Medida provisória determina recomposição salarial para policiais do Distrito Federal

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Poder Executivo publicou nesta terça-feira (26), em edição extra do “Diário Oficial da União”, a Medida Provisória 971/20, que prevê os percentuais da recomposição salarial retroativa a janeiro deste ano para os agentes de segurança pública do Distrito Federal. A medida foi autorizada pela Lei 14.001/20.

O impacto da recomposição salarial neste ano é estimado em pouco mais de R$ 519 milhões, oriundos do Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF). O reajuste é de 25% na Vantagem Pecuniária Especial (VPE) devida a policiais militares e bombeiros. Na Polícia Civil, o aumento é de 8%, linear, para todos os cargos.

A MP 971 também corrige em 25% a tabela da VPE devida a PMs e bombeiros da ativa, inativos e pensionistas dos ex-territórios do Amapá, de Rondônia e de Roraima. Essas carreiras fazem parte de quadro de servidores da União atualmente em extinção.

 

Tramitação

A medida provisória seguirá o rito sumário de tramitação definido pelo Congresso Nacional durante o período de calamidade pública.

 

 

Fonte: Agência Câmara 

Em tempos de incertezas causadas pelo coronavírus, apoio da família é fundamental a concurseiros

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Psicóloga clínica traz orientações especiais direcionadas para esse momento de estudos durante a quarentena

Em tempos de incerteza em razão desse momento de pandemia, o apoio da família é fundamental para ajudar o concurseiro a seguir com a preparação para concursos públicos. Ter pontos de apoio é essencial para ele não cair no desânimo, desistir dos objetivos ou até mesmo ter problemas emocionais.

Pensando nisso, o Divã do Concurseiro desta terça-feira (26/5) traz uma discussão importante para auxiliar o candidato a encontrar apoio emocional e motivação para seguir a preparação até a aprovação. O evento é gratuito e conduzido pela psicóloga e neuropsicóloga reconhecida em todo Brasil, Juliana Gebrim.

“O principal objetivo desta edição é mostrar como a família pode ajudar ou atrapalhar os estudos. Falaremos também sobre mães tóxicas, estruturas doentias nas relações, comunicação não-violenta entre outras orientações direcionadas aos candidatos que se preparam para concursos”, explica.

Na ocasião, os participantes poderão conhecer as emoções de uma forma profunda e profissional, além de terem acesso à técnicas que irão auxiliar no controle e prevenção de doenças. “Já abordamos durante os nossos encontros diversos pontos essenciais para quem está estudando para concursos, mas talvez um dos mais importantes seja a família, pois nela o candidato pode encontrar apoio emocional e motivação para seguir a preparação até a aprovação,” ressalta a psicóloga.

Segundo a especialista, em épocas de quarentena, muitas vezes o distanciamento dentro de casa acaba acontecendo, mas o candidato precisa encontrar uma solução para manter um relacionamento saudável com os familiares.

Divã do Concurseiro: A Família e o Concurseiro
Data: 26/5 (hoje)
Hora: 19h

TJDFT assegura distribuição de pontos de questão anulada em concurso da Sedes

Publicado em Deixe um comentárioConcursos, Distrito Federal, GDF, Tribunal de Justiça

Uma candidata a especialista do concurso público da Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes/DF), antiga SEDESTMIDH, teria sido beneficiada sozinha após entrar na Justiça e conseguir a anulação de uma questão da prova, conseguindo dois pontos a mais na classificação. Porém, mesmo reconhecendo a ausência de resposta correta para a questão, o Ibrae, banca organizadora do concurso, não anulou a questão para os demais candidatos.

Os candidatos se sentiram prejudicados e duas delas resolveram também entrar na Justiça para assegurar que a pontuação fosse dada igualmente a todos, pedindo a anulação da questão nº 20 da prova tipo C e seus correspondentes nos demais tipos da avaliação objetiva.
Segundo a peça dos advogados Cássio Castro, Déborah Mesquita e Bárbara Pertence, o objetivo é que seja conferido tratamento isonômico de critérios de avaliação e correção na prova do concurso; eles ainda pediram a antecipação dos efeitos da tutela recursal para que fosse anulada a questão.

