Giardíase: saiba como evitar

Publicado em Sem categoria

A Vigilância Ambiental não tem casos notificados de giardíase, mas moradores de Águas Claras acreditam em surto da doença. Veja como prevenir e identificar essa infecção intestinal

giardia

Embora não tenha nada confirmado, moradores de Águas Claras continuam temendo um surto de giardíase, infecção intestinal causada por um protozoário. Os tutores estão preocupados com o número de casos relatados por pessoas que moram na cidade. Por isso, é bom conhecer e saber como evitar o problema.

“Os cães podem se infectar a partir da ingestão de água ou de alimentos contaminados com cistos contidos das fezes de um indivíduo doente, chamada de transmissão indireta; ou podem ainda se infectar de forma direta, em locais em que os animais ficam mal acomodados, aglomerados uns aos outros e têm contato direto com animais doentes”, explica a veterinária Élida Ribeiro. “Por isso, a importância de vacinar os filhotes e manter o vermifugo sempre em dia. Até porque, como qualquer outra doença, podem existir os portadores assintomáticos, e esses também transmitem a doença”, alerta. Embora a vacina não seja garantia de que o cão estará 100% imune, a veterinária explica que ela reduz os sintomas da da giardíase.

Uma forma de evitar a contaminação é recolher as fezes do cãozinho. “É muito importante, mas, infelizmente, a gente não vê muito disso por aí”, lamenta Élida Ribeiro.

Procurada pelo blog, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou, por email: “A Gerência de Zoonoses da Vigilância Ambiental não recebeu nenhuma notificação sobre a giardíase. Por ser uma infecção causada especialmente em áreas com más condições de saneamento e água contaminada, recomenda-se adoção de medidas preventivas como a ingestão somente de água filtrada, saneamento básico, lavar bem as mãos após utilizar o banheiro, lavar em água corrente e higienizar frutas, legumes e verduras. Em relação aos animais, sugere-se que os moradores enviem um e-mail para zoonosesdf@gmail.com, informando sobre os casos, para que um técnico vá ao local verificar”.

Confira os sintomas da doença e não deixe de procurar um veterinário:

— Diarreia intermitente

— Perda de peso

— Fezes pálidas e fétidas, podendo se apresentar na forma aquosa ou hemorrágica

 

A doença é tratável, mas apenas o veterinário pode indicar o medicamento. Remédios sem indicação médica podem até matar o animal 

 

  • Day Siqueira

    Muitooo bom saber!!! Que esse surto se resolva logo..