CBNFOT230420181068

No Oliver, tem novidade o tempo todo

Publicado em

Sócio-proprietário do restaurante Oliver, instalado no bucólico Clube de Golfe; presidente da Abrasel- DF e da Brasília Convention & Visitors Bureau e diretor da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança, seção Distrito Federal e Pirenópolis, o empresário Rodrigo Freire, candidato do Partido Novo a deputado federal, tem mil e uma ocupações. Mas, o que ele não abre mão, é de participar da eleição do novo cardápio, embora conte com uma equipe de primeira linha no Oliver.
Dela fazem parte o paraense Nilson Favacho, que está há 12 anos na casa e, mais recentemente, o chef Diego Badra, que acaba de assumir a chefia-executiva. Os dois são responsáveis pela execução do cardápio, que tem, no mínimo, três novidades: Menu Brasil; sugestões no regular; e o prato da boa lembrança deste ano. “O brasiliense quer coisas novas o tempo todo”, justifica Rodrigo Freire, que se preocupa em manter não só o padrão da comida, como também “o limite de preços dentro de uma faixa acessível”.

Menu Brasil

CBNFOT230420181066

Por apenas R$ 59, você poderá degustar, no almoço, entrada, principal e sobremesa de um menu especial, que sai por R$ 49, se dispensar a sobremesa. Para começar, pode optar por carpaccio de palmito pupunha tostado com vinagrete de melaço de cana, pimenta-biquinho e cebola roxa finalizado com parmesão em lascas e amêndoas torradas ou o ceviche do cerrado, feito com peixe branco com leite de tigre de cagaita e pipoca de arroz selvagem.
O prato principal vem com três opções: falso risoto de rabada, feito de risoni ao dente e agrião baby com a carne e frango à mineira com coxa e sobrecoxa assadas com manteiga de ervas regadas no próprio molho. Acompanha angu de milho verde e farofa de pimenta-de-cheiro e cúrcuma. Ainda um prato de peixe, que é o pirarucu amazônico no leite de castanha-do-brasil, purê de banana-da-terra e farofa de biju de tapioca.
Nas sobremesas, a escolha se dá entre bolo de cenoura com ganache de chocolate meio amargo e licor de laranja, crumble de especiarias e sorvete de creme; e bolinho de coco e telha de maracujá, calda de manga e espuma de leite de coco em texturas diferentes.

Boa lembrança

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já o menu reformulado do Oliver traz algumas sugestões inovadoras, como a salada caprese premium, de tomate holandês confitado sem a pele e recheado de burrata com pesto de manjericão por R$ 36; e a polenta cremosa com ragu de cordeiro cozido em molho de vinho tinto e tomates italianos com nozes caramelizadas e folha de vinagreira por R$ 69.
A estreia do chef Diego Badra coincide com o lançamento do novo Prato da Boa Lembrança 2018, que se chama salmão azafran. Consta do peixe rosa grelhado com molho especial de açafrão, azeitonas desidratadas e croquetes de mandioca e queijo goiano (R$ 89). Telefone: 3323-5961.
Piri também tem

O fato de Pirenópolis estar incrustada no centro de Goiás, um estado sem acesso ao litoral, talvez explique o interesse que o goiano tem pelas coisas do mar, como a gastronomia. O chef Juan Pratginestós, pelo quinto ano consecutivo, elabora o Prato da Boa Lembrança de seu Montserrat com ingrediente vindo do mar. Desta vez, ele optou por um lombo de bacalhau (gadus morhua) confitado a vácuo no azeite, alho e alecrim montado sobre panache de cebolas confit, pimentões assados, tomate, azeitonas pretas e pimenta dedo-de-moça.
“Assim é nosso quinto prato da boa lembrança e, curiosamente, todos sempre se referenciaram com coisas do mar e tem agradado os comensais”, comenta o chef, que, há nove anos, toca com sucesso o estabelecimento, à beira do Rio das Almas, naquela charmosa cidade goiana.Telefone: (62) 3331-2628.