“A anulação, muito embora tenha contemplado uma candidata, no âmbito administrativo pelo IBRAE, tal medida não foi estendida administrativamente quanto aos seus efeitos a todos os candidatos, do que se deduz a violação do princípio isonômico Constitucional.”

Assim, na semana passada, o juiz de Direito João Luís Fischer Dias, do TJDFT, julgou o caso a favor da distribuição dos pontos a todos os candidatos. Para embasar sua decisão, o magistrado citou a Lei Distrital nº 4949/2012, que estabelece normas gerais para realização de concurso público pela administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal. Segundo ele, em especial nos seus incisos I e II, a legislação é clara no sentido de que é vedada a inobservância da isonomia entre os candidatos. “Vejamos: Art. 6º É vedado: I – estabelecer critérios de diferenciação entre candidatos, salvo quando previstos em lei; II – restringir, dificultar ou impedir a moralidade, a isonomia, a publicidade, a competitividade, a seletividade e a razoabilidade do concurso público”.

Dias também destacou que “pelo próprio princípio da economia processual e da impossibilidade de se decidir de forma diferente para estes ‘terceiros’ é de ser ampliado os efeitos benéficos da decisão”, a fim de alcançar todos os candidatos do concurso.

Assim, em decisão liminar, ficou determinado que o Distrito Federal e o Ibrae mantenham sete candidatos no concurso para provimento do cargo de especialista em Assistência Social até que sejam declaradas nulas as alterações acerca da fórmula de cálculo para correção das provas objetivas. Foi determinando ainda que os candidatos voltem a constar na lista de aprovados e participem das demais fases, respeitando as suas classificações.

“Em setembro de 2019, a candidata entrou na Justiça pedindo anulação da questão e atribuição dos dois pontos a ela. O Ibrae reconheceu a situação e o juiz sentenciou a favor dela. Depois disso, o TCDF publicou uma decisão afirmando que, de acordo com a Lei 4.949, as questões anuladas não pontuam, elas tem que ser distribuídas entre as demais questões. Antes, cada questão valia dois pontos (eram 20 itens, 40 pontos no total), quando a candidata resolveu entrar com a ação. Neste período, outra três questões foram anuladas. Aí tínhamos 17 questões válidas, agora valendo 2,35 cada, pelo cálculo do TCDF. E isso acabou criando uma situação difícil, porque com o recalculo da nota algumas pessoas, que já haviam passado em várias etapas posteriores e estavam quase no curso de formação, foram eliminadas,” explica Castro. “Aí pedimos então a anulação da questão para todos, aí a pontuação valeria 2,5. Os dois pontos dados à candidata então não existem mais, mas como é questão judicial ela continua com eles.”

 

Confira o processo aqui. 

 

Ibrae

De acordo com o Ibrae, banca organizadora do concurso, desde julho de 2019, o processo da primeira candidata está tramitando no 2º Juizado Especial da Fazenda Pública do Distrito Federal e a banca aguarda decisão da Justiça. Com a questão anulada pelo Poder Judiciário, a candidata ficou com 24 pontos (9 questões) que, à época, julho de 2019, eram suficientes para a sua aprovação na parte de conhecimentos gerais. Já na parte de conhecimentos específicos, a candidata teve nota bem superior a exigida para a sua aprovação. A sentença transitou em julgado em novembro de 2019. 

Após a sentença transitar em julgado, o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) determinou recálculo das notas e que não fossem mais pontuadas as questões anuladas. Inicialmente, o IBRAE, administrativamente, cumpriu a decisão do TCDF e determinou que as questões anuladas não fossem pontuadas. Com isso, excluiu a candidata do certame. Todavia, foi intimado pelo Poder Judiciário para que cumprisse, rigorosamente, a decisão judicial, sob pena da prática do crime de desobediência. Com isso, o IBRAE manteve a pontuação atribuída às questões anuladas e submeteu a sua decisão ao Poder Judiciário. Enquanto aguarda a decisão, a candidata permanece no certame na condição de sub judice, ou seja, de acordo com a decisão do Poder Judiciário poderá ser excluída posteriormente.” 

 

Nesta segunda-feira, a Sedes divulgou resultados definitivos e preliminares referentes ao cargo de especialista. Confira aqui. 

