WhatsApp Image 2020-04-16 at 21.59.04 Crédito: Sallva/Divulgação. Filé à parmigiana do Sallva feito para a família

Pratos especiais homenageiam a cidade até mesmo no delivery

Publicado em

Nem mesmo o construtor de Brasília, Israel Pinheiro, imaginou o tamanho que teria a cidade, feita em três anos e meio. Ao ser entrevistado por um jornalista americano, que aqui esteve em 1957 – um ano depois do início da construção – , o presidente da Novacap subestimou as cifras que previu para o futuro. À pergunta: “Quantos habitantes o senhor acha que terá Brasília em 1960? Israel respondeu: “Terá 30 mil”. A cidade foi inaugurada a 21 de abril de 1960 com cem mil habitantes. Seis décadas depois, a capital registra mais de 221 mil pessoas, das quais uma parte guarda isolamento social para se proteger do ataque do novo coronavírus.

A solução adotada por um grande número de estabelecimentos durante a quarentena foi o serviço de delivery, escoltado por um verdadeiro exército de entregadores, cujas motos e bicicletas cortam a cidade e invadem as quadras em todas as áreas urbanas. São esses jovens a presença humana mais forte nos sábados e domingos e deve ser também nesta terça-feira, no feriado de 21 de abril, quando Brasília completa 60 anos.

Algumas casas elegeram um prato para comemorar a data com o preferido do menu, como o filé à parmegiana para a família, elaborado pela chef Fabiana Pinheiro, para quem “esse está sendo a estrela do cardápio do Sallva delivery”. Preparado com 400g de filé-mignon, presunto Parma, empanado com ovo orgânico, farinha de mandioca flocada de Goiás e farinha panko, o prato é finalizado com molho pomodoro da casa além de gratinado com queijo muçarela. Sai por R$ 109. Você pode pedir no iFood ou pelo whatsapp do Sallva 3522-4352, nesse caso buscando lá ganha 10% de desconto. Está disponível todos os dias no almoço e no jantar.

No BSB Grill, os pratos mais pedidos são o bife de tira, que é o corte mais nobre da picanha, de 600g por R$ 220 e a maminha de 700g por R$ 146. Ambos vêm com três acompanhamentos e servem de duas a três pessoas, garante Issa Attie, que comanda a casa ao lado do primo Lúcio Bittar. Telefone:3326-0974 (304 Norte) e 3346-0036 (413 Sul).

Rabada ao vinho

Crédito: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press. Alexandra Alcoforado, chef

A chef Alexandra Alcoforado, formada na escola de culinária Le Cordon Bleu, de Paris, elaborou um menu que muda a cada semana. Ela própria prepara os pratos e o filho se encarrega de entregá-los, mas somente no horário do almoço, de segunda a sábado. Para o aniversário da cidade, a chef optou por uma rabada ao molho de vinho tinto, “com um toque francês, tão ao gosto do brasiliense, e irá acompanhada de purê de mandioca e agrião”. Domingos e feriados, os pratos saem por R$ 39, enquanto a sobremesa, R$ 10. Nessa terça, o doce sugerido é uma musse de queijo com calda de goiabada cascão.

De segunda a sexta os pratos custam R$ 29 e hoje a sugestão é picadinho de carne e farofa de ovos ou filé de peixe grelhado e purê de banana da terra; no sábado, arroz de pato. Há uma taxa de entrega de R$ 10. Os pedidos para o prato do dia são aceitos até as 10 horas do mesmo dia mediante whatsapp 9947-1104 e 9628-4170.

Crédito: À Mano/Divulgação

Com o nome de Combinato À Mano, o chef Ivonildo de Souza lança neste fim de semana um steak tartare para duas pessoas. Ele vem acompanhado de salada de folhas e torradas, cotoletta suína empanada no pão de miga e quatro cervejas Cerpa – tudo por R$ 130. Se preferir vinho há boas sugestões na faixa entre R$ 72, o Pinot Grigio Ciao Bella e R$ 102 o Pinot Noir uruguaio da Garzón. O pedido pode ser feito no telefone 3245-8235.

O Bierfass Lago, tradicional casa que proporciona belíssima vista no Pontão do Lago Sul, optou por um clássico para homenagear Brasília. Trata-se do Medalhão à Diana, muito apreciado que vem de um tempo, como o início da construção da cidade no qual pratos sofisticados eram finalizados na frente do cliente, especialmente os flambados uma atração do restaurante Chez Willy, na Cidade Livre. São medalhões de filé-mignon envoltos em bacon grelhado,flambados no conhaque, molho ferrugem e creme de leite, acompanhado de arroz do próprio molho com cogumelos e legumes. Sai por R$ 58 (individual) e R$ 110 (duas pessoas). O telefone do Bierfass é 3364-4041, mas você pode pedir iFood ou buscar o prato no restaurante pelo sistema take out que concede 20% de desconto.

