Leny Andrade em noite inspirada no Clube do Choro
leny_andrade Crédito: Adriana de Toledo de Macêdo-Soares. Leny Andrade em noite inspirada no Clube do Choro Leny Andrade em noite inspirada no Clube do Choro

Leny – Luiz – Clube do Choro – Uma terça-feira para se guardar na memória

Publicado em cultura

De repente a semana que seguia seu curso normal ganha uma terça-feira feita para se guardar na memória, com Leny Andrade

Fui ao Clube do Choro apenas três vezes em minha vida de brasiliense – uma para ver Pepeu Gomes cantar e tocar violão, sozinho no palco; outra para escutar João Donato e ontem, a terceira vez, para me encantar com Leny Andrade e Luiz Meira. Num par de horas a dupla transformou uma banal terça-feira em data para ficar na história, para se guardar na memória.

Leny Andrade conheço há muitos anos, sempre fui sua fã de carteirinha e me orgulho em dizer, tive o privilégio de conviver com ela por conta de temporadas em que ela soltava a voz em São Paulo, na Catedral do Samba, lugar de música ao vivo onde os artistas que se apresentavam em outros palcos escolhiam para terminar a noite, tomar um drinque e, por que não?, dar uma canja, para sorte e felicidade dos boêmios paulistanos.

Luiz Meira vi pela primeira vez ontem, 13 de março, e descobri que preciso trazer de volta meu interesse pela música, pelos músicos que existem no território tupiniquim. Fui atrás da biografia desse exímio violonista e me descobri um tanto descuidada musicalmente falando uma vez que já devia saber desse rapaz que além de excelente músico é uma bela figura.

Me despertei hoje em estado de graça, encantada com a noite de terça-feira – o Clube do Choro da minha memória era o antigo, pequeno e aconchegante. Para minha surpresa, em sua atual versão, a casa ganhou espaço físico maior mas manteve o charme da anterior. Estava lotada com uma plateia composta de pessoas que foram lá por prazer, por amor à música e sobretudo por admirar os artistas que se apresentaram.

Garçons silenciosos e atenciosos cumpriam muito bem seu papel. Da cozinha vinham pratos para quem quisesse jantar e para os que preferem de fato algo que combine mais com o ambiente – petiscos e drinques. Nada contra quem prefere jantar mas é estranho dar garfadas em pratos enquanto cantantes soltam a voz no palco, especialmente se forem servidos e degustados em uma das mesas da fila do gargarejo. Deixa no ar um clima de churrascaria e isso é tudo o que o Clube do Choro não é.

Mas nada disso ofuscou o brilho da noite nem prejudicou o prestígio da casa. Daqui para a frente vou ficar atenta ao calendário de shows do Clube do Choro –  é lugar que não discrimina saldo bancário. Vou mais longe, paga-se pouco por tamanha diversão.

Mando um recado ao Reco do Bandolim: PARABÉNS!!!!!!!!

48.881 thoughts on “Leny – Luiz – Clube do Choro – Uma terça-feira para se guardar na memória

  1. Oһ my goodness! Incredible article dude! Ⅿаny thanks, Hoѡever I am encountering troubles ԝith
    your RSS. I don’t knoᴡ why I am unable to subscribe tо
    it. Ιs there anyone elѕе having ѕimilar RSS issues?
    Аnybody ᴡho knows the solution cɑn yօu kindly respond?
    Thаnks!! Ghe nha khoa Trung Quoc 0918158933 ghe nha khoa Suntem 0918158933

  2. Woah! I’m really loving the template/theme of this website.
    It’s simple, yet effective. A lot of times it’s challenging to get that “perfect balance” between superb usability and visual appeal.

    I must say you’ve done a fantastic job with this.
    In addition, the blog loads extremely fast for me on Opera.
    Exceptional Blog!

  3. After exploring a handful of the blog articles on your website,
    I really like your way of writing a blog. I bookmarked it to my
    bookmark webpage list and will be checking back in the near
    future. Please check out my web site too and let me
    know your opinion.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*