Senado aprova MP que cria 860 funções comissionadas na Polícia Federal

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O Plenário do Senado aprovou nesta segunda-feira (25/5) a medida provisória que cria 860 funções comissionadas na Polícia Federal (MP 918/2020). Como foi aprovado sem emendas, o texto segue direto para a promulgação, sem a necessidade de sanção presidencial.

A MP transforma 281 cargos em comissão em 344 funções comissionadas, e ainda cria 516 funções novas. A diferença entre cargos em comissão e funções comissionadas é que as funções só podem ser atribuídas a servidores efetivos, já concursados, da administração pública, enquanto os cargos também podem ser ocupados por não-servidores, por meio de livre contratação e exoneração.

A medida terá impacto estimado de R$ 7,9 milhões por ano. Segundo o relator, senador Marcos do Val (Podemos-ES), esse custo não precisará de um novo aporte em 2020, porque sairá do orçamento já reservado para a própria Polícia Federal.

Marcos do Val também defendeu a medida afirmando que ela vai fortalecer a estrutura das delegacias da Polícia Federal, uma vez que as funções serão destinadas para as tarefas regionalizadas da corporação — como os serviços de imigração, a fiscalização de empresas de segurança privada e de produtos químicos e a emissão de passaportes.

— Com essa mudança, as delegacias do interior serão mais bem reconhecidas e valorizadas. Além disso, as superintendências regionais serão fortalecidas com a uniformização dos cargos em todos os estados.

O senador Major Olimpio (PSL-SP) destacou que o Senado precisava aprovar a MP 918 para garantir a sanção do auxílio financeiro a estados e municípios contra a pandemia de covid-19 (PLP 39/2020). O auxílio é condicionado à proibição da criação de funções no serviço público que impliquem aumento de despesa, como é o caso da MP. Caso o auxílio já estivesse sancionado, não seria possível criar as funções na Polícia Federal.

O PLP 39/2020 foi aprovado pelo Congresso no dia 7 de maio e o prazo para a sanção presidencial termina na próxima quarta-feira (27). Se isso não acontecer, o projeto estará sancionado automaticamente, sem vetos.

A medida provisória recebeu apenas um voto contrário, do senador Cid Gomes (PDT-CE). Ele observou que não questiona a importância de se valorizar a estrutura da Polícia Federal, mas argumentou que esse tema não precisava de uma MP e se disse incomodado com a “banalização” das medidas provisórias.

— Ela passa a viger imediatamente. Isso praticamente nos inibe de qualquer alteração, porque já está feita essa mudança de cargos. É um acinte à técnica legislativa. Acho que está na hora de dizermos ao Executivo que ele não pode fazer das MPs um instrumento para alterações sem urgência.

 

 

Fonte: Agência Senado

Secretário de Economia do DF autoriza seleção pública com mais de 200 vagas para brigadistas

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Distrito Federal, DODF, GDF

André Clemente Lara de Oliveira, secretário de Economia do Distrito Federal, autorizou a realização de um novo processo seletivo simplificado para a contratação temporária de 148 brigadistas. O objetivo é a prevenção e combate a focos de incêndio no cerrado. A autorização foi publicada em edição extra do Diário Oficial local (DODF), desta segunda-feira (25/5).

Desse total de vagas, quatro serão para supervisores de brigada, 24 para chefes de brigada e 120 para brigadistas combatentes.

De acordo com a portaria de autorização, a seleção ainda formará cadastro reserva igual a 50% do número de vagas autorizadas – o que totaliza 222 vagas ao todo.

O provimentos dos postos está previsto a partir de junho de 2020, condicionado à disponibilidade orçamentária e financeira.

 

Veja também: Confira lista de órgãos com 12 concursos públicos previstos para o DF! 

 

 

Última seleção para brigadistas no DF

Em agosto de 2019 o GDF lançou edital da última seleção para brigadistas por meio do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Brasília Ambiental – Ibram). Foram 100 vagas.

A seleção se deu por meio de análise curricular e teste de aptidão física (TAF e teste de habilidade no uso de ferramentas agrícolas).

Quem quis concorrer para chefe de brigada precisou ter nível médio e certificado de participação em curso de formação de brigada de combate a incêndio florestal, com, no mínimo, 40 horas. Além de CNH de categoria B e experiência comprovada na área de combate a incêndios em instituições do governo. A remuneração foi de R$ 3.193,60, mais seguro acidente.

