  • Acesso à áreas de lazer (campo de futebol, volei, grêmios recreativos, salas de recreação, etc);
  • Utilização da infra-estrutura de permissionários (cantina, barbearia, alfaiataria, foto).
  • Férias escolares e licenciamentos para viagens.

 

Benefícios após o CFS

  • Estabilidade após completar 10 anos de serviço;
  • Adicional natalino (décimo terceiro salário);
  • Férias remuneradas e adicional de férias;
  • Movimentação para outras guarnições;
  • Possibilidade de realizar cursos e estágios;
  • Plano de Saúde Médico e Odontológico: o militar pode utilizar hospitais e clínicas próprios do Exército, e encaminhado para organizações externas credenciadas se necessário. O plano de saúde não possui carência e tem ampla cobertura;
  • Licença para Tratamento de Saúde Própria e de dependentes;
  • Ocupação de residência (sujeito à fila de espera e disponibilidade na Guarnição);
  • Plano de Carreira com possibilidade de atingir o Oficialato;
  • Salário bruto de aproximadamente R$ 4.587,00 (janeiro de 2018).
  • Os militares que concluírem com aproveitamento o CFS, receberão diploma de graduação de nível superior Tecnólogo.
  • Cursos à distância de habilitação em idiomas;
  • Convênios com Universidades Particulares para realização de Cursos Superiores à distância.

Último concurso

O certame de 2018 foi dividido em exame intelectual (prova objetiva e redação), valoração de títulos, inspeção de saúde e aptidão física. Houve ainda exame de habilitação musical para os inscritos na área de música aptos nas etapas anteriores. As inscrições foram feitas no site da ESA mediante do pagamento de R$ 95. A Escola de Sargentos do Exército fica em Três Corações, em Minas Gerais.

Sem apadrinhamento: deputada federal abre seleção pública para compor equipe

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Se você pensa que só apadrinhados compõem a equipe de um deputado, no Congresso Nacional, então você está enganado. A deputada federal eleita Tabata Amaral, do PDT de São Paulo, decidiu abrir uma exceção e lançou processo seletivo público para formar sua nova equipe de gabinete. As vagas são para assessor legislativo, coordenador de comunicação, assessor político, coordenador de agenda política, assessor e assistente de comunicação. As oportunidades são, em sua maioria, em Brasília/DF, e o restante na capital de São Paulo.

Os contratados trabalharão no gabinete da deputada eleita ou no gabinete compartilhado, estrutura que será criada por Tabata e por mais dois parlamentares também recém eleitos, Alessandro Vieira (senador por Sergipe) e Felipe Rigoni (deputado federal pelo Espírito Santo). Os três são integrantes do Acredito, movimento de renovação política criado por jovens com a finalidade de lutar pela diminuição das desigualdades e mudar a forma de se fazer política.

Os parlamentares, além de optar por convocar seus funcionários através de uma seleção, também lançam um programa de recrutamento de talentos para a estrutura de gabinete compartilhado entre os três – um coworking no Congresso. A utilidade seria ter pessoas de diferentes gabinetes usando o mesmo espaço para trabalhar juntos, como uma startup política.

São mais de 40 vagas no total, somando os três gabinetes individuais de cada parlamentar e o gabinete compartilhado.

As inscrições estão abertas até sexta-feira, (21/12), podendo ser realizadas gratuitamente pelo site www.talentoscongresso.com, onde também é possível encontrar mais informação sobre os cargos.

As principais etapas do processo seletivo são: análise de currículo, testes online de raciocínio lógico e perfil profissional, envio de vídeo, teste de alinhamento de valores e integridade ética, entrevista por competências, entrevista com chefes de gabinetes e painel final com os eleitos.

O processo seletivo é intitulado Talentos no Congresso e funcionará como um programa de trainee, com uma seleção rigorosa em várias etapas feita para cargos chave do gabinete de cada um dos três parlamentares eleitos e para a equipe multifuncional que irão compartilhar. O processo começa dia 6 de dezembro e termina dia 23 de janeiro de 2019.

 

Currículo

Tabata Claudia Amaral de Pontes é cientista política formada em Harvard e ativista pela educação brasileira. Filiada ao Partido Democrático Trabalhista, foi eleita deputada federal por São Paulo, sendo a sexta candidata mais votada no estado, com 264.450 votos.

 

* Matéria atualizada dia 22/12 

Amizade entre presidente de banca e primeira colocada leva Justiça a suspender concurso da UFPB

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) teve seu concurso de provas e títulos para professor da área de economia suspenso. A decisão foi tomada pela Justiça Federal do estado (JFPB) após denúncias de fraude. Segundo a liminar, concedida pela juíza federal Cristina Garcez, da 3ª Vara, a candidata aprovada em primeiro lugar seria amiga íntima da presidente da banca organizadora do certame. A amizade foi observada em interações via redes sociais, como trocas de comentários e cumprimentos.