Crédito: Inove Aceleradora/Divulgação. Filé envolto em bacon grelhado, flambado no conhaque com molho ferrugem e cogumelos é o clássico Medalhão à Diana, numa homenagem do Bierfass aos 60 anos da cidade

À moda portuguesa

Não seria outro prato a homenagear Brasília na melhor idade que uma super bacalhoada como só faz o Tejo, na 404 Sul, lançada por Manuelzinho Pires que, embora tenha vindo muito jovem para o Rio, ainda guarda todas as reminiscências da boa mesa da terrinha. Uma delas, o prato feito de lascas de bacalhau assadas no forno com azeite, cebola, azeitonas, batatas, pimentões e ovo, acompanhado de arroz branco bem quentinho que faz uma cama e tanto para o peixe norueguês, cujo melhor preparo são os portugueses que o detêm. Sai por R$ 120 (individual) ou R$ 210 (duas pessoas). Menu delivery pode ser pedido tanto no almoço, como no jantar pelos telefones 3264-7005 e 98129-1097 e a taxa de entrega é cobrada à parte.

Crédito: Tejo/Divulgação. Bacalhoada do Tejo segundo autêntica receita portuguesa com cebola, pimentões, batatas, azeitona e ovo regada no azeite

Na esquina de baixo da 302 Sul, a Cantina da Massa abre das 11h às 15h e das 18h às 23h para fazer entrega dos pedidos tipo take out. “Como a vacina, você nem precisa sair do carro que o garçom leva a encomenda e a maquininha para passar o cartão”, avisa a chef Alda Bressan, fundadora da casa. Outra informação importante que a proprietária faz questão de lembrar é sobre o cardápio: “A casa não se limita a servir massas, temos saladas variadas, filés e até cordeiro”. Nessa época de pandemia os pratos mais pedidos são o filé à parmegiana; nhoque e lasanha, que saem pelo iFood entre R$ 30 a R$ 40 as sugestões de 400 a 500g. Se for buscar lá, o preço é R$ 70, o quilo podendo levar vasilha para montar a massa, por exemplo. Telefone: 3226-8374.

Também funcionando a todo o vapor, de portas fechadas, a não ser para entregar as encomendas feitas previamente pelo telefone 3442-1169, o restaurante Bartolomeu, nascido em Goiânia e bem crescido em Brasília a ponto de ter dado mais dois filhotes. A matriz fica na 409 Sul, onde mantém fogo na brasa que assa delicioso leitãozinho à pururuca. Claro que é um dos pratos mais pedidos, além do bacalhau. Para o aniversário da cidade, porém, o chef Francisco Leonardo, que trabalha há 14 anos na grife, sugere camarão mediterrâneo de tamanho médio grelhado no azeite, alho, manteiga da terra, vinho branco, feito com caldo de legumes, e escoltado de arroz siciliano. Custa R$ 120 e serve duas pessoas. A casa usa aplicativos e não fecha à tarde. Atende de segunda à sábado, das 10h às 22h e domingo, das 11h às 16h.

Ação solidária

Além de pratos à base de carne, peixe, massas, risotos, aves e saladas, você também pode receber em casa um substancioso sanduíche. Para garantir a movimentação durante a quarentena, a rede Hum! Burguer lançou a campanha solidária Pré-Venda do Bem, na qual oferece três opções de combos com 15% de desconto na compra antecipada destinando 10% de toda a venda líquida ao SUS (Sistema Unificado de Saúde) para auxílio à contenção da pandemia Covid-19 no país. A campanha vai até o último dia do mês de maio e quem dela participar ainda concorre a cinco prêmios que darão aos ganhadores um ano de hambúrguer grátis que podem ser retirados nas sete unidades do Distrito Federal.

Crédito: Uma Assessoria/Divulgação

No cardápio há dois combos Hum! Burguer, de blend Angus, muçarela derretida, alface americana,tomate italiano e maionese da casa no pão brioche com duas batatas canoas e dois refrigerantes por R$ 65 e um combo com o mesmo hambúrguer e outro combo Black Burguer, feito com blend Angus, cheddar derretido, cebolas grelhadas na chapa, bacon crocante e maionese exclusiva em pão artesanal australiano, além de duas batatas canoas e dois refri por R$ 65. A terceira opção que sai por R$ 64 traz dois combos Black Burguer, duas batatas e dois refrigerantes. Telefone: 3546-9120.

Outra marca que aderiu à campanha Pré-Venda do Bem destinando 10% da venda ao SUS pra enfrentar a pandemia é a rede Sushiloko, com 31 lojas no Distrito Federal. Composto de sushis e sashimis estão disponíveis três combos, a partir do combo show de 100 peças, por R$ 105; combo ostentação de 105 peças por R$ 122 e combo prime de 108 peças por R$ 126. A campanha com 15% de desconto na compra antecipada vai até 31 de maio. Pode ser pedida pelo site www.prevendadobem.sushiloko.com.br.

Crédito: Dom Francisco/Divulgação

Para homenagear os 60 anos de Brasília, o Dom Francisco está com um prato bem candango: o delicioso Fettuccine com frango e creme de pequi (R$39), que pode ser retirado na unidade da 402 sul ou pedido pelo iFood. O pequi, fruto típico do Cerrado, é considerado uma Panc (planta alimentícia não convencional) e vai muito bem com frango. Mesmo quem não é muito fã da iguaria pode comer o prato, pois o creme é suave, com sabor leve. Vendas pelos telefones: 3224-1634 / 3321-0769.