Já para o posto de chefe de esquadrão, foi necessário ser alfabetizado, ter certificado de participação em curso de formação de brigada de combate a incêndio florestal, com, no mínimo, 40 horas. Também foi preciso ter CNH de categoria B e experiência comprovada na área de combate a incêndios em instituições do governo. A remuneração foi de R$ 2.495,00, mais seguro acidente.

E para brigadista de combate a incêndios florestais, também foi requisitado ser alfabetizado e ter certificado de participação em curso de formação de brigada de combate a incêndio florestal, com, no mínimo, 40 horas. Neste caso, o salário foi de R$ 1.996, além de seguro acidente.

Todos com jornada de trabalho de 12h x 36h.

Os candidatos puderam concorrer a um, dois ou até três cargos disponíveis, desde que tenham os requisitos para assumir a respectiva vaga. Saiba mais detalhes sobre a seleção passada aqui. 

 

Gostou da notícia? Comente no Fórum CW! 

Covid-19: ministérios da Economia e Saúde autorizam contratação de mais de 5.000 profissionais

Publicado em Deixe um comentárioautorização, Coronavírus, DOU, Governo federal, Ministério da Economia, Ministério da Saúde

O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel; e o ministro de Saúde substituto, Eduardo Pazuello, resolveram autorizar a contratação, por tempo determinado, do quantitativo máximo de 5.158 profissionais de níveis médio e superior. O aval foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (26/5).

Os profissionais poderão ser contratados a partir de maio de 2020 para atuar nas atividades de assistência e apoio à assistência à saúde, nas cidades do país que fazem frente ao combate do novo coronavírus (covid-19).

O Ministério da Saúde definirá a remuneração dos profissionais a serem contratados e a distribuição do quantitativo máximo de profissionais.

O prazo de validade dos contratos será de até seis meses, limitados os respectivos termos finais a 31 de dezembro de 2020.

As despesas com as contratações autorizadas correrão à conta das dotações orçamentárias consignadas no Grupo de Natureza de Despesa – GND “1 – Pessoal e Encargos Sociais”, tendo em vista que visam à substituição de servidores e empregados públicos, nos termos do § 1º do art. 105 da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020.

Enquanto perdurar o estado de calamidade pública, as contratações serão custeadas com recursos orçamentários oriundos da publicação de Medida Provisória destinada a abertura de credito extraordinário para enfrentamento do estado de calamidade pública.

 

 

Veja a portaria em sua íntegra aqui. 

Senado, Depen, PF: confira agenda de lives gratuitas para concursos dessa semana

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Direção Concursos

25/5 – 14h – Mantendo o ritmo – Concurso Senado – Informática – Victor Dalton

 

25/5 – 19h – Legislação DEPEN – Lei 11.671/2008 e Decreto 6.877/2008. Prof Luiz Fernando

 

26/5 – 19h -  Processo penal na mira: Enquadrando o edital PF – Prof. Alexandre Salim

 

27/5 – 19h – TCE SC – Ainda dá tempo? – Jetro Coutinho, professor de Economia

 

28/5 – 19h – Direito Constitucional na mira: Enquadrando o edital PRF – Prof. Nathália Masson

 

29/5 – 11h – Concursos abertos na área de Psicologia – Prof. Thayse Duarte

 

30/5 – 9h – Simuladão carreiras policiais – Processo Penal e Direito Constitucional – Profs. Alexandre Salim e Nathália Masson

 

IMP Concursos

25/5 

12h – Ricardo Blanco

Direito Administrativo para o DEPEN ( parte II)

 

26/5 

12h – Vânia Araújo

Redação Discursiva para DEPEN

 

27/5 

12h – Elias Batista

Direito Constitucional para DEPEN ( parte II)

19h – Madalena Coatio

Resolução 1/2017 – Normas da Educação Especial para SEDF

 

28/5

12h – Elton Soares

Raciocínio Lógico para DEPEN ( parte II)

19h – Gabriel Pacheco

Banco do Brasil – Gabaritando Tecnologia da Informação: MS Excel

 

29/5

12h – José Trindade

Responsabilidade civil do Estado – teoria e exercícios – aula 2

19h – Marília Brambilla

Legislação Extravagante para Depen ( parte II)

Acesse aqui! 