A juíza ressalta que o processo não põe em dúvida a integridade e honestidade da presidente da banca, mas que se refere especificamente à participação dela na comissão avaliadora, que fez beneficiar a aprovada. A banca organizadora foi composta por três docentes, sendo um professor da UFPB e dois externos, de acordo com a assessoria da universidade.

Após ser procurada pelo Correio, a gestão central da UFPB reiterou que tem responsabilidade com a transparência pública e se compromete, portanto, em investigar, desvendar e desfazer quaisquer atos que impliquem em desacordo com os princípios da administração pública, como a impessoalidade nos concursos públicos.

Denúncia do Ministério Público

O Ministério Público Federal (MPF) de João Pessoa ajuizou ação civil pública para que o concurso seja anulado. O órgão reconhece que a atitude de beneficiar uma candidata é uma ofensa aos princípios da administração pública, especialmente ao da impessoalidade e ao do concurso público. Segundo a denúncia, a presidente da banca, ao não se declarar suspeita pela relação de amizade, terminou por beneficiar a candidata, ferindo as normas constitucionais. No entendimento dos procuradores que assinaram a ação, a professora deveria ter se declarado suspeita.

O Ministério sugeriu, ainda, que fosse realizado novo concurso público com outra banca organizadora, mas a Justiça vetou a anulação do mesmo. O concurso, que foi realizado entre os dias 6 e 10 de agosto deste ano, fica suspenso até julgamento do mérito da ação do MPF, ou até deliberação em contrário.

PMTO: envolvidos em fraude do concurso pagaram até R$ 50 mil por gabarito

Publicado em Deixe um comentáriocarreira militar

O Ministério Público Estadual de Tocantins (MPE/TO) prestou denúncia criminal, nesta sexta-feira (14), contra 19 pessoas envolvidas em possível fraude no concurso suspenso da Polícia Militar do estado, realizado no dia 11 de março para soldados e oficiais, e anulado duas semanas depois.

 

A denúncia acusa o grupo de associação criminosa e participação em fraude do concurso. Antônio Ferreira Lima, conhecido como “Antônio Concurseiro”, foi apontado como o líder da cooperação destinada a fraudar concursos públicos em vários estados do país. A fraude do concurso da Polícia Militar teria sido coordenada por ele, juntamente com a companheira e a cunhada.

 

Investigações da Polícia Civil descobriram uma associação entre os envolvidos, e que ocorreram pagamentos que variavam entre R$ 5 mil e R$ 50 mil a Antônio, primeiro com uma entrada e pagamento total posterior ao provimento no cargo. A apuração policial mostra que as respostas eram trocadas por mensagens de telefone entre 35 candidatos e que houve acesso prévio e não autorizado ao gabarito.

 

Os participantes foram orientados a comprar um chip com número telefônico novo e inseri-lo em um aparelho celular simples, que seriam deixados nos banheiros antes do início da prova, nas lixeiras ou atrás dos vasos sanitários. Um celular foi localizado no cesto de lixo da faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína, após a realização do concurso.

 

O MPE publicou, em novembro, uma nota de recomendação para que o concurso público fosse anulado. O órgão orientou o governador a, além de adotar medidas cabíveis para cancelar o certame, também realizar novo processo licitatório para contratar outra banca organizadora. Em resposta, uma comissão foi formada na PMTO para avaliar a situação do certame. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia, a delegação abriu um processo administrativo para que as possíveis irregularidades ocorridas durante a seleção fossem apuradas.

 

No dia 3 de dezembro, o MP esclareceu que obteve resposta da Secretaria de Governo informando que foi instaurado procedimento administrativo para apurar a responsabilidade da banca organizadora do certame. Enquanto isso, o concurso continuará suspenso. No documento, o governo também esclarece que caso seja comprovada a responsabilidade da empresa, poderá rescindir o contrato para posterior licitação e contratação da nova empresa.

 

O concurso

A seleção  que ofertava 1000 vagas para formação de soldados e 40 para curso de formação de oficiais teve prova aplicada no dia 11 de março desse ano. Os cargos exigiam nível médio e superior, respectivamente, e podiam chegar a R$ 8.382,10 de remuneração. O concurso foi suspenso duas semanas depois, 26 de março, após a cassação do governador do estado.

 

* Com informações do MPTO

Detran em São Paulo anuncia número de vagas de novo concurso público

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran/SP) divulgou o número de vagas de seu novo concurso público! A seleção abrirá 575 oportunidades para nível médio e superior. Desse total, 375 vagas serão para o cargo de oficial de trânsito I e 200 vagas para agente estadual de trânsito, com contratação via CLT. Não haverá formação de cadastro reserva, mas novos candidatos habilitados poderão ser convocados dentro da vigência do concurso, que será de dois anos podendo ser prorrogado por igual período, caso ocorram desistências.

