farrah-fawcett2 São muitas as invencionices para se conseguir as madeixas de Farrah Fawcett

Quando surgem os inventos e invencionices, acende-se a esperança

Publicado em Moda

Para fazer o mundo girar e o comércio se movimentar, as mentes criativas não param e os inventos que podem ser apenas invencionices surgem aos borbotões!

Quando era menina passei por tratamentos caseiros para deixar os cabelos mais sedosos, brilhantes, fartos. Minha mãe não abria mão de me deixar horas com limão (partido ao meio) esfregado em meu couro cabeludo. Com a autoridade que lhe cabia explicava que era santo remédio “para não correr o risco de ter caspas; para afastar piolhos; fortalecer os fios, evitar a queda e garantir o brilho das melenas”.

Eu me submetia ao santo remédio – não era maluca de enfrentar uma mãe italiana e também porque desde que o mundo é mundo, manda quem pode e obedece quem tem juízo. Não sei se foi o “tratamento” imposto mas meu cabelo era bonito e bom.
Cresci, fiquei dona de meu nariz e nunca mais fiz tratamento capilar algum. Em casa, vale dizer. Afinal, a indústria de cosméticos se incumbe de criar ampolas de vitaminas para esfregar no couro cabeludo, shampoos que tem em suas bases plantas medicinais que geram uma esperança de ter uma cabeleira no melhor estilo Farrah Fawcet, perucas, implantes e etc. Nesse momento há que ficar claro que este nicho de mercado é também voltado para os homens, metrossexuais ou não. No caso deles, a busca pode ser por uma cabeleira de dar inveja a Sansão.

Pois muito bem – acabo de receber um informe que dá conta da importância que (quase) todos damos aos cabelos ou a falta deles: surgiu na praça um capacete a laser que “trata calvície, queda e afinamento capilar”. Um aparato de nome iGrow que tem por dentro 51 pontos de luz (21 de laser de diodo e 30 de LED); recomendado no “mundo todo por dermatologistas, aprovado pela Anvisa e pelo FDA americano e pode ser usado em casa três vezes por semana, durante 20 minutos.”

O iGrow se vale da moda das invencionices para modelar cabelos
O iGrow se vale da moda das invencionices para modelar cabelos

Tentei saber se há registro de usuários – para o bem ou para o mal – e não logrei obter tal informação. Fui atrás de uma foto do iGrow e entendi porque deve ser usado indoor: não é exatamente elegante e pode deixar no ar um perfume de coisa de maluco. Porém, de maluco com bom saldo bancário – para pagar devagar, R$ 1.790,00. À vista, R$ 1.611,00. O site que vende é o www.ralcoh.com.br e a empresa fica em São Paulo.
Agora, para contrabalançar a informação acima e para os que ainda acreditam em receitas caseiras, mando uma que também faz o cabelo crescer e tem custo baixo. Só não sei se funciona. Mas, lá vai:
Há que passar por uma peneira fina uma gema crua de ovo para eliminar seu cheiro. Depois, acrescentar a ela uma colher de sopa de mel e duas de óleo de rícino. Em seguida aplicar com movimento circulares nos cabelos que já foram lavados com shampoo comum, muito bem enxaguados com abundante água fria. Aplicada a caseira solução, entrará em cena uma touca térmica a ser usada por 40 minutos. Pronto! Só falta lavar novamente sem pensar na conta de água e finalizar com algum creme hidratante.

Na falta de uma touca térmica, aposte no bom e velho papel alumínio
Na falta de uma touca térmica, aposte no bom e velho papel alumínio

Na falta de touca térmica, funciona com eficiência papel de alumínio envolvendo os cabelos enrolados no topo da cabeça. Tal aplicação é recomendada apenas uma vez por semana. No máximo, duas.
Para deixar claro: se funciona, não sei. Mal não fará. Boa sorte.

260 thoughts on “Quando surgem os inventos e invencionices, acende-se a esperança

  1. Pretty great post. I just stumbled upon your blog and wished
    to mention that I have truly loved surfing around your blog
    posts. After all I will be subscribing on your rss feed and I am hoping you write once more very soon!

  2. This design is steller! You certainly know how to keep a reader entertained.
    Between your wit and your videos, I was almost
    moved to start my own blog (well, almost…HaHa!) Fantastic
    job. I really loved what you had to say, and more than that, how
    you presented it. Too cool!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*