 

Gran Cursos Online


Acesse aqui! 

Ibaneis nomeia primeiros 101 aprovados do concurso da Sedes DF

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, publicou no Diário Oficial do DF da última  quinta-feira (21/5), em edição extra, a nomeação de 101 técnicos de assistência social aprovados no concurso público para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), antiga SEDESTMIDH. Nesse chamamento são 89 aprovados da ampla concorrência e 13 que se declararam pessoa com deficiência.

Os aprovados são os primeiros a serem chamados do concurso promovido no ano passado.

 

A partir de agora, de acordo com o Regime Jurídico dos Servidores Públicos civil do Distrito Federal, das autarquias e das fundações públicas distritais – Lei complementar nº 840, de 23/12/2011; esses aprovados têm o prazo improrrogável de 30 dias, contados da publicação do ato de nomeação, para apresentarem a documentação necessária para a posse. Após esse procedimento, são até cinco dias úteis para entrar em serviço.

 

O convocado precisa apresentar cópia e original da documentação abaixo na Gerência de Registros Funcionais (Digep) da Sedes. No 3º andar, sala 303, na SEPN 515 Bloco A Edifício Banco do Brasil, na Asa Norte, das 9h às 11h30 e 14h às 17h.

 

Outros cargos 

Na última sexta-feira (22/5), venceram os prazos para recurso da prova discursiva dos candidatos aos cargos de Especialista em Assistência Social. A partir da próxima semana está prevista a divulgação desse resultado definitivo. Na sequência, é liberado o cronograma do curso de formação para aquelas especialidades com previsão dessa etapa.

 

Exame médico

Os exames admissionais do Governo do Distrito Federal são de responsabilidade da Subsaúde/Seec. Para tal, até segunda-feira (25), essa unidade vai definir e divulgar todos os procedimentos para o agendamento.

 

Documentação para posse

  1. Ficha de Cadastro: preencher o formulário
  2. Carteira de Identidade – RG;
  3. Cadastro de Pessoa Física – CPF;
  4. Título de Eleitor;
  5. Comprovante de quitação eleitoral no site do Tribunal Superior Eleitoral, link abaixo;
  1. Número do PIS/PASEP e data de vínculo ao Programa (PIS ou Pasep);

OBS 1: A data de vínculo no PIS/Pasep é dado imprescindível e deve ser obtida junto à Caixa Econômica Federal no caso de PIS e junto ao Banco do Brasil no caso de Pasep.

OBS 2: Caso não possua PIS/Pasep, favor preencher o Formulário de inclusão no Pasep(disponível no setor) e entregar na Gerf no ato da entrega dos demais documentos.

  1. Certificado de Reservista/Dispensa de Incorporação/Carta Patente, que conste se remunerado ou não;
  2. Carteira do Conselho Regional de Classe do Distrito Federal (quando a categoria funcional exigir);

OBS: Para aqueles que possuem Conselho de outro estado, ao solicitarem seu Registro junto ao Conselho do DF, deverão possuir uma cópia autenticada do Diploma frente e verso para conferência no NUAM, tendo em vista que o Diploma original fica retido no Conselho;

  1. Certidão de Casamento;
  2. 2 (duas) foto 3×4 recente (escreva seu nome e cargo no verso)
  3. Comprovante de Escolaridade (cópia frente e verso) exigido para o cargo de acordo com o que consta no edital normativo (verificar para os cargos de nível médio, a exigência também do Certificado de nível médio);
  4. Declaração de Idoneidade (disponível no site);
  5. Declaração de Bens (disponível no site);
  6. Declaração de não participação em Gerência ou Administração de Empresa Privada (disponível no site);
  7. Declaração de Acumulação em Cargo/Emprego/Função na Administração Pública (disponível no site);
  8. Certidões:

– Certidões negativas da Justiça Federal, Cível e Criminal (TRF1);

– Certidões negativas da Justiça Distrital Cível e Criminal (TJDFT);

– Certidões negativas da Justiça Eleitoral – Crime Eleitoral (TSE);

– Certidão negativa da Justiça Militar Federal (STM);

– Certidão Negativa expedida pelo Banco Central do Brasil (Administração e Instituição em Liquidação Extrajudicial);

– Certidão negativa Tribunal de Contas do DF (Certidão de Julgamento de Contas).