Segundo o Detran/SP o edital está em elaboração e será publicado em breve, mas não há data prevista no momento. O salário para oficial estadual de trânsito I é de R$ 1.863 e o de agente estadual de trânsito I é de R$ 4.657.

A Fundação Carlos Chagas (FCC) será a banca organizadora responsável pela prestação de serviços técnicos de gerenciamento, planejamento, organização, divulgação e execução da prova.

 

Último concurso do Detran SP

O último concurso ocorreu em setembro de 2013 e foram oferecidas 1.200 vagas do edital, mas depois foi autorizada a contratação de mais 300 pessoas. Os cargos também foram para oficial estadual de trânsito (nível médio) e agente estadual de trânsito (nível superior). Os salários variaram entre R$ 1.8 mil e R$ 4.5 mil.

A prova foi organizada pela Fundação Vunesp e a seleção foi feita por prova de títulos e prova objetiva, com conhecimentos gerais e específicos.

Os candidatos poderiam optar para atuar entre as regiões de Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Botucatu, Campinas, Fernandópolis, Franca, Itapeva, Marilia, Mogi Guacu, Presidente Prudente, Metropolitana de São Paulo (exceto capital), Registro, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São Paulo (capital), Sorocaba e Taubaté.

Cursinho promoverá aulões beneficentes para diversas carreiras

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Não é por quê as férias estão chegando que você precisa dar uma pausa nos estudos! Pensando nisso, o IMP Concursos, na 603 Sul, te ajuda a permanecer nesse gás com um fim de semana inteiro de aulas. Para participar, basta doar um brinquedo novo em cada dia participado. As inscrições serão realizadas presencialmente, após a doação.

Na sexta-feira e no sábado (30/11 e 01/12), as aulas serão de direito constitucional, direito administrativo, gestão de pessoas, acessibilidade e português, na unidade Asa Sul.

Na sexta-feira, das 9h às 11h, os professores vão resolver exercícios, tirar dúvidas e dar dicas importantes para os alunos. As aulas serão ministradas pelas professoras Andréias Ribas, de gestão de pessoas, Nelma Fontana, de direito constitucional, e pelo especialista em língua portuguesa, Claiton Natal.

No sábado, no mesmo horário, o professor Ismael Noronha dará aula de acessibilidade, José Trindade será o responsável por ministrar direito administrativo e João Trindade, direito constitucional.

As vagas são limitadas e os eventos estão sujeitos a lotação. Quem quiser saber mais pode acessar a página http://impconcursos.com.br/auloes/ e acompanhar todos os eventos gratuitos que serão oferecidos até o fim do ano.

Serviço

Sexta-feira 30/11
9h às 9h40 – Nelma Fontana Direito Constitucional
9h40 às 10h20 – Claiton Natal Português
10h20 às 11h00 – Andréia Ribas Gestão de pessoas

Sábado 01/12
9h às 9h40 – Ismael Noronha Acessibilidade
9h40 às 10h20 – José Trindade Direito Administrativo
10h20 às 11h – João Trindade Direito Constitucional

Quer ser auditor ou analista da Receita Federal? Teste-se em simulado gratuito

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Gran Cursos Online vai disponibilizar, gratuitamente, neste sábado (24/11), um simulado para os concurseiros interessados em ingressar nas carreiras de nível superior da Receita Federal. As questões serão formuladas com base nas disciplinas especificadas no último edital publicado pela ESAF, banca organizadora do último certame, em 2014.

O aluno receberá uma prova virtual e, ao término, deverá enviar as respostas à plataforma online. Na sequência, ele receberá a prova corrigida com questões comentadas pelos professores.

A iniciativa é parte do projeto Treino Difícil, Jogo Fácil e terá um ranking online com resultados. As inscrições podem ser feitas aqui.

Proibido! Militar não consegue reincorporação ao Exército após posse em cargo civil

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Se você é militar da ativa e pretende prestar concurso para cargo público civil é melhor pensar duas vezes e considerar que a reincorporação, em caso de desistência, foi proibida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), por unanimidade.

 

A decisão foi tomada em julgamento de um caso de uma primeiro-tenente do Exército, demitida da ativa em 2014, após ser aprovada em concurso público e assumir o cargo de analista judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (TRT-24), no Mato Grosso do Sul.

 

Em 2017, ela desistiu do estágio probatório no tribunal e, para retornar ao Exército, e protocolou requerimento para ser readmitida. O requerimento foi negado pela corporação e ela decidiu impetrar mandato de segurança, alegando ter direito líquido e certo à reinclusão.

 

Acionada, a Advocacia-Geral da União (AGU) demonstrou, porém, que a recondução por inabilitação ou desistência de estágio probatório é algo previsto apenas no Estatuto dos Servidores Civis (Lei 8.112/90), e não no Estatuto dos Militares (Lei 6.880/80). Nesta lei, inclusive, está expresso que a posse em cargo público civil é inacumulável com o serviço militar e causa de demissão.

 

 

* Com informações da AGU