Foto: Divulgação
35ce74d7-1480-45c2-8766-1b78216ea85c Foto: Divulgação

Aprovados do concurso dos Bombeiros do DF organizam mutirão de doação de sangue

Publicado em Concursos

Eles ainda nem foram empossados como bombeiros do Distrito Federal, mas já estão salvando vidas. Esse é o objetivo de uma comissão de aprovados do concurso dos Bombeiros deste ano que se organizou para promover um verdadeiro mutirão de doação de sangue no Hemocentro de Brasília.

Para tanto, alguns membros fizeram um curso de doação no próprio Hemocentro e marcaram a melhor semana para que pudessem atender a demanda de todos os concursandos interessados em doar. Um site de agendamento de datas e horários também foi criado para organizar tudo e não sobrecarregar o Hemocentro em horários específicos. A iniciativa exemplar, com doações feitas ao longo de toda esta semana, ainda foi divulgada em grupos e redes sociais.

A ideia partiu de Whalleson Diego de Oliveira, aprovado para o cargo de soldado operacional, que confessa que sempre teve muito medo de doar. “Em setembro me deu um estalo de querer ajudar o próximo. Quem estudou para esse concurso sabe que passamos por muita coisa, ficamos à flor da pele devido a adiamento, algumas complicações, prova que foi anulada… mas tudo isso fez com que a gente ficasse mais humilde, nos tornou pessoas melhores. Sempre tive receio de doar, medo de agulha, nunca pensei na vida em praticar um gesto desse por conta de medo mesmo, mas hoje vejo que foi bobagem.”

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Whalleson conta que se sensibilizou com a causa e tomou coragem para o ato após estudar muito disciplinas como atendimento pré-hospitalar, anatomia e fisiologia para passar na seleção. Depois de doar vestindo a camisa da comissão de aprovados, ele tirou uma foto para registrar e, não só a divulgou no grupo de Whatsapp dos classificados, como também levou a ideia para uma reunião que eles tiveram, com cerca de mil concursandos. “Eu pensei: não vou fazer esse gesto sozinho, porque não tem coisa melhor na vida do que ajudar ao próximo”, disse o aprovado, que hoje se considera um contínuo doador de sangue.

Olívia Laquis é uma das aprovadas que topou a ideia e também ajudou a divulgar a iniciativa. Ela ainda participou do curso do Hemocentro e está orientando a quem for doar sobre as condições de doação e sobre a alimentação necessária para o ato. “Depois que o concurso foi realizado, o pessoal formou uma comissão dos aprovados. Enquanto as primeiras turmas não são convocadas pensamos em uma forma de ajudar a população do DF e já começar a salvar vidas. Foi então que pensamos na doação de sangue, que além de repor os estoques do DF, vai promover a conscientização. Estamos orientando os aprovados a tirar fotos no momento da doação e postar nas redes sociais.”

Como doar
Entre as condições básicas para doação estão gozar de boa saúde, estar alimentado, não usar medicamentos, ter entre 16 a 69 anos de idade (16 e 17 anos, mediante consentimento formal do responsável legal), pesar acima de 50 quilos e ter IMC maior ou igual a 18,5 (descontar o vestuário), apresentar documento oficial com foto, não ter praticado exercícios físicos nas 12 horas anteriores à doação, não ter ingerido bebida alcoólica neste mesmo período, não ter se submetido à endoscopia há seis meses, não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva há 12 meses, e deve evitar fumar duas horas antes da doação.

O Hemocentro de Brasília fica localizado no Setor Médico Hospitalar Norte, Quadra 3, conjunto A, Bloco 3 – Asa Norte. Telefone: 160, opção 2.