  1. Caso receba proventos de aposentadoria, pensão ou reforma: Apresentar o Contracheque e Declaração do Órgão de Vínculo;
  2. Comprovante de Residência;

OBS.: Deve ser em nome do candidato e constar o Código de Endereçamento Postal (CEP). Caso o comprovante apresentado não seja no nome do candidato, preencher Declaração de Residência;

  1. Número de sua Conta Corrente no Banco de Brasília – BRB.

a – Se não tiver uma conta no BRB, deverá providenciar a abertura em qualquer agência. No momento da abertura da conta você deve levar impresso o DODF – Diário Oficial onde consta sua nomeação (caso o Gerente solicite documento específico da SES/DF, você deve procurar o Nuam);

b – Se tiver conta no BRB, deverá trazer a cópia do cartão ou extrato bancário.

  1. Parecer Médico emitido pela Medicina do Trabalho/SEEC-DF
  2. Caso tenha sido nomeado em vaga destinada a PCD

(pessoa com deficiência): laudo técnico que comprove a condição de portador de necessidade especial, expedido por equipe multiprofissional de entidades públicas ou organização credenciada de atendimento a deficientes, no caso de pessoa com deficiência investida em cargo, cujas vagas decorram de reserva legal;

  1. Caso exerça ou detenha outro cargo, emprego ou função pública: apresentar declaração funcional (deve ser emitida pelo setor de pessoal do órgão) constando:

a – Data de admissão;

b – Matrícula;

c – Carga horária semanal; e escala do mês anterior (início e término da jornada diária de trabalho).

 

 

*Informações da Sedes DF 

Nomeações de mais de 800 aprovados da Secretaria de Educação do DF estão mantidas

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

Suspensa pelo Decreto nº 40.572, de 28 de março deste ano, a posse de 821 professores da educação básica segue como uma das prioridades da Secretaria de Educação (SEE). Ainda em vigor, o adiamento do processo foi adotado pelo governador Ibaneis Rocha entre as medidas para conter a disseminação do novo coronavírus.

Devido à situação de calamidade pública provocada pela pandemia, apenas os cargos com funções necessárias para a prevenção, contenção ou combate ao coronavírus podem iniciar o exercício. Com isso, não é possível prever quando o processo será retomado. Quando for possível, o cronograma de posse será retomado exatamente de onde parou.

Nomeações serão mantidas

Segundo a subsecretária de Gestão de Pessoas (Sugep), Kelly Bueno, a SEE manterá a mesma lista de professores nomeados. “A autorização já existe”, explica. “Voltaremos a nomeá-los e dar todos os prazos legais. Nosso interesse é que os professores ingressem na educação o mais rápido possível”.

Ainda de acordo com Kelly, após cessada a pandemia, a SEE fará uma consulta à Subsecretaria de Saúde e Segurança no Trabalho (Segad) e à Procuradoria Geral do Distrito Federal (PGDF) para verificar a possibilidade de reaproveitamento dos exames admissionais dos candidatos que estão com a avaliação em mãos e já tenham se submetido aos exames médicos.

 

*Informações da SEDF

Evento online discute como lidar com ansiedade, concursos públicos e quarentena

Publicado em Deixe um comentárioConcursos

A pandemia do coronavírus tem provocado mudanças significativas nos aspectos sociais, culturais, econômicos e políticos ao redor do mundo. Essas mudanças, por sua vez, têm impactado os concursos públicos, provocando alterações nos cronogramas de diversos certames.

Nesse cenário, muitos concurseiros precisam lidar com a frustração de ter provas adiadas ou certames suspensos, e com a incerteza sobre a realização dos concursos.

Pensando nisso, a psicóloga Juliana Gebrim preparou um evento online especial para este domingo (24/05), a partir das 18h, no canal do YouTube do Gran Cursos Online.

Será uma excelente oportunidade para os candidatos terem acesso a dicas de como lidar de forma saudável com a ansiedade gerada pela pandemia e como se manter motivado nos estudos mesmo em meio à incerteza.

O evento é online e gratuito.

 

Ansiedade, Concursos Públicos e Quarentena: Como Lidar?

📅 Data: 24/05 (domingo)

⏰ Horário: 18h (horário de Brasília)

Acesse aqui